O índice de isolamento social da última quarta-feira (24) foi de 41,8% em Teresina, segundo dados da Startup Inloco, que realiza o georreferenciamento de smartphones na cidade, monitorando a localização dos usuários quando eles se conectam à internet pelo celular. Em comparação com a quarta-feira passada (17), a alteração no índice foi de apenas 0,8% para mais.

Na capital, apesar do aumento no número de casos da Covid-19, os índices continuam bem abaixo dos 73% recomendados pelas autoridades de saúde para evitar a proliferação do novo coronavírus.

De acordo com o monitoramento, a região da cidade que mais cumpriu as determinações de isolamento social na quarta-feira foi a Centro/Norte, com 43,03%, seguida da Leste com 42,37%, e da Sul com 40,38%. A região Sudeste vem apresentando reiteradamente os piores índices de isolamento e nesta quarta registrou 39,81%.

O último boletim do Comitê de Operações Emergenciais da Fundação Municipal de Saúde (FMS), divulgado ainda ontem, aponta que Teresina registrou 313 novos casos e oito óbitos pelo novo coronavírus em 24 horas. Dessa forma, a capital chegou à marca de 6.618 casos confirmados. Ao todo são 308 óbitos causados pela Covid-19, dos quais 56,82% foram de pessoas do sexo masculino e 43,18% do sexo feminino.

Reabertura do comércio

Mais de três meses após os primeiros casos de Covid-19 em Teresina, o prefeito Firmino Filho acredita que a cidade pode iniciar a retomada das atividades econômicas a partir do próximo dia 7 de julho. Ele defende um lockdown mais rígido por, no mínimo, oito dias, para conter a disseminação do vírus, que nas últimas semanas vem apresentando uma curva de crescimento menor.