Mesmo com a adoção de medidas mais rigorosas para manter a população em casa, Teresina registrou índice de isolamento social de 40,2% na sexta-feira (26). O dado da startup InLoco aponta que a taxa foi a menor dos últimos dias e representa uma queda de mais de 13 pontos em comparação com o domingo (21), quando a capital apresentou índice de 53,4%.

O desrespeito ao isolamento vem crescendo na cidade, apesar de ser fundamental para o início da retomada das atividades econômicas. “É preciso que a população entenda a importância de cumprir rigorosamente o isolamento social para conter mais ainda a disseminação desse vírus e termos condições de um retorno gradual e seguro das atividades, destacou o prefeito Firmino Filho.

O monitoramento da InLoco revela ainda que a região Sudeste teve o pior desempenho, quando atingiu apenas 37,4% de isolamento social na sexta-feira. Em seguida, a zona Leste (39,77%), depois a região Sul (39,98%). Na outra ponta da tabela, aparece a zona Centro-Norte, com 41,55% das pessoas seguindo as orientações de permanecerem em casa.

Além do sistema da startup InLoco, que se baseia na localização de 217 mil celulares na cidade, a Prefeitura de Teresina também está acompanhando o índice de isolamento social através de informações cedidas pelas operadoras de telefonia. Segundo essa base de dados, que leva em consideração o monitoramento de mais de 1,4 milhão de linhas telefônicas, 51,39% das pessoas ficaram em casa ontem.

Os números de isolamento social das últimas semanas estão bem abaixo dos 73% recomendados pelos órgãos de saúde para evitar uma proliferação em massa do novo coronavírus. Enquanto isso, Teresina tem apresentado novos casos da doença. Dados atualizados pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS), apontaram que a capital registrou mais 12 óbitos por Covid-19 e mais 199 novos casos confirmados da doença na sexta-feira (26). Agora, o município possui um total de 337 mortes e 7.098 infectados pelo novo Coronavírus.