Teresina registrou mais 201 casos e 14 óbitos por Covid-19 neste domingo (28). Os dados são do Painel Epidemiológico de Teresina, atualizados diariamente pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Atualmente, a cidade contabiliza 7.466 casos e 360 mortes pelo novo coronavírus.

Teresina também registrou ontem (28) 93 atendimentos de síndrome respiratória aguda grave, ou seja, pacientes precisando de internação devido a quadro gripal. Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid está em 81,36%. Do total de 338 UTI Covid da cidade, 275 estão ocupadas. De março até agora já foram prestados 90.352 atendimentos a pessoas com sintomas gripais, dos quais 57.615 foram na rede pública de saúde e 32.737 na rede privada.

Para o diretor de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Kledson Batista, o aumento dos casos de síndromes gripais é uma evidência de que os casos de Covid-19 também estão crescendo e é um reflexo da diminuição nas taxas de isolamento social na capital.  “No início da pandemia, em meados de março, Teresina ainda estava com um número reduzido de pessoas com síndrome gripal, pois a quarentena estava sendo respeitada mais fortemente. Mas, mesmo com as imposições, decretos e as ações da Prefeitura, é notório que muitas pessoas desrespeitam o isolamento e se aglomeram em filas de banco, em feiras livres, pequenas lojas ou até mesmo em serviços essenciais. Nesse sentido, os casos tendem realmente a aumentar”, comenta.