Teresina registrou, na quarta-feira (15), a maior taxa de isolamento social do país entre as capitais. O índice foi de 43,9%, segundo a startup InLoco, que realiza esse levantamento diariamente. Os percentuais dessa semana revelam uma leve alta em relação à semana anterior e pode ser explicado, dentre outras medidas, pela interdição de ruas no centro da cidade, onde estava sendo registrada todos os dias uma grande aglomeração de pessoas.

Desde segunda-feira (13), estão interditados os trechos entre as ruas Desembargador Freitas, Paissandu, David Caldas e Avenida Maranhão, impedindo o acesso das pessoas ao centro da cidade, de segunda-feira a sábado, no horário de 6 às 18h.

A startup InLoco também registra o isolamento social por regiões da cidade e mostra que, na quarta-feira, quem mais ficou em casa foi a população da zona leste, com um percentual de 44,60%. Logo depois vem a região centro-norte, com 44,13%, seguida da zona sul, com 43,00%, e da zona sudeste, com 41,75%.

Quando analisado por bairros, os que mais respeitaram o isolamento social foram Ininga (51,16%), Alegre (51,15%), Noivos (51,00%), Santo Antônio (50,85%) e a região da Frei Serafim (50,80%). Ja os bairros onde o menor número de pessoas ficaram em casa foram Parque Juliana (25,00%), Parque Jacinta (35,50%), São Sebastião (38,40%), Vale do Gavião (38,73%) e Bom Princípio (38,77%).