Teresina ocupou o terceiro lugar no país quanto ao cumprimento das medidas de isolamento social na última quinta-feira (16), quando atingiu o índice de 43,80%, segundo levantamento feito pela Prefeitura de Teresina, por meio da Startup Inloco. A capital ficou ficou atrás apenas de Recife (47,92%) e Porto Alegre (47,85%).

Pelos dados, que avaliam o posicionamento de cada região da cidade, os moradores da zona leste (43,93%) foram os que mais cumpriram as medidas que pretendem diminuir a disseminação do novo coronavírus. Já a zona sul marcou os piores índices chegando a 42,18%. Em uma avaliação geral dos bairros, os teresinenses que moram no Parque Brasil foram os que mais ficaram em casa, registrando 57% de isolamento social. Na outra ponta da tabela, o bairro Cidade Jardim apresentou o pior índice, com 21,70%.

“Seguimos certos de que o isolamento social é essencial no combate ao nosso inimigo invisível. Esperamos contar a colaboração coletiva da população. Ficando em casa, estaremos protegendo nossa família, amigos e a vida de muitos teresinenses. Preservar vidas continua sendo nossa maior prioridade”, afirmou o prefeito Firmino Filho.

Nesta sexta-feira iniciam as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura de Teresina para o funcionamento das atividades econômicas nos finais de semana. As restrições foram implementadas através do Decreto 19.890 para aumentar os índices de isolamento social e reduzir a disseminação do coronavírus, um dos critérios para avançar na reabertura da cidade.

As restrições nos fins de semana são uma forma de reforçar o isolamento social durante o processo de reabertura das atividades econômicas em Teresina. A segunda etapa da Fase 1 da retomada da economia iniciará na próxima segunda (20) com a volta das atividades ligadas aos setores de concessionárias, vendas de peças e automotivo, utilizando o sistema de delivery ou drive-thru. A duração de cada fase do plano de retorno dependerá também do cenário da Covid-19 na cidade.