Teresina foi a capital do país que apresentou o melhor índice de isolamento social nesta quarta (22), registrando 42,7%. O levantamento é da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento smartphones em cidades de todo o território nacional monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular.

A InLoco disponibiliza ainda os números por regiões da cidade e a zona centro-norte foi que a que apresentou os maiores índices de isolamento social da cidade, com 43,41%. Em seguida ficou a região leste, com 42,25%, e sul, com 42,16%. Por último, ficou a zona sudeste, com 39,92%.

Quando se avalia por bairros, os que mais respeitaram as determinações de isolamento social nesta quarta foram o São João (51,9%), Matinha (51,8%), a região da Frei Serafim (50,8%), Monte Verde (49%) e Jacinta Andrade (48,6%). Em contra partida, os que apresentaram os menores percentuais foram Aroeiras (32,9%), Pedra Miúda (35,15%), Novo Horizonte (35,33%), Parque São João (35,4%) e Parque Jacinta (37,5%).

O número de pessoas imunes à Covid-19 em Teresina chegou 93.230 e é maior do que o total de infectantes, que é de 20.151. Os dados são relativos aos resultados da 14ª etapa da pesquisa de investigação sorológica, realizada entre os dias 17 a 19 de julho. Segundo o levantamento, apesar do vírus ainda estar circulando na cidade, ele vem reduzindo a taxa de transmissibilidade, o R0 está em 0,61. A sondagem mostrou ainda que quantidade de pessoas com o vírus ativo, com potencial de transmitir a doença, caiu 35%.

Mesmo com os dados positivos, o prefeito Firmino Filho informa que a doença ainda está em um patamar elevado e que é preciso ter respeito e disciplina às regras de isolamento. “É importante ressaltar que a doença não desapareceu, embora tenhamos uma menor quantidade de casos. Ainda temos que ter muita precaução e continuar com os cuidados, especialmente porque estamos na fase de transição, reabrindo as atividades econômicas”, ressaltou.