O índice de isolamento social em Teresina ficou em 54,9% neste domingo (26), o maior valor registrado nos últimos sete dias na cidade. Ainda neste domingo, Teresina foi a quarta capital do Brasil com maior índice de isolamento, ficando atrás apenas de Florianópolis (56,42%), Curitiba (56,19%) e Porto Alegre (55,09%).

Os dados são da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento smartphones em cidades de todo o território nacional monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular. Ela também disponibiliza dados por regiões da cidade e a zona sul de Teresina foi que a que apresentou os maiores índices de isolamento social da cidade, com 55,15%. Em seguida ficou a região centro-norte, com 55,12%, e leste, com 54,79%. Por último, ficou a zona sudeste, com 52,41%.

Já nos percentuais por bairros da cidade, os números são ainda melhores, alguns chegando a passar de 60%. Os que mais respeitaram o isolamento social em Teresina foram o Santa Rosa (64,1%), Ininga (62,58%), Aeroporto (62,3%), Jóquei (61,1%) e Centro (61,05%). Os bairros que apresentaram as menores taxas ainda conseguiram passar de 40%, um bom resultado em comparação ao que geralmente se observa nesse levantamento. Os menores números foram os das localidades Comprida (43,4%), Flor do Campo (46,27%), Cristo Rei (46,9%), Cidade Jardim (47,55%), Alegre (48,15%) e Cabral (48,8%).

O final de semana contou com medidas mais rígidas de funcionamento de estabelecimentos e serviços como uma forma de reforçar o isolamento social durante o processo de reabertura das atividades econômicas em Teresina. Iniciou, nesta segunda-feira (27), a primeira etapa da Fase 2 do processo de reabertura da economia em Teresina. Estão autorizados a funcionar o comércio atacadista e varejista de itens não essenciais, como eletrodomésticos, além de pet shop, agências de viagens, serviços administrativos, de edifícios, missas, serviços religiosos e espaços abertos de parques, reservas naturais e zoológico.

Cada setor que voltar a funcionar deverá seguir protocolos de segurança específicos para sua atividade, com redução de trabalhadores, distanciamento social, uso de máscara, testagem dos funcionários e demais regras de prevenção e combate à Covid-19 estabelecidas pelo poder público. Todos os estabelecimentos autorizados a reabrir nesta fase deverão atuar em turno único de trabalho de seis horas consecutivas por dia.