Ascom/Semcaspi

O contato realizado remotamente tem assegurado a continuidade das atividades socioeducativas e dos atendimentos nos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Teresina. Assim, motivados pelo cenário que propôs a superação de desafios, o Centro de Convivência Integrar irá realizar virtualmente a sua IV Exposição de Artesanato e Reciclagem no dia 13 de agosto. O evento tem como objetivo a divulgação dos trabalhos realizados pelas crianças, adolescentes, jovens e idosos atendidos pelo Centro, e será a etapa final das oficinas de artesanato e reciclagem que ocorreram durante o período de isolamento social.

“Por conta das nossas atividades presenciais que precisaram ser cortadas, os facilitadores tiveram a ideia de fazer as oficinas de artesanato e reciclagem em casa. Que ao meu ponto de vista foi a melhor escolha, mesmo sendo difícil estar longe do convívio presencial. Com as oficinas temos alguma coisa para fazer em casa, eles não deixaram a gente, isso está sendo ótimo”, conta Weylla Denise, 17 anos, que faz parte do Integrar há um ano.

Em sua quarta edição, o cronograma de atividades das oficinas e preparação para a exposição teve início com a entrega de kits de materiais para confecção na residência dos atendidos. O serviço atende cerca de 250 pessoas, de crianças a idosos, e atualmente tem conseguido realizar atividades remotas com 160 atendidos por dia, em média.

Segundo a coordenadora técnica do Integrar, Cristiane Andrade, o objetivo das oficinas é ampliar a conscientização sobre temáticas que abordam a importância da preservação do meio ambiente e da reciclagem, a partir de atividades socioeducativas realizadas com o público atendido.

“É um trabalho gratificante. É uma atividade que a gente nota que eles gostam, até porque, ao confeccionarem esses objetos de artesanato baseado na reciclagem, além de estarem contribuindo para a preservação do meio ambiente, gera neles também a conscientização do cuidado com o planeta e noção de empreendedorismo. O que eles aprendem nas oficinas pode ser repassado para familiares, e também utilizar desse conhecimento para ter uma renda extra”, disse Cristiane.

Para a exposição, cada um dos atendidos fará vídeos e fotos durante o processo de confecção para que seja produzido um vídeo documentário. Dentre as produções estão objetos de artesanato, brinquedos educativos e também peças de roupas criativas, feitas a partir de materiais recicláveis doados, que serão expostas em um desfile virtual.

Criado 2008, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) “Integrar” atua no atendimento intergeracional, com o objetivo de promover vínculos familiares e comunitários através de atividades de promoção social. A unidade faz parte da rede socioassistencial da Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com Ação Social Arquidiocesana (ASA), e está localizada na Rua Marcos Parente, nº 1515, Bairro de Fátima.