O índice de isolamento social em Teresina ficou em 41,5% nesta quinta-feira (30). O número segue o padrão observado nos últimos sete dias, onde as taxas flutuaram entre 41 e 43% com exceção do final de semana, em que ambos os dias marcaram acima de 50%. Com relação ao ranking do isolamento entre as capitais do Brasil, nesta quinta-feira Teresina ficou na 5ª posição, atrás do Rio de Janeiro (43,92%), Porto Alegre (43,5%), Florianópolis (43,13%), e Rio Branco (43,06%).

Os dados são da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento smartphones em cidades de todo o território nacional monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular. Ela também disponibiliza dados por regiões da cidade e a zona centro-norte de Teresina foi que a que apresentou os maiores índices de isolamento social da cidade, com 42,3%. Em seguida ficou a região sul, com 41,73%, e leste, com 41,34%. Por último, ficou a zona sudeste, com 37,78%.

Já nos percentuais por bairros da cidade, os que mais respeitaram o isolamento social em Teresina foram o Socopo (52,4%), Jóquei (50,3%), Distrito Industrial (49,9%), Olarias (48,95%) e Angélica (48%). Em contrapartida, os que apresentaram os menores percentuais foram Flor do Campo (31,3%), Comprida (34,65%), Vale do Gavião (36,2%), Árvores Verdes (36,53%), Catarina (36,6%) e Novo Horizonte (36,63%).

“Precisamos continuar mantendo os números do isolamento social e contendo a disseminação do coronavírus. Estamos no processo de retomada das nossas atividades econômicas, que iniciou a primeira etapa da sua Fase 2 na última segunda-feira, e na próxima semana começaremos mais uma etapa. Daremos continuidade às restrições das atividades econômicas nos dois primeiros fins de semana de agosto para balancear a reabertura, e pedimos um esforço da população nesse sentido para que possamos seguir com segurança nesse processo”, disse o prefeito Firmino Filho.