A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema mais 417 casos confirmados de COVID-19 em Teresina, nesta sexta-feira (31). Houve ainda 11 mortes causadas pela doença, sendo que cinco delas ocorreram dia 31, quatro dia 30, uma no dia 27 e outra no dia 16 de julho.

Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital contabiliza 716 óbitos e 17.522 casos confirmados para o novo Coronavírus. O número de pessoas recuperadas da doença também cresceu, chegando a 3.341.

Das 11 mortes computadas ontem no sistema de notificação, oito eram homens e três mulheres. Elas tinham entre 48 e 97 anos e apenas uma não tinha comorbidades, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes, doença cardivascular, hemorragia digestiva, tabagismo, neoplasia, dentre outras.

Para reduzir a transmissibilidade da doença,  os finais de semana na capital estão com regras mais rígidas de isolamento social. Apenas farmácias, drogarias, distribuidoras de água e gás, serviços de delivery (exclusivamente para comidas prontas), saúde, comunicação, velórios e atividades religiosas estão  permitidos a funcionar. No entanto, a Vigilância Sanitária do município alerta para a necessidade de se observar as medidas de segurança estabelecidas nos protocolos.

“Procuramos contemplar as rotinas específicas das principais religiões praticadas na capital e adaptar às medidas de segurança”, pontua a gerente de Vigilância Sanitária da FMS, Jeanyne Seba.  “Lembramos que este não é o momento de confraternização com abraços e beijos, mas é um momento de respeito, de obediência às regras”, finaliza.