O Boletim do Centro de Operações em Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina registrou neste sábado (19) mais 110 casos de Covid-19, além de seis mortes em decorrência da doença. Agora, a capital contabiliza 29.855 casos, 984 óbitos e 13.060 pessoas recuperadas desde o início da pandemia, em março deste ano.

Dos seis óbitos, cinco ocorreram dia 18/09 e outro no dia 19/09. Foram quatro mulheres e dois homens. Os óbitos foram de pessoas entre 64 e 79 anos. Apenas uma das pessoas não apresentavam comorbidades, mas tinha idade avançada. Os demais apresentavam doenças crônicas como hipertensão arterial, diabetes, imunodepressão e neoplasia.

Segundo dados da FMS Teresina, a taxa de letalidade da Covid-19 indica em percentual a severidade da doença. No período de março/agosto de 2020 essa taxa foi de 3,4%, mais elevada que a do estado do Piauí que está em 2,3% e do Brasil que é de 3,1%, no mesmo período. Os dados indicam acumulado de óbitos de residentes em Teresina, com aumento entre os dias 24 e 26 de junho e em seguida decréscimo lento após a segunda semana de julho.

A distribuição dos óbitos em residentes por faixa etária mostra que mais de 70% ocorrem acima de 60 anos. Permanece o registro de apenas um óbito por Covid-19 em menores de 20 anos. 80% desses óbitos estava relacionados à presença de comorbidades. “Observamos que as principais comorbidades relacionadas aos óbitos por Covid-19 foram cardiopatias, incluído hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus e outras”, afirma a médica Amparo Salmito.