O índice de isolamento social em Teresina ficou em 36,2% nesta quinta-feira (24), colocando a cidade na terceira posição no ranking entre as capitais do país, atrás apenas de Rio Branco (37,29%) e Fortaleza (36,16%). O índice de ontem segue os padrões observados nos demais dias úteis dessa semana, onde todas as taxas ficaram entre 36 e 37%. O número também não apresenta uma diferença significativa em comparação com a quinta-feira anterior, que marcou 37,5%.

Os dados são da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento smartphones em cidades de todo o território nacional monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular. A InLoco também disponibiliza dados por regiões da cidade e a zona Leste foi que a que apresentou o maior índice de isolamento social, com 37,15%. Em seguida ficou a região Centro-Norte, com 36,72%, e Sul, com 35,43%. Por último, ficou a zona Sudeste, com 34,57%.

Com relação aos bairros, os que mais respeitaram o isolamento social em Teresina foram o Cabral e São João (ambos com 50%), Olarias (46,5%), Embrapa (44,4%) e Ininga (43,98%). Já os bairros que apresentaram os menores percentuais foram Jacinta Andrade (25,9%), São Sebastião (26,6%), Mafuá (26,7%), Acarape (28,4%) e Extrema (30,2%).

Segundo a 20ª etapa da Pesquisa de Investigação Sorológica, realizada pela Prefeitura entre 18 e 20 de setembro, o número de positivados para a Covid-19 em Teresina é de 126.873. O resultado mostra uma queda de 18,09% em relação à sondagem anterior, que registrou 154.721 pessoas com o novo coronavírus. A cidade possui ainda 24.994 pessoas com infecção recente, o que significa que estão com o vírus ativo e na fase de transmissão, e 51.891 com infecção remota, que representa o número de imunes.