Teresina ficou em nono lugar no ranking das capitais do país quanto ao índice de isolamento social, apresentando 34,4% na última sexta-feira (16). O Piauí ficou em segundo lugar entre os estados, com índice de 35,85%. O valor segue o padrão observado durante a semana, com variações entre 34% e 36%, exceto no sábado, domingo e na segunda, que foi feriado, dias nos quais os índices foram de 37,7%, 45,3% e 43,9%, respectivamente.

Quanto ao comportamento das pessoas nos bairros, os locais que apresentaram as maiores taxas de isolamento foram Santa Rosa (44,8%), Primavera (43,15%), Ininga (43,08%), Cabral (42,90%) e Santa Cruz (42,10%). Na outra ponta da tabela, os bairros que apresentaram um desempenho ruim e tiveram as menores taxas de isolamento foram São Sebastião (20,80%), Aeroporto (21,40%), São João (25%), Aroeiras (26,98%) e Parque Sul (28,08%).

Os dados são da startup InLoco, que realiza o georreferenciamento através dos smartphones em cidades de todo o território nacional, monitorando a localização dos usuários quando se conectam à internet pelo celular. Ela também disponibiliza dados por regiões da cidade e, na sexta (16), a zona Centro-Norte foi que a que apresentou o maior índice de isolamento social, com 34,46%. Em seguida ficou a região Sul, com 33,96%, e a Leste, com 33,85%. No final da lista ficou a zona Sudeste, com 33,79%.

Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.071 óbitos, 35.537 infectados pelo novo Coronavírus e 14.762 recuperados da Covid-19. Como a pandemia ainda é uma realidade, o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) alerta a população para que mantenha os cuidados preventivos com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos.