A Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) realizou nesta terça-feira (12) a abertura do Projeto Cactus, no serviço Amor de Tia, projeto este direcionado para o desenvolvimento de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs), tais como Heike, Yoga, Roop Dance, Meditação, Terapia Auricular, entre outros.

O objetivo deste projeto é oportunizar as mulheres em situação de vulnerabilidade social de comunidades urbanas e rurais de Teresina através das práticas integrativas, trabalhando o fortalecimento de vínculos com essas mulheres e a sua autoestima.

“Essas práticas fortalecem o vínculo com essa mulher, para que elas possam cada vez mais se desenvolver, tanto dentro de casa, como na procura de outras perspectivas, outras formas de trabalho, por isso que esse projeto no atual momento em que passamos é tão importante”, afirmou Aline Heira, coordenadora do Amor de Tia Norte.

A participação no projeto vai possibilitar estas mulheres terem habilidades técnicas em lidar com o dia a dia, estresse, frustrações e desafios que toda mulher vivência no dia de hoje.

“No Projeto Cactus é trabalhado o feminino, o resgate da autoestima, autoconhecimento, o despertar para uma consciência mais elevada sobre o potencial que cada uma dessas mulheres tem em relação a sua vida e família, através das atividades desenvolvidas a cada mês”, disse a terapeuta Fabíola Nogueira.

Na abertura, o projeto foi apresentado para o grupo de mães, e contou com a equipe técnica da SMPM responsável pelo serviço Amor de Tia, Nathalie Ciarlini e Joseli Barbosa, além da presença da psicóloga e terapeuta integrativa Fabíola Nogueira.