Trabalhar com audiovisual não é uma tarefa fácil, mas essa atividade do ramo cinematográfico vem conquistando cada dia mais os teresinenses. Pensando nisso, um grupo de cineastas desenvolveu um minicurso para os admiradores dessa arte, ensinando e compartilhando experiências na produção de cinema documental. As inscrições vão até sexta-feira,15, e as aulas serão online.

O “Faz!Doc” é um dos projetos contemplados pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Monsenhor Chaves (FMC), na Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc e busca promover um debate com profissionais renomados do universo audiovisual, aprofundando os ensinamentos da área.

“A gente pensou nessa oficina de forma que ela pudesse trazer um pouco de formação na área e aliar isso às experiências pessoais tanto dos organizadores, como dos convidados e inscritos”, afirma Ana Clara Ribeiro, uma das idealizadoras do projeto.

A oficina é gratuita e as aulas são voltadas para jovens e adultos (maiores de 18 anos) com conhecimento prévio sobre o assunto. Ao todo, serão ofertadas 20 vagas e os inscritos estarão sujeitos a uma seleção. Para participar, basta acessar o link disponível nas redes sociais da oficina (@oficinafazdoc) e realizar o cadastro.

O resultado da seleção será divulgado dia 22 deste mês e as aulas iniciam dia 2 de fevereiro. A oficina contará com a participação de Iana Cossoy (roteirista), Joelma Oliveira (produtora), Eliza Capai (diretora), Manoela Ziggiatti (editora), Renato Galamba (agente de vendas) e Josephine Bourgois (Projeto Paradiso).

Sobre a Lei

A Lei Federal nº 14.017/2020, também conhecida como Lei Aldir Blanc, destina o pagamento de um auxílio emergencial a artistas, produtores, técnicos e espaços culturais como forma de auxiliar um dos setores mais afetados pela pandemia do coronavírus.

O “Faz!Doc” é um dos projetos contemplados pela Prefeitura de Teresina na Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc