A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) apresentou as ações que desenvolveu durante os 100 primeiros dias de gestão. Entre os destaques estão as ações de educação ambiental com a distribuição de centenas de mudas de plantas nas escolas e à comunidade, além do plantio de árvores nativas para recuperação de mata ciliar em vários pontos as margens dos rios Poti e Parnaíba.

Entre os destaques estão as ações de educação ambiental com a distribuição de mais de 100 mil mudas de plantas nas escolas e à comunidade. Foto: Ascom (Semam)

Reforma da sede e criação de mais um viveiro de mudas no Parque da Cidade

 Através de emenda parlamentar do deputado estadual Henrique Pires será possível também a criação e implementação de mais um viveiro de mudas, agora serão quatro, ao todo, atendendo toda a cidade. Dessa vez dentro do projeto de revitalização do Parque da Cidade e reforma da sede da SEMAM em parceria com o Banco Mundial.

Observatório do Clima vai monitorar mudanças climáticas para minimizar riscos

 A criação do Observatório de Mudanças Climáticas de Teresina é também uma importante ação que visa realizar através de monitoramento e análise do clima, estudos de prevenção e mitigação de riscos para o município, além de educação ambiental com escolas e universidades.

A desburocratização dos sistemas de licenciamento e as ações de proteção, preservação do Meio Ambiente e ampliação de áreas verdes em Teresina também ganharam destaque no fortalecimento da gestão ambiental em Teresina. Através da parceria com a CODEVASF serão criados três novos parques ambientais na capital e elaborado o Plano Diretor de Arborização que vai nortear todas as ações de plantio e conservação.

Lançamento do selo ecológico “IPTU Verde” vai nortear estratégias de energia renovável

O lançamento do selo ecológico “IPTU Verde” também foi uma medida importante para implementar as estratégias de energia renovável e tecnologias sustentáveis. O Plano de Governo estabelece que as residências e edificações que investirem em tecnologias e modelos sustentáveis em seus projetos de construção ou reforma, serão certificadas e obterão descontos progressivos no imposto, de 5% a 20%.

Guarda Ambiental será criada com 100 agentes

Uma outra ação bastante esperada pela população de Teresina, e que agora sairá do papel, é a formação do efetivo da Guarda Ambiental do município. Os 100 primeiros agentes da Guarda Municipal já participaram do curso de capacitação promovido pelo Núcleo de Educação Ambiental da SEMAM.

 SEMAM e Equatorial Piauí lançam campanha educativa

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente apresentou ainda os projetos que estão sendo desenvolvidos em parceria com a Equatorial Piaui. Primeiro destaque para campanha educativa de preservação e conservação das árvores e da rede elétrica. A campanha “Plante cuidado e colha segurança. Cuidar das árvores é compromisso de todos”, é uma ação da Prefeitura de Teresina através da SEMAM em parceria com a Equatorial Piauí e será lançada ainda este mês.

“O que queremos é engajar toda a população para o olhar mais cuidadoso com o verde em Teresina, o que envolve ações desde o plantio adequado à manutenção para que as árvores não cresçam desproporcionalmente e possam chegar a cair, ocasionando acidentes” explicou a secretária Elisabeth Sá.

Projeto de Mobilidade sustentável vai disponibilizar bicicletas elétricas nos parques

Outro projeto bastante aguardado será o de mobilidade sustentável que vai levar bicicletas elétricas para dentro dos parques ambientais. O objetivo é servir a população como alternativa de locomoção e lazer, na forma de compartilhamento via app. O Parque da Cidadania será o local que vai receber o projeto modelo que depois será ampliado para outras áreas verdes e de preservação ambiental de Teresina.

Vida Rios vai revitalizar cais do Rio Parnaíba

A SEMAM, em parceria com a SEMDUH e a SEMPLAN, apresentaram ainda o Projeto Vida Rios, que vai valorizar os rios de Teresina e reinventar a relação do Poti e do Parnaíba com a população local. O projeto inclui a revitalização de todo o Cais do Parnaíba e a recuperação da mata ciliar, além da requalificação de ruas próximas. Ações como a construção de restaurantes flutuantes e pedalinhos também estão sendo pensadas para atrair os teresinenses.

O projeto será implantado em etapas e contemplará o Programa Ação Centro para englobar o tradicional cais do Rio Parnaíba e a origem da cidade. O Cais do Parnaíba será construído em dois trechos e vai da Ponte Metálica até a Praça Da Costa e Silva.

“O nosso principal objetivo é devolver vida ao Centro, aproximar a população dos rios, mas também realizar feiras na Praça Da Costa e Silva, exposições, enfim, trazer atrativos para que as pessoas redescubram o Centro”, disse a secretária Elisabeth Sá.