A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, por meio da Gerência de Políticas Integradas (GPI), realizará neste sábado, (22), às 9h, no abrigo Emater, a abertura do Projeto Atividades Lúdicas com Crianças Warao. A iniciativa irá atender as crianças dos três abrigos que residem os indígenas venezuelanos em Teresina.

Foto: Ascom Semcaspi

O Projeto Atividades Lúdicas com Crianças Warao tem como objetivo acolher as crianças, indígenas venezuelanas, oportunizando a criação de um espaço lúdico, afetivo, social e motor.

Segundo Eliana Lago, secretária da Semcaspi, o Projeto Atividades Lúdicas vai reunir atividades brincantes, dentro de um formato lúdico pedagógico, para as crianças, indígenas venezuelanas.

“O Projeto Atividades Lúdicas veio para sanar uma inquietação nossa, que é tirar as crianças venezuelanas da ociosidade e fazer com que elas tenham acesso a jogos ou brincadeiras, com uso ou não de brinquedos. Além deste projeto, estamos articulando, desde o início da nossa gestão, com a Semec para que estas crianças tenham acesso ao ensino regular nas escolas da capital”, pontuou a secretária.

Para Débora Ferraz, gerente de Políticas Integradas da Semcaspi, o Projeto de Atividades Lúdicas fará ações nos três abrigos, neste mês de maio inicia no abrigo do Emater e nos meses seguintes, nos abrigos localizados nos bairros Buenos Aires e Poti Velho.

“A gente entende que no brincar a criança pode se desenvolver motora e cognitivamente, a solucionar problemas e criar saídas. Ao mesmo tempo, o brincar significa acolhimento, Integração de olhares e culturas distintas. Temos nesse projeto algumas linhas de atuação: a parte lúdica, contação de estórias; desenhos e jogos de lúdico/pedagógicos e movimento corporal através da dança; e a parte motora, jogos de mesa e recreação”, esclareceu Débora Ferraz.