O hospital do bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina, inova no atendimento a pacientes com Covid-19 com o uso de equipamento que possibilita a otimização da terapia respiratória não invasiva. O equipamento é a interface para VNI Elmo, tipo Helmet (conhecido como capacete), que propicia a otimização dessa terapia.

O fisioterapeuta da equipe do hospital, Raimundo Miranda Neto, explica sobre as formas de terapias respiratórias. “O serviço de fisioterapia atua com diversas medidas terapêuticas importantes, dentre elas, a de cateter nasal e a ventilação não invasiva. Dentro dessa ventilação não invasiva, está essa interface Helmet, que propicia uma otimização dessa terapia uma vez que possibilita a utilização do uso mais prolongado dessa ventilação”, destaca.

A equipe de fisioterapia desse hospital teve treinamento para uniformização de procedimentos e uso adequado desse equipamento, que por ter o formato de um capacete é ajustado ao pescoço do paciente garantido conforto e adequado ajuste.

O hospital do bairro Monte Castelo funciona exclusivamente para atender pacientes com Covid com 20 leitos de UTI, 30 leitos clínicos. O diretor clínico do hospital, Cícero Neto, explica que o equipamento é utilizado nos pacientes das UTIs e nas enfermarias. “Esse equipamento é mais uma forma de tratamento, que propicia às equipes dos profissionais essa possibilidade de recurso somado as interfaces já existentes que são usadas nos pacientes. Com esse equipamento observamos até melhor aceitação por parte dos pacientes”, afirma.

Equipamento que possibilita a otimização da terapia respiratória não invasiva Foto(Ascom/FMS)