Após denúncias de vendas clandestinas de fichas do Restaurante Popular de Teresina, a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) alterou a sistemática de vendas das fichas que dão acesso ao Restaurante Popular de Teresina. Cada usuário tem direito a comprar apenas uma ficha por pessoa.

A partir desta quarta-feira, (03), para acessar o Restaurante Popular de Teresina, os usuários devem acessar apenas uma fila externa, a única de vendas das fichas e a de acesso a refeição.

De acordo com Eduardo Aguiar, secretário executivo de Políticas Integradas da Semcaspi, essa medida também foi consultada com comerciários.

“O Restaurante Popular começou com a administração de forma indireta em março deste ano, desde então, nós enquanto Semcaspi, temos nos comportado de forma efetiva para que a população não tenha nenhum tipo de dano em relação ao acesso aos nossos serviços, dentre eles, o Restaurante Popular”, argumentou.

Ítalo Vieira, coordenador do Restaurante Popular de Teresina, destacou o aumento pela procura por refeições que tem crescido a cada dia.

“Para que possamos evitar a venda por terceiros das fichas do Restaurante Popular de Teresina, estamos com a proposta de vender apenas uma ficha por pessoa. A procura por refeições chega a mais de 1 mil, e essa quantidade a cada dia tem aumentado”, finalizou.

O Restaurante Popular de Teresina funciona de segunda a sexta das 11h às 14h e está localizado na Rua Lisandro Nogueira, n. 824 – Centro (Norte), no piso superior do Mercado Central de Teresina. A refeição é vendida no valor de R$2,00.