O Programa Lagoas do Norte iniciou uma série de oficinas e cursos de capacitação com os moradores do residencial Parque Brasil. A primeira tem como tema gestão condominial. A intenção da oficina é fortalecer os vínculos entre os novos moradores, para que eles desenvolvam uma convivência harmoniosa de vizinhança.

O residencial é formado por 350 casas e prédios com um total de 672 apartamentos. A gestão condominial é essencial para que aqueles novos moradores dos prédios possam estabelecer regras democráticas de convivência, eleger os síndicos que serão os responsáveis pelo cumprimento dessas regras e pela manutenção das áreas comuns. Além disso, os moradores são orientados também sobre liderança e formação de associação que os represente.

O cronograma de capacitações segue também com outros focos, como empreendedorismo e geração de renda, orçamento familiar e cidadania. A intenção do Programa Lagoas do Norte é ofertar aos novos moradores oportunidades de incremento nas rendas familiares, já que muitas delas está em situação de vulnerabilidade, especialmente agravada em decorrência da pandemia.

Todas essas ações estão sendo desenvolvidas dentro do Plano de Trabalho Social – PTS – estabelecido para o residencial. Para a realização das ações, o Lagoas do Norte licitou e contratou uma empresa especializada. Além dessas, outras ações estão acontecendo, como o plantão social, em que os técnicos fazem o atendimento das demandas da população semanalmente e buscam medidas para solucionar.

“Temos em andamento esse trabalho importante junto aos moradores do residencial Parque Brasil, que foi construído pela Prefeitura em parceria com a Caixa para abrigar pessoas que foram reassentadas pelo Lagoas do Norte e também famílias em situação de vulnerabilidade atendidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Habitação. Nosso papel é dar assistência para que elas se estabeleçam da melhor forma, garantindo sua qualidade de vida”, afirma Bruno Quaresma, diretor-geral do programa.