A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) assinou, nesta segunda-feira, (17), o termo de parceria com a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) para o Programa Nordeste Acolhe. A proposta é que órfãos por causa da pandemia, sendo crianças e adolescentes, recebam auxílio financeiro estimado no valor de R$500.

Fotos: Ascom Semcaspi

A iniciativa visa a proteção integral de crianças e adolescentes, que ficaram órfãos devido à pandemia da Covid-19 no Piauí, em cumprimento a diretrizes, procedimentos e fluxos estabelecidos para a identificação, o atendimento e o acompanhamento dos casos de orfandade, oportunizando acessos aos direitos fundamentais a estes públicos.

Segundo o secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, a Semcaspi vai atuar na identificação dos casos, orientação e acompanhamento das famílias que acolhem e até ofertar o serviço de acolhimento.

“A gente abraçou esta parceria com a Sasc, para que a nossa população seja contemplada com mais esta iniciativa. São muitos órfãos por conta da Covid, tanto crianças quanto adolescentes, que serão atendidos com este auxílio do Programa Nordeste Acolhe”, pontuou.

Allan Cavalcante explica que os servidores dos Cras passarão por capacitação, recebendo o devido treinamento para atender o público a ser beneficiado pelo programa.

“Os Cras são a porta de entrada para estas pessoas que serão beneficiadas. São nas nossas unidades os únicos locais que farão a identificação, o cadastro, o acompanhamento do público-alvo do programa”, destacou.