A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) apresentou, nesta segunda-feira, (24), no auditório, o Plano Municipal ao Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS/Teresina). O Plano Municipal (2022-2026) foi aprovado, com ressalvas, e deve passar por acréscimos e reformulação até o final deste mês.

A reunião teve como objetivo apresentar o Plano Municipal, com suas diretrizes e as prioridades para a execução das políticas públicas na capital.

Segundo Maria Valdeníria da Silva, presidente do CMAS/Teresina, o colegiado ouviu a gestão para fazer as devidas ponderações.

“Nós estamos na nossa primeira reunião extraordinária. Nós temos uma pauta de suma importância para os trabalhadores e para os usuários e para quem compõe a Secretaria de Assistência Social, que é o Plano Municipal, que prevê durante cinco anos, quais são as diretrizes e as prioridades para a execução das políticas públicas. Para isso, se faz necessário as ponderações, os acréscimos e as sugestões. Acredito que o plano tem tudo para ser deliberado”, esclareceu.

Aline Teixeira, secretária executiva do SUAS/Semcaspi, explica o processo de aprovação do Plano Municipal de Assistência Social. “Fizemos a reunião para apresentar o Plano para o Conselho Municipal de Assistência Social, que é o órgão gestor, é quem fiscaliza e acompanha a execução da política. Foi aprovado com pequenas ressalvas e após as devidas alterações, será encaminhado ao conselho”, pontuou.

Fotos: Ascom Semcaspi