Aconteceu neste domingo (30), no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, João Isidoro França, no bairro de Fátima, zona Leste de Teresina, mais uma edição do Vem pra Ponthe, evento que une exposições de carros antigos, atrações culturais e empreendedorismo. Nesta edição, o evento teve um caráter solidário, pois serviu como posto de arrecadação de alimentos, roupas, brinquedos e material de limpeza, que serão doados para as famílias atingidas pelas enchentes na capital.

Para Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), Teresina é carente de opções culturais que agreguem famílias, por isso a gestão municipal resolveu apoiar o Vem pra Ponthe, que agora, segundo o gestor, fará parte do calendário cultural da cidade. Ênio Portela fala ainda que esta edição teve um espaço solidário, dando aos visitantes a oportunidade de ajudar as famílias que foram atingidas pelas cheias.

“Ficamos muito felizes com a resposta do público, pois recebemos muitas doações ao longo do evento. A cultura vem fazendo sua parte, ajudando neste momento aqueles que passam por dificuldades por terem que sair de seus imóveis por conta das cheias dos rios e lagos”, conta Ênio Portela.

Segundo Márcio Almeida, que atua na organização do Vem pra Ponthe, o evento nasceu através de uma iniciativa de amantes de carros antigos, que resolveram se encontrar em um ponto turístico de Teresina. Para Márcio, o apoio da Prefeitura de Teresina tem sido fundamental para manter viva essa iniciativa, pois garante aos organizadores o apoio necessário para garantir a estrutura física e cultural no local do evento.

“Com esse apoio, o Vem pra Ponthe passará a ocorrer mensalmente aqui na ponte Estaiada, dando mais visibilidades a cultura de se preservar veículos antigos, como também aos empreendedores locais que aproveitam o evento para divulgarem seus trabalhos”, conta Márcio Almeida.

A empreendedora Luana Nogueira, trabalha com personalização de materiais escolares, ela participou do evento como expositora e aproveitou a oportunidade para gerar renda para sua família. Ela conta que os empreendedores ficam felizes quando o município apoia iniciativas que gerem oportunidades que garantam espaço para quem empreende.

“Aqui consegui fechar alguns negócios, além de garantir contratos para vendas dos meus produtos. Agradeço aos organizadores pela oportunidade, pois me senti bem representada”, diz Luana Nogueira.

O Vem pra Ponthe é idealizado pelo Grupo Ferrugem e tem apoio da Prefeitura de Teresina, por meio de ações integradas entre a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).

Foto: Divulgação (FMC)