O Hospital de Urgência de Teresina (HUT), maior unidade pública de emergência do Piauí, recebe nessa terça (22), a primeira visita técnica do Projeto Saúde em Nossas Mãos, desenvolvido pelo Hospital Sírio-Libanês. O projeto integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), em parceria com o Ministério da Saúde.

O projeto tem como foco melhorar a segurança dos pacientes com a implementação de práticas para prevenir infecções relacionadas à ventilação mecânica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neuro-traumatológica e posteriormente nas demais UTIs adulto e pediátrica do Hospital.

Na visita, a equipe do Sírio-Libanês, composta pelo médico Brunno César Batista (infectologista) e pelas enfermeiras Jéssica Vieira, Beatriz Ramos e Renata Gonzalez conheceram a estrutura e os processos praticados no HUT. No decorrer das ações são realizadas atividades efetivas e aplicadas ferramentas que contribuem e garantem os protocolos de segurança do paciente.

Samara Laís, coordenadora da UTI e membro do projeto, ressalta que a essência da parceria é intensificar os processos assistenciais do HUT, tornando a unidade mais segura, tendo em vista as metas internacionais para a segurança do paciente. Essas metas são a identificação segura do paciente, comunicação efetiva, cirurgia segura; o uso, prescrição e a administração segura de medicamentos, higiene das mãos e prevenção de quedas e lesões por pressão.

Fábio Marcos, diretor geral do HUT, destaca que esse olhar externo é enriquecedor, não só para a melhora dos processos assistenciais, mas também gerenciais, cujo trabalho beneficia incontáveis vidas.

Ao final da visita, os tutores do Hospital Sírio- Libanês analisam as ações de melhoria implementadas e realizaram feedback com a equipe do HUT.

Até 2023 o HUT terá o suporte técnico oferecido pelo Proadi para redução de 30% das infecções nas UTIs. Foram selecionados 67 hospitais 100% SUS em todo o Brasil. O HUT é a única unidade Hospitalar de Teresina participante do macro projeto: Saúde em Nossas Mãos e mais especificamente do Modelo de Custeio, que ao final vai estimar a economia decorrente das medidas de prevenção implementadas.