No dia 31 de março é comemorado o Dia da Saúde e da Nutrição, oportunidade para debater e avaliar práticas nutricionais e a importância de políticas públicas que promovam uma alimentação saudável. Como as boas práticas devem começar desde cedo, na Rede Municipal de Educação de Teresina, através da Secretaria Municipal de Educação (Semec), este tema é tratado com toda a importância que merece, seguindo as orientações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Fotos: Ascom Semec

“O cardápio oferecido aos nossos alunos é dividido por faixa etária: um para os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), outro voltado para os alunos do ensino fundamental nas escolas municipais e um cardápio específico para unidades de tempo integral. Há uma preocupação para que essa alimentação seja balanceada e atenda às necessidades nutricionais das crianças”, explica a chefe da Divisão de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Cinthia Moura.

Uma boa alimentação contribui no processo de aprendizagem e num bom rendimento escolar, além de contribuir para um crescimento saudável. O cardápio das unidades de ensino da Rede Municipal de Ensino inclui frutas, verduras, vegetais. Hortaliças, alguma proteína e evita-se os itens processados, como biscoitos recheados, sucos prontos, refrigerantes e achocolatados, diminuindo o consumo de açúcar. Além disso, privilegia-se os itens da agricultura familiar, levando-se em conta ainda a regionalidade e o período de maior oferta do alimento dos alimentos.

Projeto de educação alimentar e nutricional

A Semec vai implantar nas unidades de ensino o Projeto Desperdício Zero. Os professores serão capacitados pela equipe de nutrição da Secretaria para levar educação nutricional e alimentar para os alunos.

“Nossas crianças comem saudável nas escolas, mas quando chegam em casa nem sempre continuam com esse cuidado. Daí a necessidade de orientá-las para que adquiram bons hábitos alimentares para toda a vida”, conclui Cinthia Moura.