José Osires Vieira utiliza o cartão de vaga especial de estacionamento Fotos(Ascom/Strans)

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) expede, gratuitamente, cartões de estacionamento vaga especial para idosos a partir de 60 anos, portadores de necessidade especial e gestantes. Esse serviço funciona na sede da Strans, de segunda a quinta-feira, das 7h30 às 13h. A entrega do documento é feita no instante da solicitação, tem validade de dois anos e deve ser colocado no painel do veículo quando estacionado nos locais específicos.

Para ter direito a um desses cartões, o idoso deve apresentar a cópia da carteira de identidade, que tenha o número do CPF e de comprovante de endereço. O portador de deficiência física necessita apresentar esses mesmos documentos e laudo médico (atualizado com data a partir de 2020) e a gestante é o documento do pré-natal que comprove o período da gestação.

Para idosos e portadores de necessidades especiais que necessitam renovar o cartão, é exigida a apresentação do cartão vencido e a documentação pessoal, o portador de necessidade especial deve apresentar também o laudo médico atualizado. No caso da renovação, a pessoa que não possui mais o cartão antigo deve apresentar um boletim de ocorrência.

O superintendente da Strans, Cláudio Pessoa Lima, explica que os cartões de vaga especial de estacionamento são previstos em lei. “É um direito do cidadão e as pessoas que não tem esse direito assegurado devem respeitar não estacionando em vaga especial”, fala.

Somente este ano, de janeiro a abril, a Strans expediu 1.816 cartões, sendo 1.604 para idosos, 210 para portadores de necessidades especiais e dois para gestantes. Em 2021, foram expedidos 3.853 cartões de vaga especial de estacionamento, sendo 3.418 para idosos e 435 para portadores de necessidades especiais.

Francisco Batista da Silva, 67 anos, fez a renovação do cartão para ele e para o neto portador de necessidade especial. “É um serviço rápido renovar o cartão, o que é difícil é muitas pessoas respeitarem o direito do idoso e do deficiente.

Peço que as pessoas sejam mais conscientes e não usem a vaga destinada a quem tem direito pela lei”, conclama. José Ari Avelino Fonteneles, 68 anos, fez a renovação do cartão que para ele é um processo rápido e simples, mas também reclama do descumprimento por parte de quem utiliza as vagas sem ter esse direito.

Quem também utiliza o cartão de vaga especial é o aposentado José Osires Vieira da Silva, 71 anos. Ele fala das facilidades para renovar o cartão. “É rápido e fácil e uso, geralmente em farmácias, mas também em outros locais e facilita muito a minha vida”, destaca. Com 70 anos, o aposentado Francisco Portela, fez a renovação do cartão e diz estar satisfeito por poder utilizar as vagas especiais garantidas por lei.

A servidora da Strans, Luzia da Silva Sousa, que emite os cartões, orienta que a pessoa deve se dirigir a Strans com toda a documentação necessária para facilitar o recebimento do cartão de vaga especial.

José Ari Fonteles esteve na Strans para renovar o cartão

 

.O aposentado Francisco Portela utiliza o cartão de vaga especial há vários anos