Teresina registrou apenas cinco novos casos de Covid-19, entre os dias 3 e 9 de março, o menor quantitativo desde o início da pandemia. No mesmo período, correspondente a 14ª semana epidemiológica, a capital piauiense não registrou mortes pela doença.

De acordo com o médico Marcelo Vieira, doutor em Virologia e membro do Comitê de Operações Especiais do município (COE), os números mostram que a flexibilização das restrições sanitárias não está causando uma nova alta de casos e óbitos.

“Teresina mantém todos os indicadores apontando baixo nível de transmissão da Covid-19, de acordo com os parâmetros do Centro para Controle e Prevenção de Doenças e da Organização Mundial de Saúde”, enfatiza o médico.

Dos mais de 200 testes realizados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), na última semana, somente cinco foram positivos para o vírus, enquanto que no pico causado pela variante ômicron, esse quantitativo chegou a 4.313 em sete dias.

“O êxito das nossas propostas de flexibilização gradual, responsável e monitorada foi alicerçado em evidências científicas de alto nível, indicadores epidemiológicos locais fidedignos e na segurança oferecida pela alta cobertura vacinal alcançada”, conclui Vieira.

Além da queda na taxa de transmissão, Teresina também reduziu o número de pessoas vitimadas pela doença. Atualmente a média móvel de óbitos pelo coronavírus é de apenas um.