Uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente e a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM), vai desenvolver mais uma importante ação de preservação e conservação dos rios na cidade.

O Programa “Rios Mais Limpos”, que tem o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão de efluentes e saneamento básico em todo o País, vai realizar em Teresina um mutirão de limpeza.

Os principais parques e pontos turísticos de Teresina que ficam as margens dos rios Poti e Parnaíba passarão por intervenções, já a partir de maio, quando as chuvas diminuem no Estado e o nível da água dos rios baixa.

“Essa é uma iniciativa muito importante para nossa cidade que visa ainda fomentar ações de despoluição dos rios, incentivar a limpeza e coleta de lixo neles, nos lagos, lagoas e praias fluviais, além da implementação de sistemas de tratamento descentralizados de efluentes em áreas não atendidas pelos sistemas tradicionais, bem como a promoção de projetos que visem o reuso da água”, explicou a secretária do Meio Ambiente, Elisabeth Sá.

O programa “Rios Mais Limpos” e todo seu sistema vai oferecer mais transparência para os usuários e gerar incentivo a melhorias operacionais, além de aprimorar a orientação de ações de fiscalização pelos órgãos ambientais e agências reguladoras com instrumentos para verificação das metas de desempenho.

Um mutirão de limpeza vai viabilizar outras ações, incluindo atividades de recreação segura e sustentável nos rios em Teresina.

A capital tem 77 km de margem de rio, contemplando o Parnaíba e o Poti, que são pouco usados inclusive para recreação.

Em parceria com o Programa Vida Rios, idealizado pela Prefeitura de Teresina, por meio da SEMAM com apoio das SAADs, que vai revitalizar também outras áreas de Preservação Ambiental da cidade, as ações irão permitir novas formas de utilização do rio de maneira mais sustentável e com retorno para a cidade, sobretudo, para sua população.

No dia do Mutirão da Limpeza, previsto para acontecer no próximo dia 21 de maio, será necessário o teste de Covid-19 para os participantes. Além disso, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) solicitou apoio da Prefeitura com os catadores, na escolha da associação que vai fazer a triagem dos resíduos, o que for reciclável é lucro dos catadores, o que for rejeitos vai para o aterro de Teresina.