A Prefeitura de Teresina, através do Departamento Agenda 2030, vinculado à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), realizou nesta quarta-feira (13), a primeira atividade de escuta para a implementação do projeto “Ruas de Brincar”. O público que participa dessa ação são crianças de até 6 anos de idade, estudantes do CMEI Tia Mônica, na zona norte de Teresina. Ao todo, 69 alunos participam da atividade.

A iniciativa integra as ações da Urban95, programa desenvolvido pela Fundação Bernard Van Leer, que dá suporte para municípios incluírem a perspectiva de bebês, crianças pequenas e cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e também nos seus programas e serviços.

“Ruas de Brincar” é uma iniciativa de sensibilização e ação que cria a oportunidade para que as crianças possam voltar a brincar livremente e em segurança, na rua do seu bairro. No Brasil, a Urban95 está fomentando a implementação das “Ruas de Brincar” nas cidades da Rede, um município que se destaca é a cidade paulista de Jundiaí. Lá, o programa busca implementar políticas públicas que dêem protagonismo às crianças nas tomadas de decisões e reforcem a importância do brincar.

Nesta quarta-feira (13), ocorreu o primeiro encontro com os principais interessados neste projeto: as crianças. O processo de escuta com o grupo ocorreu de forma lúdica e interativa, com atividades de roda, leitura, desenhos, contação de histórias e passeio nos arredores da CMEI Tia Mônica. Além disso, a equipe da Prefeitura de Teresina realizará outros momentos de escuta com cuidadores, professores e assistentes da educação do município. Assim, terá um diagnóstico bastante assertivo para que o projeto seja modelado de acordo com as reais necessidades das crianças do bairro e seus cuidadores.

“O Ruas de Brincar é um presente que a comunidade do São Joaquim está recebendo. A CMEI Tia Mônica está muito feliz com a possibilidade de ser feito um trabalho no entorno da nossa escola, proporcionando para nossas crianças esse ambiente mais propício para caminhar, para chegar na escola e para os familiares que frequentam o ambiente, onde a maioria são idosos. Facilitando o trajeto de vir para escola e que a sejamos também contemplados com áreas verdes e possivelmente brinquedos que essas crianças se sintam mais atraídas pra estar vindo para cá. Então, o “Ruas de Brincar” é um presente pós-pandemia e a gente está disposto a executar todas as etapas para que comunidade seja agraciada com esse projeto”, avalia Natália Silva, diretora da CMEI Tia Mônica.

“Esse momento faz parte do projeto piloto da Urban95 e, a partir das demandas das crianças, vamos organizar o que elas viram, ouviram e percebem nos arredores da escola. Queremos que estas crianças vivenciem a rua, a cidade com segurança e estrutura adequada para elas. Desde 2021, temos a inclusão do município nessa rede e contamos com o apoio do prefeito Dr Pessoa para dar prosseguimento nas ações ”, explica a arquiteta da Prefeitura, Marjorie Brito.

A equipe que acompanha este projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal de Planejamento, Secretaria Municipal de Educação, Programa Lagoas do Norte, Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito e Fundação Bernard van Leer. O projeto “Ruas de Brincar” tem previsão de implantação no segundo semestre deste ano de 2021.

“É extremamente importante trabalharmos conceitos de cidadania, principalmente, com as crianças. Elas conseguem apreender qual seu papel na sociedade e também que são seres com direito a terem uma cidade preparada para elas. Quando se planeja uma obra ou um projeto, é necessário levar em consideração as melhores formas de integrar as crianças e promover o seu uso por elas. É por isso que estamos tão envolvidos com as ações da Urban95”, destaca Bruno Quaresma, diretor geral do Programa Lagoas do Norte.

Em julho de 2021, a Prefeitura de Teresina foi selecionada para integrar a rede Urban95. O município passou a receber suporte e acompanhamento para construir diagnósticos sobre a primeira infância, implementar o Plano Municipal pela Primeira Infância e promover ações de requalificação de espaços públicos, mobilidade para famílias, gestão de dados e melhorias de serviços para a primeira infância.