Foram empossados, oficialmente, os 36 novos membros do Conselho Municipal de Educação de Teresina (CME/THE), em solenidade no auditório do Liceu Piauiense, nesta quarta-feira (28). O grupo é composto por representantes do poder público municipal e da sociedade civil organizada, com 18 conselheiros titulares e 18 suplentes.

Fotos: Ascom Semec

O Conselho é um órgão deliberativo, mobilizador, fiscalizador, consultivo, propositivo, de acompanhamento e controle social das políticas públicas educacionais no âmbito da educação municipal. Foram nomeados representantes de pais de alunos, poder executivo, Secretaria Municipal de Educação (Semec), diretores das escolas públicas municipais, conselho tutelar, professores, estudantes, servidores técnico-administrativos, pais de alunos das escolas privadas, da universidade, trabalhadores de escolas privadas e sindicatos.

O secretário executivo de Ensino da Semec, Kleytton dos Santos, destaca a relevância do CME/THE para a capital. “O Conselho Municipal de Educação é de fundamental importância para a educação municipal e age em consonância com a Secretaria, tendo representativas diversas. Ele tem poder de fiscalização sobre a execução do Plano Municipal de Educação, que estabelece as metas a serem alcançadas, então é essencial que funcione bem e de forma plural”, pontua Kleytton.

A secretária executiva de Gestão da Semec, Edileusa Sampaio, também esteve na solenidade de posse e falou das expectativas para a nova gestão do Conselho. “Os conselheiros são voluntários que trabalham em prol da educação de qualidade, então esperamos um trabalho em conjunto, com sucesso para todos. As portas da Secretaria estarão sempre abertas para uma relação dialógica, pois temos os mesmos objetivos: cuidar das nossas crianças e jovens”, disse Edileusa.

Os novos conselheiros começam a atuar de imediato. Durante a posse também foi eleita a mesa diretora, com presidente, vice e secretários, que serão responsáveis por conduzir o grupo nos trabalhos pelos próximos quatro anos. Para o professor de história, Francisco José Lima, da Escola Municipal Ofélio Leitão, essa é uma oportunidade para ampliar sua contribuição.

“Em sala de aula temos um papel muito importante na vida dos alunos e até das famílias, agora como conselheiro acredito que posso contribuir ainda mais. Tudo que vem em forma de ajuda para a comunidade é bem-vindo. Vou utilizar minha experiência da escola em prol da educação, da sociedade”, declara o professor.
Veja o decreto com a relação de membros que agora integram o Conselho Municipal de Educação.

Nomeação dos Conselheiros: Decreto nº 22.349, de 11 de abril de 2022 – nomeia os membros do CME