A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), por meio da Gerência de Proteção Social Básica (GPSB), iniciou nesta sexta-feira, (29), no CRAS Leste I, no Bairro Pedra Mole, zona Leste, o Projeto “Literacia Familiar” com crianças e as mães assistidas pelo Programa Criança Feliz. A próxima ação está programada para segunda, (02), às 8h30, no CRAS Norte III.

O Projeto “Literacia Familiar” promove a inserção das crianças no mundo da leitura, especialmente, com a comunicação visual presente nas ilustrações dos livros infantis, e o incentivo do apoio das mães destas crianças, fortalecendo o vínculo familiar.

De acordo com Allan Cavalcante, secretário da Semcaspi, o Programa Criança Feliz tem fomentado a importância do fortalecimento dos vínculos familiares, em prol do melhor desenvolvimento das crianças.

“O Projeto Literacia Familiar veio para despertar a curiosidade das crianças, que ainda não foram alfabetizadas, a compreender a finalidade de um livro e saber que nele há histórias, contadas até mesmo por imagens. Esta iniciativa envolve também as mães destas crianças, que vão oferecer o livro e descrever o que tem nele. E isso pode ser feito mesmo que a mãe não saiba ler, apenas com ilustrações”, esclareceu.

Para Elizabeth Nogueira, coordenadora do Programa Criança Feliz, o Projeto Literacia Familiar ajuda no empoderamento das famílias com a inserção dos livros.

“A proposta não é focar apenas na questão pedagógica, mas principalmente, incentivar a leitura de outros aspectos, como de imagens, leitura de mundos e o fortalecimento de vínculos. O projeto é uma iniciativa do Ministério da Cidadania e do Ministério da Educação e Teresina foi contemplada e todas as crianças assistidas pelo Criança Feliz vão receber um kit de livros, para que seja trabalhado com eles”, destacou.

INCENTIVO À LEITURA

Ana Célia, moradora do Bairro Anita Ferraz, é um exemplo de mãe que incentiva a leitura dos filhos. Ângelo Lourenzo, de apenas 02 anos de idade, o caçula de três filhos, mesmo tão pequeno, já está tendo os primeiros contatos com o universo da leitura.

“Eu amei a ideia deste projeto. Porque antes mesmo eu já tinha esta preocupação em incentivar a leitura na minha casa. Tanto Ana Luiza, de 08 anos, e André Lucas, de 05 anos, já têm este incentivo. Agora, ganhando livros e as orientações de como fazer, me deixa mais alegre e sem medo de errar”, pontuou.