A Diretoria de Atenção Especializada (DAE), da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, formulou o Projeto de Implementação da Meta 1 de Segurança do Paciente com o intuito de otimizar em suas unidades hospitalares a padronização do protocolo de identificação do paciente, bem como os de registros seguros, em conformidade com a legislação vigente e tornando a assistência com menor risco de erros decorrentes da identificação e registros.

O planejamento inicial do Projeto de Implementação da Meta 1 de Segurança do Paciente é realizar uma mobilização voltada a implementação efetiva da meta 1 de segurança do paciente, a primeira dentre as seis metas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio de estratégias que abordem aspectos problemáticos na assistência a saúde, apresentando soluções baseadas em evidências para esses problemas.

O projeto de segurança do paciente teve início em abril de 2022. Para dar início aos trabalhos foi selecionado o Hospital Municipal da Criança e Hospital Mariano Gayoso Castelo Branco. A seleção dos respectivos hospitais deu-se por se tratar de perfis de atendimento diferenciados, número de atendimentos relevantes para o porte hospitalar e por suas respectivas geolocalizações.