Três horas. Foi esse o curto espaço de tempo necessário para a retirada de mais de meia tonelada de resíduos sólidos das margens e das águas do Poti e do Parnaíba. Trata-se da edição Teresina do Rios +Limpos, programa do Ministério do Meio Ambiente, que tem entre seus objetivos fomentar ações que promovam a despoluição dos rios e a melhoria da qualidade das águas.

O material, devidamente selecionado e pesado por uma associação de catadores profissionais, surpreendeu. Além das já esperadas latinhas, garrafas pet e produtos plásticos, pneus inteiros, partes de eletrodomésticos, pedaços de móveis, estruturas metálicas.

À frente do projeto, que tem o apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, SEMAM, entre outras, o secretário de Qualidade Ambiental no Ministério do Meio Ambiente, André França, percorreu, semana após semana, todos os Estados da nação não apenas com este, mas com outros inovadores programas e propostas de acordos e parcerias.

“A ação de limpeza trabalha também o exercício da cidadania ambiental, provando que o lixo nada mais é do que matéria prima fora do lugar”, destacou André França. “Se descartado de forma adequada, separado e reciclado, esse lixo pode gerar ‘empregos verdes’, ajudar a preservar os recursos naturais e evitar a poluição dos rios”.

Lançado em setembro de 2021, o programa Rios +Limpos tem apoio da Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA, e entra na sua reta final mobilizando mais de 1 000 voluntários, percorrendo cerca de 200km quilômetros – além dos nossos Poti e Parnaíba, os rios Cuiabá, Araguaia, Tocantins, Paraíba e Pacaás No vos –, e coletando quase 20 toneladas de resíduos.

Ponto de encontro

No Parque Ambiental Encontro dos Rios, zona Norte de Teresina, a cerimônia reuniu autoridades, convidados e 135 voluntários – que fizeram a coleta em lanchas ou percorrendo trilhas das margens dos rios. O clima era de confraternização, ao som da Banda 16 de Agosto, mas também de conscientização da necessidade de união de forças para, cada vez mais, educar para despoluir e preservar o meio ambiente.

“O programa Rios +Limpos chega como um reforço do que já sabemos: o Poti e o Parnaíba pedem socorro. E serve ainda como um alerta: nossos filhos se beneficiarão destes rios, como foi o caso da nossa geração e das anteriores?”, avaliou o secretário municipal do Meio Ambiente, Luis André de Arruda Mont’Alverne. “Meia tonelada de lixo em três horas é alarmante. Como órgão público e como cidadãos, nos comprometemos a dar seguimento à iniciativa em tudo o que nos couber”, completou Luis André.