O Dia da Indústria é celebrado anualmente em 25 de maio. Nesta data a homenagem é destinada aos espaços de produção de maior representação para as economias nacionais: as indústrias. Também conhecidas como o “Setor Secundário” de um país, as indústrias podem abranger os mais variados tipos de mercados, desde os alimentícios até os de vestuário, por exemplo.

Em Teresina, em levantado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor industrial representa 50,2% do total da Indústria do Estado, gerando R$ 2,89 bilhões de reais em valores agregados, onde o Piauí obteve R$ 5,77.

Os dados mostram que Teresina, possui metade do produto industrial, e 16.670, pessoas empregadas no setor industrial segundo o Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS em 2020), representando, 55,74% do total empregado no Piauí, que possuía 29.906 empregados pela variável estoque, em 2020.

“Em um ano e meio de gestão do prefeito, Doutor Pessoa, foram beneficiadas três indústrias, com a previsão de 59 empregos diretos e 100 indiretos, com o montante previsto de R$ 5,9 milhões de investimentos a serem empregados, os segmentos apoiados são: fabricação de aguardente derivado de cana-de-açúcar; fabricação de artefatos de palha e fabricação de implementos rodoviários”, explica o gerente de Planejamentos e Projetos da SEMDEC, Fábio Camelo.

A cidade dispõe de Legislação n.º 2.528 de 23 de maio de 1997, que incentiva a implantação e atração de novos empreendimentos industriais, comerciais e prestadores de serviço de hotelaria, e também conta com incentivos locacionais, que são os dois Polos Empresariais, fomentando assim, o desenvolvimento local.

O Polo Empresarial Norte foi criado pela Lei Municipal nº 3.492/2006, possuindo 221 hectares, o referido Distrito Industrial se encontra em fase de estruturação de sua infraestrutura física. Apesar disso, já se encontram instaladas duas empresas: A Crown fabricante de latinhas de alumínio realizou investimentos da ordem de R$ 200 milhões, e a Eco Empreendimentos produtora de mudas de eucalipto.

O Polo Empresarial Sul surgiu no início da década de 1990, a lei nº 2.515, de abril de 1997 estabeleceu a sua criação, com autonomia própria, residências, zonas de comércio, serviços e indústria compatíveis com as necessidades dos habitantes. O referido distrito industrial está localizado no Km 13 da BR 316, zona Sul de Teresina, possui 143,92 hectares. Sua implantação tem como objetivo a atração de empresas que venham a fortalecer a economia local, por meio da geração de emprego e renda.

Nos polos se encontram várias empresas operando gerando sinergia entre si com suas atividades complementares e por disporem de uma infraestrutura comum. A doação de terrenos e a política de incentivos fiscais têm possibilitado ganhos de competitividade e possibilitado a expansão das plantas industriais das unidades produtivas.

“Temos a previsão de instalação de mais três indústrias, uma unidade produtiva de ARLA, que é um reagente composto por 32,5% de uréia de alta pureza em água desmineralizada, transparente, não inflamável e não tóxico, que serve para reduzir a emissão de gases de escape dos veículos movidos a diesel; a segunda seria criação de uma unidade de Termoplástico, onde a injeção de termoplásticos é um processo que envolve um polímero que se torna viscoso e moldável em altas temperaturas e a última é a uma empresa especializada em oferecer soluções em energia para diversos segmentos do setor produtivo, se encontra com a fabricação e instalação de Grupos Geradores Elétricos”, conclui o gerente.