Índice de isolamento social no domingo foi de 56,7%


Neste domingo (24), dia em que em todo o Piauí foi decretado lockdown parcial com a permissão de funcionamento apenas para algumas atividades essências, como farmácias e hospitais, Teresina registrou índice de 56,7% de isolamento social. A marca ainda está abaixo do índice de 73% recomendado pelos órgãos de saúde para conter a disseminação do novo coronavírus.

O final de semana foi de feriado prolongado. Na sexta-feira (21), a Prefeitura de Teresina antecipou o Dia da Imaculada Conceição, como uma forma de deixar mais teresinenses em casa. No entanto, apenas 49,1% aderiram à iniciativa. No sábado o índice de isolamento ficou em 47,2%.

O monitoramento é baseado em informações de localização de 217 mil aparelhos de celular na cidade. Pelo levantamento, em geral, os moradores dos bairros da zona leste foram os que mais aderiram ao isolamento social alcançando o índice de 58,38%. Os piores índices foram registrados nos bairros da zona sudeste.

Segundo dados do boletim epidemiológico do domingo, a capital alcançou 50 mortes pela Covid-19. A cidade registrou também 63 novos casos da doença, totalizando agora 1.771 casos positivos. Os números foram atualizados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

“É sempre tempo de reforçar aos teresinenses sobre a necessidade de protegermos vidas aderindo às medidas de isolamento e distanciamento social. Precisamos melhorar os índices, principalmente nessas regiões onde as taxas ainda estão muito abaixo do que recomenda a Organização Mundial de Saúde (OMS) e demais autoridades sanitárias”, reforçou o prefeito Firmino Filho.

Alunos do Programa Cidade Olímpica participam de aulas remotas

Para estimular o aprendizado dos alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional durante a suspensão das aulas na Rede Municipal de Ensino, em razão do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) lançou uma Plataforma dentro do seu site para que os estudantes participem de aulas remotas ofertadas pelos professores. A página começou a funcionar esta semana.

Lá são disponibilizadas aulas online, além de dicas de leituras, links para sites educacionais, atividades práticas, testes e atividades pedagógicas que exercitam a mente dos educandos. O objetivo é também integrar a família, já que as atividades propõem a participação dos pais, tudo sem sair de casa.

Valdete Silva, coordenadora do Cidade Olímpica, explica que os professores estavam usando o Whatsapp para interagir com os alunos, enviando listas de exercícios e gravando pequenos vídeos e podcasts explicando os conteúdos. “Para realizar o acompanhamento, os alunos tiravam fotos de algumas respostas e mandavam no grupo ou gravavam vídeos explicando alguns desafios postos. Dado o volume de mensagens, tivemos dificuldades de acompanhar quem estava realmente se envolvendo nas aulas e foi aí que retomamos uma ideia antiga de termos uma plataforma modlle para ampliarmos a carga horária do Programa e termos contato com o aluno durante a semana. Agora colocamos a ideia em prática e estamos, com a plataforma, interagindo com o aluno, acompanhando sua frequência e com possibilidade de uso de várias atividades e comunicação num único espaço”, destaca.

O Programa Cidade Olímpica Educacional é uma ação da Secretaria Municipal de Educação de Teresina, que objetiva ampliar o desempenho escolar dos alunos, preparando-os para olimpíadas educacionais, fazendo com que o aluno se reconheça como sujeito de sua aprendizagem e busque sua superação acadêmica e sociocultural, melhorando sua autoestima e tornando-se referência positiva para os demais estudantes da rede.

“Finanças Para o Pequeno Negócio” é o tema da primeira live do Projeto Empreende Thech

Enxergando as dificuldades que o pequeno empreendedor está enfrentando neste período de mudanças, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), por meio do Programa Thech, promoverá, nesta sexta-feira (22), uma live no Instagram para tratar sobre “Finanças Para o Pequeno Negócio”. A iniciativa faz parte de uma estratégia de engajamento montada pela equipe do Empreende Thech e visa ensinar a classe empreendedora a gerir melhor a vida financeira da sua empresa.

A live, expressão utilizada para denominar transmissões ao vivo na plataforma do Instagram, acontecerá às 16h30 na página do Programa Thech (@programathech) na rede social. Para participar, basta acessar o Instagram no horário indicado e procurar pela página do Programa.

Segundo a Coordenadora de Educação do Programa Thech, Mayra Moura, muitas dicas práticas de organização financeira serão dadas durante a transmissão ao vivo. “Elencamos alguns conteúdos básicos para quem é do pequeno negócio e em um período em que o dinheiro é a grande questão e a queda da lucratividade também, ensinaremos os empreendedores a separar finanças pessoais das empresariais, administração e equilíbrio de gastos e como realizar uma gestão estruturada do seu dinheiro. Será uma live sucinta, de 30 a 40 minutos, e darei dicas super práticas e necessárias nesse período”, falou.

Ainda segundo a coordenadora, outras lives acontecerão. “Finanças é só o primeiro tema. Com esta live conseguiremos engajar os empreendedores cadastrados no Programa a acessarem nossa conta no Youtube, conta essa que só os inscritos têm acesso, e fazer com que mais empreendedores se cadastrem. Nesta plataforma a equipe disponibiliza vários vídeos com diferentes assuntos, como vendas online, plataformas de pagamento, marketing, logística e outros. É tudo gratuito e com uma linguagem muito acessível”, explica.

De acordo com o secretário da Semdec, Raul Ferraz, a live faz parte de uma tentativa da pasta de ajudar os pequenos e médios empreendedores de Teresina nesse período de mudanças. “O Empreende Thech foi um projeto pensado para dar apoio a esta categoria. Para além de uma vitrine virtual, temos a intenção de aumentar o conhecimento deles sobre gestão dos seus negócios e sobre alternativas para contornar os problemas que vierem a aparecer, como, por exemplo, ferramentas e meios de distribuição dos seus produtos. Então, cadastrem-se no site e usufruam das possibilidades”, completa.

O Empreende Thech é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec e do Programa Thech, e funciona como uma grande vitrine virtual, criando um canal direto entre fornecedores e consumidores. O procedimento de inscrição é gratuito e todo e qualquer empreendedor, com CNPJ ou não, pode participar, basta acessar o site www.empreendeteresina.com.br e preencher o cadastro.

Ministério da Saúde realiza pesquisa em Teresina para avaliar evolução da Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina é parceira da pesquisa do Ministério da Saúde intitulada “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil: Estudo de Base Populacional”. A pesquisa está sendo coordenada pela Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul. A execução do trabalho de campo compete ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística – IBOPE. O estudo será dividido em três fases, sendo que em cada uma delas pessoas farão teste sanguíneo rápido que utiliza metodologia por punção digital.

“Vale ressaltar que Teresina tem agora duas pesquisas para avaliar a evolução da Covid-19:  uma realizada pela Prefeitura de Teresina, em parceria com o Instituto Opinar, que já fez sua quinta etapa, e agora esta do Ministério da Saúde”, explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS.

A coleta de dados durante a pesquisa do Ministério da Saúde se dá por meio da aplicação de um questionário sobre a existência de doenças preexistentes e possíveis sintomas de Covid-19 nos últimos 30 dias. “Somos parceiros do Ministério da Saúde na parte da divulgação da pesquisa a nível local, apoio logístico de execução e descarte correto dos materiais infectados utilizados”, afirma Kledson Batista.

A pesquisa do Ministério da Saúde em Teresina iniciou dia 14 de maio e segue até 12 de junho de 2020. O estudo de âmbito nacional foi submetido e aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Todos os indivíduos selecionados para a amostra do inquérito populacional são informados sobre os objetivos do estudo, riscos e vantagens.

O material e informações só serão coletados após assinatura do termo de consentimento livre e informado. Todos os indivíduos testados em campo terão um número de telefone celular registrado para que possam receber informações sobre o resultado do teste. Os casos positivos serão informados à Fundação Municipal de Saúde para as providências cabíveis.

Segundo nota técnica do Ministério da Saúde, a pesquisa envolve risco mínimo para a saúde do participante, pois consiste na aplicação de um questionário curto e realização de teste sorológico rápido.

“Me sinto super-herói”, diz técnico de enfermagem que atua na pandemia do Coronavírus

“Me sinto super-herói quando visto o uniforme do SAMU”. A fala é do técnico de enfermagem Marcos Stefanni, antes de iniciar mais um dia de trabalho. Hoje (20), o país homenageia o trabalho de auxiliares e técnicos de enfermagem. Na rede municipal de saúde de Teresina,  2.594 profissionais dessa categoria estão atuando em meio à pandemia do Coronavírus.

Exercendo a profissão há mais de nove anos, Marcos Stefanni, de 36 anos de idade, conta que se sente realizado por trabalhar na área da saúde. “Agradeço a Deus por cumprir essa missão de ajudar pessoas e levar alento para quem precisa. Peço a Ele que proteja nossa família, amigos e colegas de trabalho que também estão atuando na linha de frente do combate ao Coronavírus”.

O técnico é pai de duas crianças e relata que o temor da categoria é de se contaminar ou contaminar familiares. “Nós deixamos nossa família em casa para cuidar de pessoas desconhecidas que, às vezes, nunca mais veremos. Tudo isso nos traz aprendizados. Embora fique com medo, tenho orgulho por atuar na profissão e tenho redobrado os cuidados de prevenção no trabalho e em casa”.

Os auxiliares e técnicos de enfermagem da Prefeitura atuam no SAMU, hospitais, UPAs, maternidades e Unidades Básicas de Saúde. “Eles são responsáveis por realizar procedimentos que envolvem cuidados com pacientes vítimas de Covid-19 ou com outros problemas de saúde, auxiliando o trabalho de enfermeiros e médicos”, afirma a diretora de Atenção Especializada da FMS, Jesus Mousinho.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Manoel de Moura Neto, nesta data, parabeniza os profissionais pela dedicação em prol da vida: “Trabalhar como auxiliar ou técnico de enfermagem é estar sempre pronto para cuidar de vidas. É uma missão nobre. A FMS reconhece a importância da categoria e enaltece a sua atuação na rede municipal”.

Manoel de Moura Neto lamentou ainda que, na última segunda-feira (19), Solange Moutinho, técnica de enfermagem do HUT, faleceu vítima de Covid-19. “Nós sentimos muito pela perda e nos solidarizamos com a família enlutada. Solange era uma funcionária exemplar, querida pelos colegas e que estava afastada das suas atividades laborais por fazer parte do grupo de risco”, finaliza.

Barreiras sanitárias terão ampliação de equipes para agilizar trânsito

Os órgãos que atuam nas três barreiras sanitárias nas pontes que ligam Teresina e Timon definiram reforço nas equipes de trabalho com o intuito de dinamizar a fiscalização. As definições ocorreram em reunião entre representantes da Semcaspi – Secretaria Municipal da Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Vigilância Sanitária, Strans, Guarda Municipal e Fundação Municipal de Saúde. As equipes fizeram as primeiras avaliações do trabalho.

A instalação das barreiras sanitárias entre as duas cidades foi uma medida tomada pelo poder público como forma de conter a disseminação do novo coronavírus na capital. No Estado vizinho já são 14.198 casos confirmados da doença, com 604 óbitos, segundo boletim do Ministério da Saúde.

O Secretário Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, explicou que o encontro buscou avaliar a participação de cada órgão nas barreiras ocorridas nos últimos dias e a intensificação dos trabalhos das equipes para que todos os veículos sejam fiscalizados, independente do congestionamento que possa ocorrer. “Definimos que todos os órgãos vão dobrar os seus efetivos para que as fiscalizações ocorram na sua totalidade e também maior agilidade”, disse o secretário.

Pelo novo decreto, todas as pessoas que pretendam ingressar no município de Teresina, a partir de agora, deverão apresentar, perante as autoridades de fiscalização presentes nas barreiras sanitárias, documentos de identificação pessoal, documento de habilitação do condutor e comprovante de endereço residencial, assim como documentos referentes ao veículo, como Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. Além disso, é necessária a comprovação da necessidade de trafegar entre os dois municípios, seja por motivos de saúde, trabalho, ou qualquer outro. Está permitido o tráfego para servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que atuem em serviços essenciais que morem no Maranhão e trabalhem em Teresina. Alguns casos de atendimentos de saúde também serão permitidos, além de outros casos especificados no decreto.

As pessoas que se enquadrem nos critérios do decreto e que necessitem de acesso frequente ao município de Teresina, poderão se cadastrar em site público (http://barreiracovid19.fms.pmt.pi.gov.br) para obter documento digital comprobatório a ser apresentado sempre que passar no controle das barreiras.

As barreiras sanitárias estão montadas nas proximidades das três pontes que ligam Teresina a Timon desde o mês passado. Elas são necessárias para controlar a entrada de pessoas em Teresina e monitorar o estado de saúde delas. Desde o início, está sendo medida a temperatura corporal de quem trafega entre as duas cidades.

Vigilância Sanitária alerta para risco de intoxicação por produtos de limpeza


Nesse período da pandemia do Coronavírus, cresceu o consumo e a utilização do álcool a 70° e do hipoclorito de sódio para a desinfecção de superfícies e de objetos. Para orientar a população sobre o seu correto manuseio, a Vigilância Sanitária, administrada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), faz um alerta para evitar a intoxicação por esses produtos de limpeza.

“Esses produtos são excelentes contra microrganismos, como o Coronavírus, porém, o álcool a 70° é inflamável e de fácil combustão em temperaturas elevadas; já o hipoclorito é produto químico que pode causar lesões térmicas, oculares e alergias. Os dois têm cheiro forte e não devem ser inalados”, explica a farmacêutica bioquímica da Vigilância Sanitária, Gildevane Nascimento.

A farmacêutica informa ainda que não é recomendado deixar o álcool dentro dos carros: “Teresina é uma cidade quente, situação que pode causar facilmente a combustão desse produto. Orientamos que a população dê preferência ao álcool em gel, utilize frasco pequeno e não o deixe em contato direto com a luz. É importante também mantê-lo fora do alcance de crianças”.

A recomendação para uso do hipoclorito é de que 50ml desse produto seja diluído em 950ml de água potável. “O ideal é que coloque em frasco escuro, etiquetado e utilize imediatamente. Isso porque o armazenamento do produto deve ser na sua própria embalagem e guardada em local fora do alcance das crianças, para evitar acidentes domésticos”, recomenda Gildevane Nascimento.

Em caso de urgência envolvendo intoxicação por produto de limpeza, a população pode ligar para o 192 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMIU) ou ir por meios próprios para ambiente hospitalar. Em Teresina, a Prefeitura mantém 10 Hospitais de bairro e três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS).

Proibição

A gerente da Vigilância Sanitária, Jeanyne Seba, informa que o órgão fiscalizou mercados, supermercados e farmácias e notificou estabelecimentos que estavam comercializando álcool de cinco litros. “Para evitar acidentes, é proibida a venda dessa quantidade de álcool para a população, só pode ser comercializada para empresas”, finaliza.

Secretaria da Mulher promove live sobre atuação de organização com meninas em Teresina nesta terça (19)

Nesta terça-feira (19), às 17h, será realizada mais uma live do projeto #TeresinaParaElas no Instagram da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (@smpmteresina). A live de hoje é uma parceria com a Plan International Brasil e vai abordar a atuação da organização com meninas em Teresina. O debate virtual terá a participação da técnica da SMPM, Lannusy Almeida, e da gerente técnica da Plan International Brasil, Nicole Campos.

Segundo Lannusy Almeida, a Plan atua em parceria com a SMPM desde 2014, quando o órgão ainda era Coordenadoria. O objetivo é trazer metodologias ativas e interventivas para as meninas da zona rural de Teresina.

“Esse parceria vem sendo desenvolvida com muita maestria. É muito importante pensar o empoderamento de meninas e a defesa de seus direitos. E nesse momento precisamos discutir essas ações dentro desse contexto de pandemia”, explica Lannusy.

Para a gerente técnica da Plan International, Nicole Campos, a live será uma oportunidade de debater sobre a atuação da Plan em relação à proteção infantil durante a crise causada pela pandemia, pensando nas necessidades específicas das meninas.

“Temos que ter um olhar mais aguçado e pensar nas necessidades específicas dessas meninas. Refletindo sobre isso, queremos trazer também temáticas importantes para contribuir com o debate, como o tema da menstruação, que diz respeito à saúde e higiene delas. Esse é um tema carregado de tabus e preconceitos, mas é importante e se faz necessário debater sobre isso também”, conclui a gerente.

A Plan International é uma Organização Não Governamental que defende os direitos das crianças, adolescentes e jovens com foco na promoção da igualdade de gênero.

 

Decreto endurece fiscalização nas barreiras entre Teresina e Timon e prevê punições

Um novo decreto assinado pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, nesta segunda-feira, endurece a fiscalização nas barreiras sanitárias montadas nas pontes que ligam Teresina ao município de Timon (MA). Além disso, o documento prevê punições para quem desrespeitar o decreto, como pagamento de multas e apreensão de veículos. Essa é mais uma medida para tentar diminuir a disseminação do novo coronavírus na capital.

Pelo novo decreto, todas as pessoas que pretendam ingressar no município de Teresina, a partir de agora, deverão apresentar, perante as autoridades de fiscalização presentes nas barreiras sanitárias, documentos de identificação pessoal, documento de habilitação do condutor e comprovante de endereço residencial, assim como documentos referentes ao veículo, como Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. Além disso, é necessária a comprovação da necessidade de trafegar entre os dois municípios, seja por motivos de saúde, trabalho, ou qualquer outro.

Está permitido o tráfego para servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que atuem em serviços essenciais que morem no Maranhão e trabalhem em Teresina. Alguns casos de atendimentos de saúde também serão permitidos, além de outros casos especificados no decreto.

As pessoas que se enquadrem nos critérios do decreto e que necessitem de acesso frequente ao município de Teresina, poderão se cadastrar em site público (http://barreiracovid19.fms.pmt.pi.gov.br) para obter documento digital comprobatório a ser apresentado sempre que passar  no controle das barreiras.

Em relação ao deslocamento de pessoas com sintomas relativos à Covid-19, os pacientes deverão ser orientados a procurar atendimento no sistema de saúde do Estado do Maranhão, a fim de serem inseridos na Regulação do Sistema Único de Saúde, no município de Teresina.

Os veículos flagrados trafegando em Teresina, em desacordo com o estabelecido no decreto, estarão sujeitos a multa no valor de R$ 195,23, por cada passageiro transportado. Além disso, está autorizada a apreensão de qualquer veículo ou meio de transporte, inclusive fluvial, que esteja transportando passageiros em desacordo com o decreto. O veículo ou meio de transporte apreendido será conduzido ao local adequado e ficará sob a tutela dos órgãos do poder municipal.

As barreiras sanitárias serão coordenadas e orientadas pela Fundação Municipal de Saúde – FMS, Vigilância Sanitária, Guarda Civil Municipal – GCM, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – STRANS e/ou Polícia Militar do Piauí – PMPI.

As barreiras sanitárias já estão montadas nas proximidades das três pontes que ligam Teresina a Timon desde o mês passado. Elas são necessárias para controlar a entrada de pessoas em Teresina e monitorar o estado de saúde delas. Desde o início, está sendo medida a temperatura de quem trafega entre as duas cidades. Timon tem hoje, segundo o último boletim divulgado pela Prefeitura do município, 95 casos confirmados, 272 casos suspeitos e dois óbitos.

Sobrecarga de leitos

Dados do Censo Hospitalar apontam que a quantidade de leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) começam a ficar reduzidos. Os 165 leitos de UTI destinados exclusivamente para os pacientes com sintomas de Covid-19, 110 já estavam ocupados, um percentual de 66,67% do total. O percentual de ocupação dos leitos de UTI geral também já está em 71,13%, quando 202 dos 284 leitos já estão ocupados com pacientes.

Os números revelam uma preocupação, sobretudo, quando se leva em consideração o aumento dos casos confirmados da doença na capital, que já atingiu 1.260 casos e 39 mortes. Na tentativa de reduzir a velocidade de propagação do vírus é que a Prefeitura vem adotando um conjunto de medidas que incentivem o aumento nos percentuais de isolamento social.

Decreto nº 19.760, de 15.05.2020 – Barreiras Sanitárias

Índice de isolamento social em Teresina chega a 59% no domingo (17)

Dados da startup InLoco apontaram que cerca de 59,7% dos teresinenses aderiram ao isolamento social neste domingo (17). Em comparação com o final de semana anterior, na sexta-feira (15), feriado antecipado pelo Dia do Piauí, e no sábado (16), dias em que o Governo do Estado decretou lockdown parcial em todo o Piauí, os índices foram elevados.

Na sexta-feira da semana passada, apenas 43,2% dos teresinenses permanceram em casa. Já nesta sexta (15), feriado estadual, o índice de isolamento subiu 9,4 % alcançando o percentual de 52,6 %. No sábado, reduziu para 49,6%.

O monitoramento é baseado em informações de localização de 217 mil aparelhos de celular na cidade. Pelo levantamento, o bairro Matinha registrou o maior índice de isolamento social no domingo, marcando 68,1%. Foi seguido pelo Distrito Industrial com 68,05% e Porenquanto que registrou 67,8% de moradores ficando em casa. Os menores índices foram registrados nos bairros Angélica (46,40%), Portal da Alegria (50,75%) e Flor do Campo (46,40%).

A Prefeitura de Teresina também está acompanhando os índices de isolamento social através de informações geradas pelas operadoras de telefonia celular. Segundo essa base de dados, que reúne informações de mais de 1,4 milhão de linhas telefônicas, 57,5% das pessoas cumpriram as regras de distanciamento no domingo.

Os índices da capital ainda estão bem abaixo do percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus, que é de 73%. O prefeito Firmino Filho alerta sobre a importância dos teresinenses permanecerem em casa.

“Estando em nossas residências poderemos proteger e salvar vidas. Nos motiva muito perceber que a população aos poucos tem compreendido esta importância de ficar em casa. Mas não podemos relaxar. Precisamos melhorar os índices, principalmente nessas regiões onde as taxas ainda estão muito abaixo do que recomenda a Organização Mundial de Saúde (OMS) e demais autoridades sanitárias. Estamos nos aproximando de um cenário crítico, e é necessário que a gente possa cumprir as orientações para diminuir a propagação do vírus para salvar vidas”, reforçou o prefeito Firmino Filho.