SAAD Sul se reúne para pautar medidas de prevenção aos impactos do período chuvoso

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul (Saad Sul), reuniu na manhã desta terça-feira (18) todas as suas gerências e o protocolo, para alinhar os posicionamentos acerca das próximas medidas a serem tomadas a fim de minimizar os impactos do período chuvoso. Além disso está sendo estudado pontos de apoio às demais SAADs para o acolhimento das famílias desabrigadas na Capital.

Fotos: Ascom Saad Sul

O Superintendente da SAAD Sul, Juca Alves, alertou sobre os impactos do período chuvoso e reiterou que a situação na zona sul está controlada e sob observação intensa do corpo técnico.

“Hoje estamos nos alinhando para dar suporte as demais SAADs. Estamos nos prontificando a encontrar pontos de acolhimento às famílias desabrigadas durante esse período. Além disso, estamos discutindo medidas corretivas e preventivas como forma de amenizar esses impactos na nossa zona sul. A nossa Gerência de Serviços Urbanos tem feito um excelente serviço no que tange a limpeza de galerias, que é extremamente importante, pois assim garantimos o que o grande volume de água escoe pelo caminho correto” pontuou o superintendente.

A Gerente de Habitação, Jeovanna Alencar, destacou os detalhes do plano de ação da SAAD Sul. “Estamos com uma atenção especial aos pontos mais críticos de alagamento e nossas equipes estão diariamente em contato com essas famílias. Até o momento são sete famílias que já foram removidas e inseridas no Programa Cidade Solidária, e estamos atualizando esses relatórios diariamente. Está sendo um trabalho conjunto e integrado de todas as Saads, para que a gente possa sair desse período com o menor impacto possível”, concluiu.

Prefeitura de Teresina expõe dados de mobilidade em ação urbanística na avenida Frei Serafim

Dados de mobilidade urbana foram expostos no canteiro central da Avenida Frei Serafim, próximo ao Hospital Getúlio Vargas, através de uma aplicação de técnicas de urbanismo tático para oferecer aos usuários do transporte público a oportunidade de conhecer novas propostas e informações sobre mobilidade urbana. Além disso, a equipe busca expandir informações sobre o Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS).

Fotos: Ascom Semplan

A ação integra o encerramento do projeto Observatório do Transporte, da Prefeitura de Teresina, através do departamento Agenda Teresina 2030, vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento. “A intervenção possui o objetivo de divulgar informações do projeto Observatório do Transporte. Os mobiliários possuem informações sobre o transporte público da capital, e funcionam de forma lúdica e interativa, como por exemplo, uma delas está em um gráfico no formato de pizza. Ele funciona como um banco para a população que passa pelo local”, explana Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

Com a materialização dessas informações, como bancos em formato de gráfico, a Prefeitura busca facilitar o acesso desses dados aos usuários. A população passa a ter acesso aos dados sobre a locomoção urbana e pode interagir de uma forma mais prática e rápida.

Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina (PDMUS)

O Plano Diretor de Mobilidade Urbana Sustentável de Teresina – PDMUS está sendo desenvolvido por meio da STRANS, e será o principal instrumento de planejamento dos sistemas de circulação e transporte de Teresina pelos próximos anos. Nele, sob forma de lei, irão constar os objetivos, metas e ações estratégicas relacionadas à mobilidade urbana, a curto, médio e longo prazo (5, 10 e 20 anos).

Observatório do Transporte

Dentro do projeto Observatório do Transporte, três projetos foram escolhidos para serem utilizados como protótipos e, posteriormente, serem aplicados como um todo no sistema teresinense. Entre os projetos escolhidos, há o desenvolvimento de um sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores; outra com solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens das empresas responsáveis; e um sistema que visa a organização nas rotas de ônibus da capital.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

“O projeto apresentou provas de conceito que comprovam que as soluções desenvolvidas são viáveis e ajudarão, através da tecnologia, o desenvolvimento de ações para melhorar a gestão do transporte público na cidade. A busca agora será a implementação de um projeto piloto e depois no sistema como um todo”, conclui Cíntia.

Lançado projeto da Semec com o IFPI para ensinar robótica nas escolas

O ensino de robótica vai ganhar força na Rede Municipal de Teresina a partir do lançamento, nesta terça-feira (18), do Projeto Edubot, uma parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semec) com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Para iniciar oficialmente os trabalhos do projeto, autoridades dos dois órgãos estiveram no Centro de Formação Odilon Nunes falando sobre as expectativas com a nova experiência.

Fotos: Ascom Semec

O IFPI selecionou duas escolas municipais de Teresina e mais duas de José de Freitas para levar oficinas de letramento em programação e robótica aos estudantes. Na capital, quase 300 alunos das escolas municipais Raimundo Nonato Monteiro Santana e Antônio Dilson Fernandes participarão de aulas aos sábados par trabalhar em protótipos de robôs e aplicativos relacionados às suas comunidades.

O secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, destacou que a Secretaria já conta com parcerias nesse sentido, e o projeto vem para somar no aprendizado de tecnologia nas escolas. “Esse é um conteúdo em expansão nas nossas unidades de ensino. Estamos cuidando da base, tudo que é aprendido nessa fase acadêmica amplia as chances de sucesso dos alunos. Temos uma boa expectativa com o Edubot e gostaríamos de levar para mais escolas”, disse o secretário. Segundo ele, em breve a Semec terá seu próprio laboratório de robótica. “Os alunos já estarão acostumados com a linguagem de programação e poderão usufruir bem desse espaço”, completa Nouga.

Se depender do reitor do IFPI, Paulo Borges, a ideia de mais unidades de ensino agregadas ao projeto será colocada em prática o quanto antes. “Queremos investir recursos nisso, levar para mais escolas, especialmente da periferia. A comunidade tem que estar presente em tudo que fazemos na educação”, disse o reitor.

O professor do Instituto Federal e coordenador do Edubot, Otilio Paulo, apresentou detalhes do projeto ao grupo e pontuou a importância de ensinar as crianças a utilizar a tecnologia de forma eficiente. “É comprovado que a tecnologia estimula os alunos, eles podem aplicar o aprendizado em outras disciplinas e usar a criatividade de diversas formas. Um dos objetivos é elevar o desempenho acadêmico desses alunos”, explica o professor.

Para a diretora da Escola Municipal Dilson Fernandes, Vivian Cardoso, o projeto vai trazer novas oportunidades para os estudantes. “Estamos localizados em área periférica, muitos alunos carentes, tenho certeza que quando souberem dessa novidade ficarão tão empolgados quanto estou. Quero ver o brilho nos olhos deles, assim como dos professores, que gostariam de oferecer mais, alinhar o conteúdo com a tecnologia e levar as crianças cada vez mais longe”, declarou.

Crianças indígenas recebem vacina contra a Covid em Teresina

Um total de 11 crianças indígenas foram vacinadas contra a covid hoje (18) na aldeia Ukair, em Teresina. A ação cumpre mais uma etapa da campanha de imunização infantil, que inclui indígenas de 5 a 11 anos aldeados como grupo prioritário para receber a dose neste primeiro momento.

Benjamin Nairó, da etnia Guajajara, de nove anos, foi a primeira criança da aldeia a receber a vacina. Ele contou que, apesar da injeção, ficou satisfeito em estar protegido. “Não doeu, foi uma picadinha de formiga. Estou feliz porque a vacina salva”, disse o garoto, que recebeu um certificado de heroísmo por ter enfrentado o coronavírus.

(Foto: Ascom/FMS)

O pai de Benjamin, Aquiles Nairó, aguardava a oportunidade com muita expectativa, e disse que vê o imunizante como a principal arma para vencer a pandemia. “Muitas famílias perderam crianças e adultos para a covid, por isso acho que a gente tem que acreditar na vacina, confiar completamente. Sabemos que muitos países estão aplicando há um bom tempo e estamos muito ansiosos e felizes de estar participando desta etapa de combate à pandemia”, declarou.

Aliã Wamiri, vice-cacica da aldeia Ukair, comemorou e agradeceu a oportunidade. “É um importante imunizarmos nossas crianças para ajudar a diminuir a propagação da pandemia e a salvar vidas. É um ato de amor, uma oportunidade para a sociedade ver a gente como exemplo, de que a gente ama e que a gente quer a vacina, porque a vacina salva”, disse.

(Foto: Ascom/FMS)

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, esteve no local e ressaltou a importância do cumprimento do calendário para que todos os grupos prioritários sejam contemplados. “Além dos indígenas, estamos contemplando nesta etapa crianças com comorbidades ou deficiência permanente nas Unidades Básicas de Saúde. Assim que possível, ampliaremos para a população em geral por faixa etária”, disse o gestor.

(Foto: Ascom/FMS)

Teresina inicia vacinação de crianças contra a Covid-19

Dr. Pessoa participa da abertura da campanha de vacinação pediátrica em Teresina Fotos: Rômulo Piauilino/SEMCOM

Teresina iniciou, na manhã desta terça-feira (18), a aplicação da vacina pediátrica em crianças entre cinco e 11 anos. De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), aproximadamente, 91 mil crianças serão imunizadas nesta nova etapa, que atende inicialmente crianças com alguma comorbidade ou deficiência, cerca de 10% do total. A primeira vacina na capital foi aplicada no Marcus Barbosa Monte, 11 anos, na UBS Santa Isabel, zona Leste da cidade.

Na ocasião, o prefeito Dr. Pessoa parabenizou o trabalho e organização dos servidores que estão à frente da campanha de imunização contra a Covid-19 em Teresina, que tem se destacado nacionalmente quanto à cobertura vacinal, e enfatizou a importância dos pais levarem seus filhos para receberem a vacina.

“Venham se vacinar. É uma vacina que já foi testada no mundo inteiro, então não tenham medo. A vacina às vezes pode causar uma dor no local da aplicação ou uma pequena febre, mas o corpo clínico da FMS está atento, até porque a criança depois que se vacina precisa ficar em observação. É seguro, venha se vacinar e traga seu filho”, disse Dr. Pessoa.

A vacinação de crianças está acontecendo via agendamento no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br. Para realizar o cadastro é necessária a apresentação do CPF, Cartão do SUS e uma comprovação da comorbidade e/ou deficiência permanente. Os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância com a vacinação.

“Já agendamos 4.400 vacinas, mas se recebermos um novo lote nos próximos dias iremos reabrir novamente o agendamento para que a gente possa pegar todas as crianças dessa faixa etária e, na próxima semana, conseguirmos iniciar a vacinação fora das crianças sem comorbidade seguindo a idade”, explicou Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

Até o momento, mais de 99% dos teresinenses já receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19, e quase 90% já está com o seu esquema vacinal completo. “Nosso índice está muito bom, a nossa estratégia é uma das melhores dentre todas as capitais do país. Vamos seguir nesse ritmo”, finalizou o presidente da FMS.

Dr. Pessoa discute com vereadores o enfrentamento as enchentes em Teresina

Prefeito Dr. Pessoa discute com vereadores soluções para os desabrigados em Teresina Fotos: Rômulo Piauilino/SEMCOM

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, foi à Câmara Municipal, na manhã desta terça-feira (18), discutir com os vereadores o enfrentamento às enchentes e ações de assistência às famílias desabrigadas em decorrência das fortes chuvas que têm atingido a capital, neste mês de janeiro.

Durante o encontro, o prefeito enfatizou que a iniciativa visa aumentar ainda mais a aproximação entre os poderes Executivo e Legislativo. Segundo o gestor, ambas as esferas políticas têm o dever constitucional de buscarem soluções para esta situação emergencial pela qual passa o município e diversas famílias teresinenses.

“Devemos andar de mãos dadas (…) não é fazer pelo prefeito, mas por Teresina e os vereadores têm feito muito bem. Estou pedido mais esse apoio ao poder Legislativo, pois as chuvas começaram e pode vir coisa pior, então nada mais que normal procurarmos outro poder para trabalhar juntos com essa possibilidade de enchentes”, disse Dr. Pessoa.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, que vem monitorando as áreas de risco em Teresina, 528 famílias já precisaram deixar suas casas por conta das chuvas, 50 delas realocadas em abrigos temporários, instalados em escolas da rede municipal de ensino. O órgão estima que mais de duas mil pessoas estão sendo afetadas pela situação.

Após ouvir as demandas, o vereador Jeová Alencar, presidente da CMT, parabenizou a iniciativa de Dr. Pessoa em procurar a Casa para discutir soluções. No primeiro momento, os parlamentares avaliam a possibilidade da destinação de recursos, via emenda, para os órgãos que estão diretamente ligados ao enfrentamento das enchentes e assistência às famílias.

“Isso mostra a grandeza e o compromisso que têm os poderes Executivo e Legislativo nesse momento, somando forças. Devemos esquecer cores partidárias, questões políticas e trabalhar pela cidade. É isso que o prefeito quer e tem nos procurado. Estamos à disposição do prefeito e da cidade”, afirmou o vereador.

FWF intermedeia seleção para vaga de emprego de motorista

O Balcão do Trabalhador está intermediando a seleção para vaga motorista. Os interessados devem comparecer ao Balcão do Trabalhador, localizado na rua Álvaro Mendes, nº 1801, próximo ao Colégio das Irmãs, nesta quarta-feira, dia 19/01, no horário das 8h às 12h e apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, Comprovante de Escolaridade, Comprovante de Endereço com CEP e Currículo atualizado ou enviar o currículo para e-mail: balcaodotrabalhadorfwf@hotmail.com.

O Balcão do Trabalhador é um projeto da Fundação Wall Ferraz, criado em 2014, que tem como objetivo prestar orientação profissional e intermediar vagas de emprego junto ao empresariado para a população teresinense. Através de parcerias com empresas privadas já encaminhou centenas de pessoas para o mercado de trabalho, além de realizar atendimento e orientação profissional para os alunos, com palestras, cursos e workshops.

Confira a vaga e os requisitos exigidos pela empresa:

Motorista– Desejável Ensino Médio Completo, experiência na área, Habilitação (categoria C ou D).

 

PMT instala mobiliários interativos na Avenida Frei Serafim para informar dados de mobilidade

Dentro da programação de encerramento do projeto Observatório do Transporte, a Prefeitura de Teresina realiza nesta terça-feira (18), através do departamento Agenda Teresina 2030, vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento, a aplicação de técnicas de urbanismo tático para oferecer aos usuários do transporte público a oportunidade de testar soluções que visam a melhoria dos espaços urbanos, fazendo com que a população tenha acesso às informações sobre mobilidade através destas implementações lúdicas. em espaços livres.

A ação acontecerá na avenida Frei Serafim, próximo ao cruzamento com a avenida Coelho de Resende, a partir das 11h. Uma experiência similar já foi executada nas intermediações da parada de ônibus da Praça da Bandeira, Centro de Teresina. A intervenção também possui o objetivo de divulgar informações do projeto Observatório do Transporte. Os mobiliários possuem informações sobre o transporte público da capital, e funcionam de forma lúdica e interativa, como por exemplo, uma delas está em um gráfico no formato de pizza. Ele funciona como um banco para a população que passa pelo local.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela Prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

“Essa ação faz parte do projeto Observatório do Transporte e uma das suas finalidades é trazer informações sobre o transporte coletivo e mobilidade urbana para população. Uma dessas soluções é através da materialização dessas informações, como bancos em formato de gráfico e isso facilita o acesso desses dados aos usuários. A população passa a ter acesso aos dados sobre a locomoção urbana e pode interagir de uma forma mais útil”, pontua Cíntia Bartz, coordenadora da Agenda Teresina 2030.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbano voltadas para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

Entre os projetos escolhidos, há o desenvolvimento de um sistema de gestão de indicadores de qualidade para auxiliar na tomada de decisões pelos gestores; outra com solução digital para manutenção das frotas de ônibus pelos motoristas em contato direto com as garagens das empresas responsáveis; e um sistema que visa a organização nas rotas de ônibus da capital.

“O projeto apresentou provas de conceito que comprovam que as soluções desenvolvidas são viáveis e ajudarão, através da tecnologia, o desenvolvimento de ações para melhorar a gestão do transporte público na cidade. A busca agora será a implementação de um projeto piloto e depois no sistema como um todo”, conclui Cíntia.

Observatório do Transporte

A Agenda Teresina 2030, um departamento da Secretaria de Planejamento do município, coordena o projeto e trabalhou em colaboração com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) e a Empresa Teresinense de Processamento de Dados (PRODATER), devido a sua importância na busca por uma cidade mais resiliente e participativa. O projeto já faz parte de uma parceria firmada entre Prefeitura, Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), através do Programa Euroclima+. No Brasil, apenas Teresina e Santos foram contempladas.

Semcaspi e Sasc assinam termo de parceria do Programa Nordeste Acolhe

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) assinou, nesta segunda-feira, (17), o termo de parceria com a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) para o Programa Nordeste Acolhe. A proposta é que órfãos por causa da pandemia, sendo crianças e adolescentes, recebam auxílio financeiro estimado no valor de R$500.

Fotos: Ascom Semcaspi

A iniciativa visa a proteção integral de crianças e adolescentes, que ficaram órfãos devido à pandemia da Covid-19 no Piauí, em cumprimento a diretrizes, procedimentos e fluxos estabelecidos para a identificação, o atendimento e o acompanhamento dos casos de orfandade, oportunizando acessos aos direitos fundamentais a estes públicos.

Segundo o secretário da Semcaspi, Allan Cavalcante, a Semcaspi vai atuar na identificação dos casos, orientação e acompanhamento das famílias que acolhem e até ofertar o serviço de acolhimento.

“A gente abraçou esta parceria com a Sasc, para que a nossa população seja contemplada com mais esta iniciativa. São muitos órfãos por conta da Covid, tanto crianças quanto adolescentes, que serão atendidos com este auxílio do Programa Nordeste Acolhe”, pontuou.

Allan Cavalcante explica que os servidores dos Cras passarão por capacitação, recebendo o devido treinamento para atender o público a ser beneficiado pelo programa.

“Os Cras são a porta de entrada para estas pessoas que serão beneficiadas. São nas nossas unidades os únicos locais que farão a identificação, o cadastro, o acompanhamento do público-alvo do programa”, destacou.

PRODATER participa do encerramento do Projeto do Observatório do Transporte

O presidente da Empresa Teresinense de Processamento de Dados (PRODATER), Jobson Filho, participou na manhã desta segunda-feira (17) do encerramento do Projeto do Observatório do Transporte. O encontro aconteceu no Palácio da Cidade, e contou com a presença do prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, do vice-prefeito, Robert Rios, além dos secretários das pastas municipais da SEMPLAM, STRANS e de representantes da União Europeia, da Agência Francesa de Desenvolvimento – AFD, da Despacio e do Consórcio Systra/Unifor.

Foto: Ascom Prodater

Na reunião, foram apresentados os resultados, estratégia de escalabilidade e ações de comunicação. O projeto busca desenvolver soluções para melhorar a gestão do transporte público na cidade, através do uso de tecnologia Blockchain/Inovação aberta.

“Estamos gratos por esse projeto e pelas conclusões positivas que tivemos dele. A Prefeitura tem gratidão aos parceiros, como a União Europeia e Agência Francesa de Desenvolvimento, por esse trabalho conjunto para melhorar Teresina e trazer mais transparência e eficiência aos serviços públicos relacionados ao transporte”, pontua o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.

O projeto é um financiamento da União Europeia, através do programa EuroClima+, com aporte de 500 mil euros. O Observatório passou por um período de diagnóstico onde foram analisadas estratégias de desenvolvimento urbanos voltados para o transporte coletivo que atendam toda população teresinense, detectando os principais problemas. Após essa etapa, o trabalho feito pela prefeitura foi de buscar unir e praticidade no desenvolvimento das soluções de mobilidade.

“É de fundamental importância esse tipo de projeto para nossa cidade, população teresinense tem muito a ganhar com essa parceria. Será mais um aliado ao transporte público essa tecnologia que está sendo implantada. A União Européia entrou com aporte de 500 mil euros que irá beneficiar a capital”, disse o presidente da PRODATER, Jobson Filho.