Teresina tem isolamento social de 49,8% no domingo

Teresina registrou, no último domingo (22), isolamento social de 49,8%, segundo levantamento da startup InLoco. Com isso, a cidade ocupou a 13º posição entre as capitais do país. O percentual foi superior ao que foi registrado no domingo anterior e foi o maior da última semana.

Quando analisado por regiões da cidade, o isolamento social foi maior na zona Sul de Teresina, com 50,85%; seguido da zona Leste, com 48,95%; da zona Centro-Norte, com 48,46%, e da zona Sudeste, com 47,61%.

O levantamento é feito diariamente pela startup recifense e também mostra os dados por bairros da capital. Neste caso, quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população do bairro Ininga (63,85%), Distrito Industrial (61,45%), Parque Piauí (60,90%), Uruguai (60,05%) e Matinha (59,60%).

Na outra ponta da tabela, quem menos respeitou o isolamento social foi a população dos bairros Bom Princípio (34,50%), Pedra Mole (36,20%), Pedra Miúda (36,70%), Comprida (38,90%) e Embrapa (39,30%).

Teresina não registra mortes por Covid-19 durante o final de semana

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) não registrou nenhuma morte por Covid-19 em seu sistema durante o último final de semana. Foram registrados 154 novos casos confirmados da doença no mesmo período. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.146 óbitos. Os dados apontam ainda 41.397 infectados pelo novo coronavírus e 16.453 recuperados da Covid-19.

Para o médico Walfrido Salmito, infectologista do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS a queda nos óbitos é um reflexo da diminuição e da estabilidade da doença na cidade, além de uma maior eficiência no tratamento, adquirida com a evolução dos estudos no mundo todo. “Atualmente, os médicos sabem lidar muito bem com a Covid-19 e não são mais pegos de surpresa com os desdobramentos da doença”, afirma.

O infectologista adverte, no entanto, que a população deve continuar mantendo todos os cuidados para evitar a disseminação do novo coronavírus, como o uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos. “Não podemos descuidar. O vírus ainda está circulando e é necessário nos mantermos vigilantes para evitar uma segunda onda de casos”, disse Walfrido.

As mulheres são as mais infectadas pelo coronavírus na capital, com o total de 54,91% dos casos. Já os homens são os que mais morrem, com taxa de 54,54% de mortes em pessoas do sexo masculino. 82,02% das pessoas que vieram à óbito tinham comorbidades. Do total de óbitos, 298 foram de pessoas com idades entre 70 e 79 anos. Pessoas com idades entre 80 e 89 anos somam 279 óbitos e pessoas com 60 a 69 anos somam 223 mortes. Até o momento 17 jovens com idades entre 20 e 29 anos vieram a óbitos por conta da Covid-19. Duas crianças com idades entre 0 e 9 anos morreram e um adolescente.

Teresina registra 38,3% de isolamento social e mantém média de dias anteriores

Teresina vem mantendo a média nos índices de isolamento social. Nesta quinta-feira (19), segundo dados da statup InLocu, a capital piauiense registrou uma taxa de 38,3% das pessoas seguindo as orientações de permanecerem em casa. O número coloca a cidade na décima quinta colocação entre as capitais. Já o Piauí apresentou 39% de isolamento, ficando na nona posição entre os Estados.

Os índices registrados durante essa semana oscilam entre 37% e 39%. Quando se faz o comparativo com os dados registrados nas semanas anteriores à pandemia, houve um incremento de mais de 16,8%. Com isso, é possível constatar que, mesmo com a liberação das atividades econômicas e sociais, muitas pessoas ainda continuam cautelosas e adotando as medidas de distanciamento social que foram recomendadas pelas organizações sanitárias e de saúde.

Segundo a startup Inlocu, nos monitoramentos feitos via telefone celular, a zona Leste continua liderando os percentuais da região que mais cumpre as recomendações, com 38,76%. Em seguida vem a região Centro/Norte com 37,62%. Na sequência vêm as zonas Sul (37,25%) e Sudeste (36,89%).

Enquanto alguns bairros chegaram a ultrapassar 50% do índice de isolamento social nesta quinta-feira, outros registraram percentuais inferiores a 20%. Os bairros São João (56,5%), Santa Cruz (53,1%), Novo Uruguai (51,3%), Brasilar (50%) e Santa Rosa (50%), foram os que registraram os melhores percentuais de distanciamento. Na outra ponta da tabela estão os bairros Alegre (18,9%), Bom Princípio (27,5%), Vila São Francisco (28,2%), Pedra Miúda (29%) e Ininga (31%). O distanciamento social é uma das principais medidas de combate a proliferação do novo coronavírus, juntamente com o uso da máscara e do álcool em gel.

Teresina registra 198 novos casos confirmados de Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de duas pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (19). Houve ainda 198 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.145 óbitos. Os dados apontam ainda 41.053 infectados pelo novo coronavírus e 16.434 recuperados da Covid-19. Os óbitos registrados ontem foram de dois homens, um de 63 e outro de 74 anos. Eles tinham doenças pré-existentes como hipertensão, diabetes e doença renal crônica.

Os números de atendimentos gripais em Teresina estão estáveis. No período de 28 de abril a 17 de novembro foram atendidos 10.483 pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), aquela que leva à internação. A média móvel atual de sete dias é de 23,29 pacientes. Verifica-se uma redução significativa de -20,49% entre a média móvel atual (23,29) e a média móvel calculada há 14 dias (29,29).

“A qualquer sintoma gripal a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser atendida pela equipe médica. Não pode-se esperar o quadro gripal se agravar para procurar o médico. A melhor alternativa é acompanhar de perto e monitorar o quadro de cada paciente”, diz a infectologista Amparo Salmito. A FMS mantém, durante toda a pandemia da Covid-19, um grupo de profissionais que monitoram a doença na cidade. Eles compõem o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE).

Um dos fatores que é monitorado pelo COE é a ocupação de leitos nas unidades de saúde. Atualmente são disponibilizados 291 leitos clínicos Covid, dos quais 133 estão ocupados. No período de primeiro de maio a 17 novembro a taxa de ocupação média desses leitos é de 55,53%, sendo que a taxa de ocupação atual é de 45,70%. Verifica-se uma redução significativa de -16,30% na taxa de ocupação comparando-se o valor calculado atual (45,70%) com o valor calculado há 14 dias (54,61%).

Painel epidemiológico registra 113 novos casos de Covid-19 em Teresina

Teresina registrou 113 novos casos e cinco mortes causadas pelo novo coronavírus na terça-feira (17). Os dados são do Painel Epidemiológico Covid-19, atualizado diariamente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Agora, a capital contabiliza 40.702 casos e 1.142 mortes desde o início da pandemia, no mês de março.

Os novos óbitos datam de segunda-feira (16), domingo (15) e do dia 13 de novembro. Apenas um paciente não apresentava comorbidades; os demais eram portadores de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares e pulmonares. Foram três homens e duas mulheres, com idades entre 52 e 87 anos e moradores das zonas Norte, Leste e Sul.

A FMS registra ainda 16.305 pessoas recuperadas no mesmo período, entre altas hospitalares e pacientes que fizeram o tratamento em casa.

Diante da tendência de queda dos atendimentos relacionados à Covid-19 em Teresina, o prefeito Firmino Filho reforçou mais uma vez que não há necessidade de impor novas restrições às atividades econômicas. “Verificamos a redução nos números e o processo de flexibilização das atividades continuam seu curso natural. Se esse cenário mudar, a população será a primeira a saber. Continuamos monitorando com responsabilidade e equilíbrio a situação. Esse foi e continuará sendo nosso diferencial no enfrentamento a essa doença”, declarou.

Firmino Filho cita os dados do painel epidemiológico da FMS, que apontam que há duas semanas a média móvel de óbitos por Covid-19 na cidade era de 2,43 por dia. “Atualmente, essa média está em 1,86 óbitos por dia. Durante o pico da doença, início de julho, esse indicador ultrapassou os 14 óbitos por dia”, informou o prefeito de Teresina.

 

Teresina registrou índice de isolamento social de 39,6% na última segunda (16)

O índice de isolamento social em Teresina na última segunda-feira (16) foi de 39,6%, 1,7% a mais do que foi registrado no mesmo dia da semana anterior (09), que teve índice de 37,9%. Os números, monitorados diariamente pela startup Inloco, colocaram a cidade no 14º lugar entre as capitais do país. Com 39,39%, o Piauí ocupou a 10º posição entre os estados.

A média de isolamento na cidade durante a semana tem variado entre 38% e 39%, caindo um pouco mais durante os finais de semana.

A startup também disponibiliza os dados por bairros da cidade, apontando que na última segunda os bairros Santa Rosa (51,20%), Mafrense (48,60%), Esplanada (48,40%), Flor do Campo (47,60%) e Primavera (46%) registraram os melhores índices de isolamento.

Em contrapartida, com os piores índices, estão Bom Princípio (25%), Recanto das Palmeiras (26,90%), Real Copagre (28,70%), Pedra Mole (30,10%) e São Sebastião (30,85%).

Covid-19 em Teresina

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou em seu sistema a morte de uma pessoa vítima de Covid-19 em Teresina na última segunda-feira (16). Houve ainda 86 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.137 óbitos. Os dados apontam ainda 40.589 infectados pelo novo coronavírus e 16.295 recuperados da Covid-19.

Teresina registra 86 novos casos confirmados de Covid-19 

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou em seu sistema a morte de uma pessoa vítima de Covid-19 em Teresina na última segunda-feira (16). Houve ainda 86 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.137 óbitos. Os dados apontam ainda 40.589 infectados pelo novo coronavírus e 16.295 recuperados da Covid-19.

O óbito registrado ontem foi de uma mulher de 85 anos e data de 19 de setembro. Ela era moradora do bairro Lourival Parente e não tinha doença pré-existente. A FMS mantém, durante toda a pandemia da Covid-19, um grupo de profissionais que monitoram a doença na cidade. Eles compõem o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE).

Walfrido Salmito, médico infectologista do COE, alerta para a necessidade de se manterem os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19, como o uso de máscara ao sair de casa, distanciamento de dois metros entre as pessoas e evitar aglomerações. Essas condutas são recomendadas pelo Ministério da Saúde, considerando que a transmissão da Covid-19 acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de toque ou aperto de mão, gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro ou por meio de objetos ou superfícies contaminadas.

Teresina registra um óbito por Covid-19 neste domingo

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de uma pessoa vítima da Covid-19 em Teresina, neste domingo (15). Trata-se de uma mulher, de 46 anos de idade, que não tinha comorbidades e era residente do bairro Santa Maria. Agora, a capital contabiliza um total de 1.136 óbitos, além de 40.503 infectados pelo novo Coronavírus e 16.295 recuperados da Covid-19.

O médico infectologista da FMS, Walfrido Salmito, alertou que a estatística mostra que mais de 80% das pessoas que morrem com Covid-19 têm doenças crônicas e são idosos, mas há registro também de cidadãos sem comorbidades e jovens que são fatalmente afetados pelo vírus. “É primordial que todas as pessoas sigam as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde pra evitar a proliferação do Coronavírus na cidade”.

Walfrido Salmito ressaltou ainda que a população pode acompanhar o mapeamento dos casos de Covid-19 na capital, por meio do site www.painelcovid19teresina.pmt.pi.gov.br. “O cidadão pode obter dados detalhados dos casos, incluindo faixa etária e sexo. Além disso, é possível ter acesso à lista de bairros onde há registro de pessoas que adoeceram após contato com o vírus”, finaliza.

Isolamento social no sábado (14) foi de 40,1% em Teresina

Teresina apresentou índice de isolamento social de 40,1% no último sábado (14), 0,6% a mais do que o índice registrado no sábado anterior (07), que foi de 39,5%.

Os dados, monitorados diariamente pela startup Inloco, colocaram a cidade na 12ª posição entre as capitais do país. O Piauí, com 39,12%, ficou na 13ª posição entre os estados.

A startup também disponibiliza os índices por bairros da capital, apontando que no último sábado os que apresentaram as melhores taxas de isolamento foram Morada do Sol (55,10%), Flor do Campo (54,20%), Árvores Verdes (54,15%), Primavera (53,95%) e São João (51,70%).

Já os bairros Parque Brasil (28,35%), Acarape (29,20%), Mafrense (30,60%), Frei Serafim (30,60%) e Cidade Jardim (31,20%) apresentaram as piores taxas.

Teresina registra quatro mortes e 171 casos confirmados de Covid-19

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de mais quatro pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta quinta-feira (12). Houve ainda 171 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.131 óbitos. Os dados apontam ainda 40.110 infectados pelo novo Coronavírus e 15.291 recuperados da Covid-19.

Os óbitos registrados datam de 11 e 12 de novembro e foram de dois homens e duas mulheres com idades entre 41 e 85 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial, cardiopatia e doença renal.

“A qualquer sintoma gripal a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser atendida pela equipe médica. Não pode esperar o quadro gripal se agravar para procurar o médico. A melhor alternativa é acompanhar de perto e monitorar o quadro de cada paciente”, diz a infectologista Amparo Salmito.

A FMS mantém, durante toda a pandemia da Covid-19, um grupo de profissionais que monitoram a doença na cidade. Eles compõem o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE). Um dos fatores monitorados pelo COE é a ocupação de leitos nas unidades de saúde.

Atualmente são disponibilizados 270 leitos clínicos Covid, dos quais 130 estão ocupados. No período de 28 de abril a 12 de novembro, a taxa de ocupação média desses leitos é de 55,13%, sendo que a taxa de ocupação atual é de 48,15%. Verifica-se uma variação estável não significativa de -1,47% na taxa de ocupação comparando-se o valor calculado atual (48,15%) com o valor calculado há 14 dias (48,87%).

Em relação aos leitos de UTI Covid, atualmente são disponibilizados 178 leitos, dos quais 90 estão ocupados. No período de 28 de abril a 12de novembro, a taxa de ocupação média desses leitos é de 65,73% e a taxa de ocupação atual é de 50,56%. Há uma variação significativa de -16,33% na taxa de ocupação comparando-se o valor calculado atual (50,56%) com o valor calculado há duas semanas (60,43%).