Pesquisa aponta que Teresina tem 134.570 pessoas com a Covid-19

Em Teresina, o número de positivados para a Covid-19 é de 134.570 pessoas, segundo a 18ª Pesquisa de Investigação Sorológica, realizada pela Prefeitura entre 21 e 23 de agosto.  Os dados foram apresentados pelo prefeito Firmino Filho, na manhã desta quarta-feira (26), durante videoconferência com a imprensa.  O número de positivados é seis vezes maior que os 21.804 casos confirmados oficialmente pelo Centro de Operações de Emergência (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) no momento da coleta dos dados.

“Estamos iniciando uma nova série de pesquisa, com intervalo de duas semanas, e com uma marca diferente de teste. Isso altera os resultados e, por isso, não podemos comparar com os dados das etapas anteriores”, explicou o prefeito Firmino Filho.

De acordo com a sondagem, a cidade possui 18.248 pessoas com infecção recente, o que significa que estão com o vírus ativo e na fase de transmissão. Já quanto à infecção remota, que representa o número de imunes, a quantidade foi de 34.594.

A zona Norte aparece sem nenhum caso de positivado para a Covid-19 nesta etapa. A zona Sudeste lidera o ranking de casos e registrou 42% de pessoas infectadas com o Coronavírus. Em seguida aparece a zona Sul, com 32% dos casos. Já a zona Leste confirmou 26% das pessoas da região com a doença.

Esta etapa da sondagem não registrou casos positivados nas pessoas com idade acima de 70 anos e nas crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. A faixa etária entre 55 a 69 anos foi a mais infectada com o novo Coronavírus e apresentou 26% dos casos. Em seguida aparecem as idades entre 25 a 34 anos e 45 a 54 anos, com 21% dos casos. Por último, as faixas etárias de 15 a 24 anos e 35 a 44 anos registraram 16% dos casos positivos para a Covid-19.

O prefeito também apresentou dados relativos aos atendimentos a síndromes gripais na rede de saúde da capital. “Se observamos a média móvel da última semana, podemos ver que o número chega a ser quase a metade dos atendimentos registrados no pico da Covid-19 em Teresina. No dia 24 de agosto foram atendidas 1.513 pessoas com sintomas gripais, enquanto que lá em 30 de junho, durante o pico, foram 2.822 atendimentos. É uma queda significativa, mas 1.500 pessoas sendo atendidas com suspeita de Covid-19 em um dia é quantidade muito grande. A doença tem caído, no entanto, ainda não desapareceu. Precisamos seguir com todos os cuidados possíveis”, destacou o prefeito.

Teresina registra índice de isolamento de 39% na última terça (25)

O índice de isolamento social da última terça-feira (25) foi de 39% em Teresina, o mesmo registrado na terça da semana anterior (18). Os dados são computados diariamente pela startup Inloco, através do georreferenciamento de smartphones quando os usuários se conectam à internet pelo celular. Dentre as capitais do país, a cidade ocupou o 6º lugar. O Piauí, com índice de 39,31%, ficou na terceira posição.

Entre as regiões da cidade, a Centro/Norte registrou índice de isolamento de 39,93%, seguida da zona Leste com 39,6% e Sul com 38,71%. A região que apresentou pior índice foi a Sudeste, com apenas 37,01% da população obedecendo as orientações de ficar em casa.

Quando analisado por bairros da cidade, os melhores índices foram observados no Memore (49,10%), Santa Rosa (48,10%), Esplanada (46,50%), Horto (45,80%) e Promorar (44,50%). Em contrapartida, os bairros Vale do Gavião (27,45%), Flor do Campo (27,60%), Parque Jacinta (30,30%), Cabral (31,80%) e São Sebastião (32,05%) registraram os piores índices.

Covid-19 em Teresina

O Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou sete óbitos decorrentes de complicações da Covid-19 em Teresina na última terça-feira (25). Houve ainda 364 novos casos confirmados da doença. No total, a capital registra 889 mortes, 24.014 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 11.426 pessoas curadas.

Teresina registra mais sete óbitos e 364 novos casos de Covid-19

O Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou sete óbitos decorrentes de complicações da Covid-19 em Teresina na última terça-feira (25). Houve ainda 364 novos casos confirmados da doença. No total, a capital registra 889 mortes, 24.014 pessoas infectadas pelo novo coronavírus e 11.426 pessoas curadas.

Os novos óbitos notificados ocorreram nos dias 18 de julho e 20, 22, 23 e 24 de agosto. Entre os óbitos confirmados, quatro eram do sexo masculino e os outros três do sexo feminino. Os pacientes tinham idade entre 49 e 97 anos. Apenas um dos pacientes não tinha comorbidade, mas tinha idade avançada. Os demais apresentavam comorbidades como neoplasia, doença cardiovascular, hipertensão arterial, diabetes e doença neurológica.

Teresina tem 26 Unidades Básicas de Saúde que atendem exclusivamente casos suspeitos de Covid-19. A população pode conferir a lista dessas unidades e outras informações importantes da saúde municipal no site da FMS: www.fms.pmt.pi.gov.br.

Lar da Fraternidade recebe 35 idosos nos primeiros 15 dias de atendimento

Ascom/Semcaspi

A Unidade de Acolhimento Emergencial do Lar da Fraternidade recebeu nesses primeiros 15 dias de atendimento, 35 idosos que residiam em outras Instituições de Longa Permanência (ILP) da rede socioassistencial de Teresina e foram positivados para a Covid-19. A instituição está acolhendo aqueles que apresentarem sintomas leves ou são assintomáticos para a doença e não necessitam de internação hospitalar.

De acordo com os dados da instituição, 24 permanecem na Unidade em isolamento, 10 foram transferidos para hospitais especializados, um recebeu alta e retornou para o abrigo de origem.

A coordenadora do Lar da Fraternidade, Mara Beatriz, explicou que o funcionamento do espaço está dentro da capacidade programada e que as equipes estão fazendo o monitoramento diário do estado de saúde dos pacientes para que tenha o atendimento rápido e necessário.

“Já estamos com 15 dias de funcionamento. O objetivo do espaço é oferecer um isolamento seguro e que consiga evitar novos contágios nessas unidades. Os pacientes estão sendo monitorados diariamente pelas equipes. Estamos em contato com os abrigos de cada paciente repassando as informações do estado de saúde e as medidas que estão sendo tomadas com cada assistido. Nosso desejo não era que o número fosse alto, mas estamos fazendo o máximo possível para que haja todo o cuidado e que eles retornem recuperados para seus lugares de origem”, disse a coordenadora.

O espaço conta com a capacidade de 25 leitos, equipe formada por enfermeiras, técnicos de enfermagem e está sendo gerenciado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) que se responsabiliza pelo fornecimento de alimentação, produtos de higiene e limpeza e pelo encaminhamento de cuidadores, que fazem o acompanhamento dos idosos em suas atividades diárias e tratamento.

Os impactos psicológicos tanto do diagnóstico positivo como do isolamento também serão objetos da atenção desses colaboradores. A permanência dos idosos no Lar da Fraternidade será de, no máximo, 14 dias ou de acordo com avaliação da equipe de saúde.

 

 

Isolamento social fica em 38,8% na última segunda (24)

O índice de isolamento social de Teresina na última segunda-feira (24) foi de 38,8%, segundo dados da startup Inloco. Houve pouca diferença em comparação com a segunda-feira anterior (17), que registrou índice de 38,9%. Os dados colocaram a cidade em 15º lugar no ranking das capitais de todo o país. O Piauí, com 38,73%, ocupou a 9ª posição entre os estados.

A região que mais respeitou as medidas de isolamento foi a Centro/Norte, com 39,07% da população ficando em casa, seguida da Leste com 38,52% e Sul com 37,56%. A zona Sudeste, mais uma vez, apresentou o pior índice, de apenas 36,17%.

Os bairros que registraram os melhores índices de isolamento no primeiro dia desta semana foram São João (46,90%), Uruguai (45,33%), Memorare (45,20%), Jóquei (45,10%) e Olarias (44,95%). As piores taxas de isolamento ficaram nos bairros Cristo Rei (28,20%), Aroeiras (28,40%), Vale do Gavião (31,10%), Flor do Campo (31,20%) e Portal da Alegria (31,35%).

 

 

 

 

 

Teresina registra mais cinco óbitos e 225 novos casos de Covid-19

O Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou cinco óbitos decorrentes de complicações da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (24). Houve ainda 225 novos casos confirmados da doença. No total, a capital registra 882 mortes e 23.650 pessoas infectadas pelo novo Coronavírus.

Os novos óbitos notificados ocorreram nos dias 21, 22 e 24 de agosto. Entre os óbitos confirmados, um era do sexo masculino e os outros do sexo feminino. Os pacientes tinham 37 e 87 anos. Apenas um dos pacientes não tinha comorbidade, mas tinha idade avançada. Os demais apresentavam comorbidades como hipertensão arterial, diabetes, imunodepressão, doença neurológica, doença cardiovascular.

Os órgãos de saúde recomendam várias medidas para evitar a propagação da COVID-19. As principais são lavar as mãos com frequência, usando sabão e água ou álcool em gel, e manter uma distância segura de pessoas, especialmente aquelas que estiverem tossindo ou espirrando. Sempre usar máscara, principalmente quando não for possível manter o distanciamento físico, e não tocar nos olhos, nariz ou boca, além cobrir o rosto com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar. Também orientam que as pessoas fiquem em casa se estiverem indispostas e procurem atendimento médico ao apresentar qualquer sintoma de síndrome gripal.

Teresina terá flexibilização das atividades comerciais nos próximos sábados

Nos dois próximos sábados, 29 de agosto e 05 de setembro, Teresina terá flexibilização sobre o funcionamento das atividades econômicas. É o que estabelece o Decreto Nº 20.040, publicado nesta segunda-feira (24) pela Prefeitura de Teresina, e que autoriza, nestes dias, o funcionamento de mercados, supermercados, hipermercados, panificadoras e padarias, entre outros serviços e estabelecimentos comerciais.

De acordo com o Decreto, nos sábados (29 de agosto e 05 de setembro de 2020), estão autorizados a funcionar farmácias e drogarias; mercados, supermercados, hipermercados e congêneres; panificadoras e padarias; postos revendedores de combustíveis e o funcionamento e operação das atividades da base de combustível (terminal) e das atividades de distribuição de combustíveis; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta, gás de cozinha e água; órgãos e profissionais de comunicação; serviços e rituais religiosos; situações comprovadas de urgência e emergência.

“Estamos iniciando um processo de transição em relação aos finais de semana. Nos próximos sábados, mais estabelecimentos estarão autorizados a funcionar e, com o passar dos dias, vamos flexibilizar o funcionamento para os domingos também. Neste momento, mantemos o objetivo de seguir melhorando os índices de isolamento social, evitando a disseminação do novo Coronavírus na nossa cidade, tendo em vista que continuamos com o processo de reabertura das atividades econômicas”, destacou o prefeito Firmino Filho.

O Decreto também discorre sobre o funcionamento das atividades na cidade nos domingos, dias 30 de agosto e 06 de setembro de 2020. Nestes dias, podem funcionar farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta, gás de cozinha e água; órgãos e profissionais de comunicação; serviços e rituais religiosos; e situações comprovadas de urgência e emergência.

O Decreto autoriza ainda o funcionamento 24 horas, de segunda-feira a sábado, dos postos revendedores de combustíveis. Ficam autorizados também a funcionar neste período, os serviços públicos tais como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, bem como os estabelecimentos que funcionem operando fornos, em turnos ininterruptos de 24h. Todos os serviços e estabelecimentos devem respeitar as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo Coronavírus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

O descumprimento do Decreto, por qualquer estabelecimento, serviço e atividade que esteja em funcionamento ou que não esteja permitido funcionar resultará na aplicação de multas, intervenção total da atividade e cassação de alvará de localização e funcionamento. A fiscalização das medidas determinadas neste Decreto será exercida pela Guarda Civil Municipal e vigilância sanitária municipal, em articulação com os serviços de vigilância sanitária federal e estadual, e com o apoio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – STRANS, da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Secretaria de Transportes – SETRANS/PI.

Teresina tem isolamento social de 52,6% no domingo

Teresina registrou, no domingo (23), isolamento social de 52,6%, segundo levantamento da startup InLoco. Esse percentual colocou a cidade em quinto lugar no ranking das capitais.

O levantamento é feito diariamente pela startup recifense, por meio de georeferenciamento, tendo como base de dados os smartphones de quem mora na capital. Estes dados também mostram o desempenho de cada região da cidade e, no domingo, a região que mais respeitou o isolamento social foi a zona Sul, com 54,08%; seguida da zona centro-norte, com 53,34%; da zona leste, com 53,32%, e da zona sudeste, com 49,03%.

Quando analisados por bairros, os dados mostram que quem mais respeitou as determinações para ficar em casa foi a população do Angélica (65,20%), Matinha (64,90%), Ininga (61,04%), Santa Rosa (60,60%) e Cristo Rei (59,70%). Na outra ponta da tabela, com os menores percentuais de isolamento social estão os bairros Parque Brasil (39,30%), Comprida (41,90%), Flor do Campo (42,07%), Pedro Mole (43,17%) e Santo Antônio (45,85%).

O isolamento social aos finais de semana costuma apresentar números mais elevados devido às medidas restritivas mais duras implantadas pela Prefeitura de Teresina nos sábados e domingos, quando até mesmo as atividades essenciais ficam sem funcionar ou funcionam de forma restrita.

Decreto estende horários de funcionamento de serviços de saúde a partir desta segunda

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, assinou, nesta segunda-feira (24), o Decreto Nº 20.039 que estende o horário de funcionamento de estabelecimentos que prestam serviços de saúde na capital. A partir de hoje, podem voltar a funcionar, das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira, clínicas e consultórios odontológicos, de fisioterapia e terapia ocupacional, de psicologia, de fonoaudiologia e de nutrição. Estes estabelecimentos estavam sem funcionar e posteriormente passaram a oferecer serviços com horários reduzidos, devido às restrições impostas durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Continuam proibidos os atendimentos por demanda espontânea, sendo, portanto, necessário que todas as consultas, exames e procedimentos sejam agendados previamente.

O decreto mantém ainda a obrigatoriedade da realização de testes diagnósticos para a Covid-19 nos trabalhadores da iniciativa privada e nos servidores e empregados do serviço público que atuem nestas áreas.

Tanto os profissionais que trabalham nas clínicas e consultórios quanto os pacientes deverão seguir os protocolos de segurança que constam no decreto. Em caso de descumprimento, os estabelecimentos de prestação de serviços de saúde ficarão sujeitos à interdição total das atividades e cassação do alvará de localização e funcionamento.

Teresina registra mais dois óbitos e 45 novos casos de Covid-19

O Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou dois óbitos decorrentes de complicações da Covid-19 em Teresina, neste domingo (23). Houve ainda 45 novos casos confirmados da doença. No total, a capital registra 877 mortes e 23.425 pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Os novos óbitos notificados ocorreram nos dias 22 e 23 de agosto. Entre os óbitos confirmados, um era do sexo masculino e o outro do sexo feminino. Os pacientes tinham 76 e 87 anos e apresentavam comorbidades como doença neurológica e doença cardiovascular.

O número de óbitos de pessoas residentes de Teresina caiu 34,04% em 7 dias, segundo notificações consolidadas pelo COE/FMS. Mas as autoridades de saúde destacam a importância de se adotar as medidas de prevenção, como uso de máscara ao sair de casa, distanciamento de 2 metros entre as pessoas e evitar aglomerações.