Grupo pretende levar cultura para os mercados públicos de Teresina

Com investimentos do poder público, através das iniciativas culturais da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), os mercados públicos da capital deverão receber atrativos culturais com o intuito de oferecer cultura para a população. A iniciativa é de um grupo de artistas da zona Norte, que resolveram se unir para dar apoio àqueles que fomentam a cultura na periferia, principalmente aqueles que atuam nos mercados públicos.

O primeiro mercado a receber as atividades é o do Mafuá, na zona Norte, lá ocorrerá no próximo dia 07 de maio, o Mafuarte, evento com apresentações circenses, bandas locais, além de exposições de fotos e ainda pinturas digitais. As atrações são: Rigo/Jason, Caju Pinga-Fogo, Roque Moreira, Trupe do Sardinha, Assaí Campelo e Paulo Moura.

De acordo com Alexander Galvão, fotógrafo e documentarista e promotor do evento, o Mafuarte nasceu para relembrar os ensaios de uma banda que aconteceram no passado na feira do Mafuá, para ele, o mercado já tem uma tradição cultural muito forte, por isso foi o local escolhido para iniciar esse projeto. Alexander fala ainda que é preciso se apropriar desses espaços que há anos oferecem diversas opções culturais para a população, como por exemplo, a venda e troca de discos antigos, entre outros produtos de artistas locais.

“Aos sábados pela manhã nos reunimos no Mercado do Mafuá para os ensaios da Banda Eita Piula, era algo pequeno, porém movimentava a feira e servia como atrativo cultural para os trabalhadores e frequentadores. Agora queremos trazer de volta essa ideia, só que de uma forma mais ampla, chamando mais bandas e artistas para divulgarem seus trabalhos”, conta Alexander Galvão, reafirmando que a feira não é só um local de compra e vendas, na verdade é um espaço de troca de experiências culturais.

Para Ênio Portela, presidente da FMC, iniciativas como estas terão cada vez mais espaço dentro da gestão, uma vez que vai de encontro com a determinação do prefeito Dr. Pessoa, de levar cultura de forma igualitária para todos os teresinenses. Segundo o presidente, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves está 100% empenhada em dar total apoio a esses artistas, pois se trata de uma iniciativa popular que visa oferecer oportunidade para os artistas e ainda atrair mais clientes para esses espaços.

“Teresina é muito rica em cultura, por isso estamos nos esforçando e buscando mais recursos para que possamos abraçar mais iniciativas culturais. O Mafuarte é um evento inovador, pois une a arte com o empreendedorismo dentro destes centros comerciais”, diz Ênio Portela, enfatizando ainda que a FMC está aberta para qualquer tipo de ideia onde o povo seja o principal beneficiário.

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC, é o órgão da gestão municipal responsável pelas iniciativas culturais dentro de Teresina. Para mais informações sobre essas ações, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.

Em comemoração ao dia da Dança, Balé da Cidade de Teresina lança vídeo-coreografia

No dia Internacional da Dança, hoje (29) data criada pelo Comitê Internacional da Dança (CID) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 1989 em homenagem ao mestre do balé francês, Jean-Georges Noverre, o Balé da Cidade de Teresina lança o vídeo-coreografia “Eucalipos (um estudo de Corpônica)”.

Janaína Lobo, coordenadora artística do Balé da Cidade de Teresina, fala que a data é uma oportunidade para comemorar e refletir sobre a profissão da dança. “Datas como o Dia Internacional da Dança, que fazem a gente comemorar e reconhecer a nossa profissão, mas é sempre um momento para a gente refletir sobre todas as dificuldades que são históricas e não só de hoje”, comenta Janaína Lobo.

O vídeo foi criado a partir do espetáculo Corpônica (2018), do Balé da Cidade de Teresina, criado por Samuel Alvís. “Nós gravamos o vídeo em 2021, ainda em período de isolamento social. Buscamos um local que fosse aberto, ao ar livre, para fazermos uma interpretação de Corpônica, espetáculo que faz parte do repertório da companhia”, diz Chica Silva, diretora do Balé da Cidade de Teresina.

A gravação aconteceu na praça Teotonio Vilela, popularmente conhecida como Praça dos Eucaliptus, zona norte de Teresina. O vídeo está disponível no canal no Youtube da Companhia, no link: https://www.youtube.com/watch?v=AS-FKQMSCDs

Fotos: Ascom FMC

Dr. Pessoa renova e reajusta contrato com associação da Orquestra Sinfônica de Teresina

Prefeito Dr. Pessoa renova contrato com a associação que cuida da Orquestra Sinfônica de Teresina Fotos(Ascom/FMC)

Como forma de garantir a execução de vários projetos culturais em Teresina, o prefeito Dr. Pessoa renovou por cinco anos o contrato entre a Prefeitura Municipal de Teresina, Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves e a Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina. O novo contrato será válido até dezembro de 2026 garantindo mais segurança para os músicos e demais profissionais que prestam serviços na Orquestra Sinfônica, Orquestra Sanfônica, Orquestra de Violões, Orquestra Escola e da Banda 16 de Agosto e Banda Escola.

Além da renovação do contrato por cinco anos, o prefeito Dr. Pessoa, atendendo ao pedido do maestro Aurélio Melo, resolveu reajustar em 20% o valor mensal do contrato, que agora passa de R$ 416.437,42 para R$ 563,920,03. Para o prefeito, esse reajuste foi necessário, já que, além da estrutura para ensaios e apresentações, as orquestras precisam adquirir nossos equipamentos e ainda garantir a manutenção dos mesmos.

“As orquestras e a Banda 16 de Agosto têm um papel muito importante na cultura teresinense, por isso mantemos o nosso compromisso de valorizar a cultura local dando continuidade a esses projetos. Outra notícia boa é que os músicos também terão seus salários reajustados, pois sei que muitos foram prejudicados por conta da pandemia. Por isso, resolvi, em comum acordo com o maestro Aurélio Melo e o presidente da FMC, Ênio Portela, autorizar os recursos para que os músicos pudessem ter esse aumento no salário”, disse o prefeito Dr. Pessoa, enfatizando que, em breve, Teresina terá mais novidades na área da cultura.

Para Ênio Portela, com a renovação deste contrato, quem sai ganhando é o povo de Teresina, principalmente aqueles que moram na periferia e na zona Rural, que também deverão receber nos próximos meses concertos e ensaios. Ênio Portela fala ainda que o aumento dado ao projeto e aos músicos é mais que merecido, pois são profissionais que estudaram muito e que hoje trabalham diuturnamente para valorizar a cultura da cidade de Teresina.

“Além dos concertos e ensaios que nesta gestão ocorrem por toda a cidade, os músicos das orquestras também ministram aulas para aqueles que desejam aprender a tocar algum instrumento e se inserir no mercado musical. Cito como exemplo o Projeto Banda Escola, que também está inserido neste contrato. Ele ocorre em todas as zonas da cidade, e vem tirando muitos jovens do mundo da criminalidade, sendo que muitos deles acabam se inserindo nas orquestras, tendo ainda casos de ex-integrantes que hoje estão atuando em bandas nacionais”, enfatiza Ênio Portela.

Otimista com a renovação do contrato, o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina, falou sobre o contrato de gestão que teve que ser refeito por conta do término do último contrato. Para ele, o sentimento é de orgulho e gratidão, pois com o novo contrato, a orquestra conseguirá rever tudo aquilo que foi perdido ao longo dos últimos 20 anos, onde não houve ajustes financeiros ideais para o funcionamento dos projetos.
“Por conta da inflação, perdemos muito, tínhamos até dificuldades para fazer a manutenção dos equipamentos, porém, agora com esse reajuste de 20%, conseguiremos pôr em prática todos nossos projetos sem haver as dificuldades de antes. À gestão municipal, o nosso parabéns, pois estamos se sentindo valorizados, respeitados, pois sem a manutenção adequada ficaria inviável continuar os trabalhos que realizamos”, afirma o maestro Aurélio Melo, parabenizando mais uma vez o prefeito Dr. Pessoa e o presidente Ênio Portela pelo olhar diferencial da cultura do município.

Para acompanhar os investimentos da Prefeitura Municipal de Teresina na área da cultura, basta seguir a página @cultura_the no Instagram, ou acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br.

Orquestra de Violões de Teresina celebra neste domingo (24) o Dia Nacional do Choro

Após dois anos sem contar com a presença de público nos palcos, a Orquestra de Violões de Teresina (OVT), que é um projeto mantido com recursos da Prefeitura de Teresina (PMT), por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), retorna com suas atividades trazendo uma homenagem ao Dia Nacional do Choro. O evento será gratuito e ocorrerá neste domingo, 24 de abril, às 11h, no Palácio da Música, localizado na Rua Santa Luzia, 1241, Centro/Sul.

Para participar, o interessado deverá apenas comparecer ao local no horário do evento, portando o passaporte da vacina contra a Covid-19, como também utilizar a máscara protetiva durante toda a permanência no local. Além da OVT, o público também contará com outras apresentações artísticas de Teresina, como Anderson Nóbrega (violão 7 cordas), Josué Costa (violão), Marcell Régis (cavaquinho) e Fausto Brandão (pandeiro), além de convidados especiais como Luiza Miranda, Wilker Marques, Tarcísio Vilarinho, Wellington Torres, Luiz Queiroz e Trio Sanhaço, trazendo grandes clássicos do repertório.

Segundo Ravi Cordeiro, responsável pela coordenação dos projetos da OVT, além da homenagem ao Dia Nacional do Choro, o evento tem como objetivo promover a orquestra no cenário cultural, que de acordo com ele, ainda segue instável por conta da pandemia do Coronavírus. Ainda de acordo com Ravi Cordeiro, ao longo de 2022, a OVT irá desenvolver vários projetos inéditos, como por exemplo, um documentário e um DVD de trabalho.

Orquestra de Violões faz apresentação nesse domingo. Fotos: Ascom FMC

“A marca do choro é a sofisticação. Uma música popular tão sofisticada, com tanta riqueza melódica, rítmica, harmônica, e que dá margem a muito improviso. Um improviso diferenciado, completamente brasileiro”, diz Ravi Cordeiro, enfatizando que os músicos da orquestra estão bem otimistas com esse retorno do público nas apresentações.

De acordo com Ênio Portela, presidente da FMC, a Orquestra de Violões de Teresina também trabalha com a formação de novos violonistas, através de cursos realizados nos teatros municipais e em outros diversos espaços da capital. Ele conta ainda que em breve a OVT e a gestão municipal estarão ampliando as ofertas de cursos de violão, dando mais oportunidade ao povo teresinense.

“Dentre os vários projetos culturais tem esse da Orquestra de Violões, que cada vez mais vem ganhando espaço no cenário cultural. Nela temos diversos profissionais, que além de encantar o público com o som que sai do violão, também se dedicam em repassar para o teresinense conhecimento técnico”, conta Ênio Portela, reafirmando o compromisso da gestão administrada pelo prefeito Dr. Pessoa com a cultura e com os artistas locais.

As informações sobre essa e outras apresentações, bem como disponibilidades de cursos, e as demais ações da gestão municipal na área da cultura podem ser consultadas na página @cultura_the no Instagram, bem como no site cultura.pmt.pi.gov.br.

Casa da Cultura receberá exposição de arte Minhas Vivências

A Casa da Cultura, que nos últimos meses recebeu mais de seis exposições abordando não só a cultura local, mas também a mundial, receberá a exposição de arte Minhas Vivências, do artista plástico piauiense, Herbert Veras. A vernissage, abertura da exposição, ocorrerá no dia 20 de abril, às 18 horas e contará com a participação da Orquestra de Violões de Teresina, como uma forma de abrilhantar ainda mais o evento, e ainda atrelar música e arte teresinense.

Para Herbert Veras, artista plástico, aproveitar o espaço da Casa da Cultura para expor suas obras de artes é aproximar a cultura da população. Segundo ele, as temáticas utilizadas nas suas obras são sobre anatomia humana com sensualidade, ligada a curvas e movimentos.

“É importante apresentar ao público obras sobre vivências locais dos nossos artistas teresinenses. A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, vem apoiando essas iniciativas, fazendo com que os artistas locais sejam mais valorizados”, conta Herbert Veras.

A exposição Minhas Vivências ficará disponível à população até o início do próximo mês na nova Casa da Cultura, localizada na Rua Elizeu Martins, esquina com 7 de setembro, número 1426, em frente à praça João Luís Ferreira – Centro/Norte.

O artista, Herbert Veras começou a sua carreira artística participando de várias exposições coletivas, duas organizadas pela PRODART (Salão de Arte Santeira) pelo qual foi premiado como o 3º lugar na segunda edição do salão, participou também das exposições coletivas promovidas pelo CA de Artes visuais (Prato Cheio com Arte) quando ainda cursava artes visuais na UFPI, entre outros trabalhos.

Informações para visitantes

Taxa de serviço: R$: 2,00 por pessoa

Agendamento de visitação: (86) 99402-5428 – telefone ou (86) 98864-2231 – WhatsApp

Via Sacra do Monte Castelo inicia nesta quarta-feira (13)

Retornando após uma pausa por conta das restrições provocadas devido a pandemia do coronavírus, a tradicional Via Sacra do Bairro Monte Castelo, inicia às 19h desta quarta-feira (13/04), no Espaço Cultural Professor Wall Ferraz, na zona Sul de Teresina.

Na sua 36° edição , o espetáculo que conta um pouco da vida de Jesus Cristo na terra, contará com apoio da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC).

De acordo com Rodervaldo Medeiros, produtor do espetáculo, a edição deste ano vem com várias novidades, inclusive com a participação de vários convidados locais e nacionais. Segundo ele, participarão da encenação os atores Francisco Carvalho (João Batista), Roberto Rowntree (Pilatos), Pilar Costa (Maria Cleofas), além das misses Cecília Almeida (Demônio) Emylle Costa (Cláudia) Gaby Lacerda (Salomé).

“Além destes, teremos um elenco local, totalizando a participação de 350 pessoas, entre atores, figurantes e equipe técnica. Serão três dias de espetáculo gratuito, uma oportunidade para os teresinenses conhecerem melhor a história de Jesus Cristo”, conta Rodervaldo Medeiros, enfatizando ainda que este ano o espetáculo pretende ser mais emocionante, isso por conta da pausa provocada pelo momento pandêmico.

Para Ênio Portela, presidente da FMC, Teresina só tem a ganhar investindo em cultura, principalmente nessa que conta uma história marcante para o povo. Ele conta que com os fins de algumas restrições, a gestão municipal vem se preparando para aos poucos retomar as grandes atividades culturais.

“Já recebemos a determinação do prefeito Dr. Pessoa para buscarmos recursos para que retornemos com o calendário cultural do município, para isso nossos técnicos já estão trabalhando na elaboração de projetos, como também buscando ampliar as parcerias com grupos culturais, a exemplo dessa parceria com o Grupo de Teatro do Monte Castelo”, confirma Ênio Portela.

A Via Sacra do Monte Castelo acontecerá nos dias 13,14 e 15 de Abril no Espaço Cultural Prof. Wall Ferraz, no Bairro Monte Castelo, sempre a partir das 19hs. O resumo do espetáculo também poderá ser visualizado no site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves que é o cultura.pmt.pi.gov.br ou na página @cultura_the no Instagram.

Fotos: Ascom FMC

Multidão acompanhou o primeiro dia da Paixão de Cristo de Teresina

Paixão de Cristo encenada pela Companhia Ato de Teatro, do bairro Lourival Parente Fotos(Ascom/FMC)

Com investimentos da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio das ações de descentralização da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), foi realizado, nessa quarta-feira, 6, o primeiro dia do espetáculo Paixão de Cristo, realizado pela Companhia Ato de Teatro, formado por atores do bairro Lourival Parente. A primeira noite de encenação ocorreu no Parque Lagoas do Norte, que fica no bairro Matadouro e contou com a presença de dezenas de moradores da região, que atentamente acompanharam cada passo dos atores que lá representaram um pouco da história da morte e ressuscitação de Jesus Cristo.

Para Ênio Portela, presidente da FMC, que também prestigiou o espetáculo, o público presente confirmou que a gestão municipal vem acertando em descentralizar suas atividades culturais, levando a cultura para mais perto do povo. Ainda de acordo com o presidente, o mesmo espetáculo deverá ocorrer em outras regiões da cidade, gerando mais oportunidades para aqueles que desejam acompanhar um pouco dessa linda história de Jesus Cristo.

“Iniciamos aqui no bairro Matadouro e nesta quinta-feira (7), iremos para o bairro Mocambinho, no dia 10 será a vez da Nova Ceasa, isso com a encenação promovida pela Companhia Ato de Teatro. No dia 12, teremos na Câmara Municipal de Teresina, o lançamento da Paixão de Cristo do Grupo de Teatro do Monte Castelo, que de 13 a 15 deste mês, estará se apresentando no Espaço Cultural Wall Ferraz, no bairro Monte Castelo, evento que também tem apoio da Prefeitura de Teresina”, confirma Ênio Portela.

Para Dilcon Carvalho, ator e diretor da Companhia Ato de Teatro, o apoio da gestão municipal tem sido fundamental para que a companhia pudesse voltar aos palcos, após o período mais rigoroso da pandemia do Coronavírus. Ele conta que ficou feliz com o apoio dado e garante que, para 2023, a companhia pretende atender um número maior de comunidades a fim de levar o espetáculo para todas as zonas da cidade.

“Estamos levando até o povo um resumo dos últimos momentos de Jesus Cristo na terra, mostramos a sua morte como também a sua ressurreição. Foi muito bom voltar a ter esse contato direto com o povo, ver os olhos atentos de cada um e, no final, sermos aplaudidos de pé”, conta Dilcon Carvalho.

Ao lado da família, Maria José parabenizou a Prefeitura de Teresina por ter escolhido o Parque Lagoas do Norte para receber uma das encenações da Paixão de Cristo. Ela conta que a atitude da gestão municipal levou as pessoas até o parque e gerou renda para alguns moradores da comunidade que aproveitaram a movimentação para comercializarem seus produtos.

“Esperamos que o prefeito Dr. Pessoa continue olhando por esse parque tão lindo, é muito bom termos aqui essas opções culturais, pois, para muitos de nós, é impossível ir para locais distantes acompanhar apresentações como esta”, fala Maria José.

Para mais informações sobre as ações da Prefeitura de Teresina na área da cultura, basta acessar o site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves que é o cultura.pmt.pi.gov.br, as informações também estão disponíveis na página cultura_the no Instagram e Cultura Teresina no Youtube.

Vem pra Ponthe movimenta mais um domingo no Complexo Cultural da Ponte Estaiada

O Complexo Cultural da Ponte Estaiada, voltou a receber neste domingo (02), mais uma edição do “Vem Pra Ponthe”. O tradicional evento de exposição de carros antigos, contou ainda com feira de empreendedorismo e atrações culturais como a banda Power Commander e o DJ Marceleleco.

Segundo Márcio Almeida, que atua na organização do Vem pra Ponthe, o apoio da Prefeitura de Teresina tem sido fundamental para manter viva essa iniciativa.

“Com esse apoio, da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), o Vem pra Ponthe vem dando mais visibilidades a cultura de se preservar veículos antigos, como também aos empreendedores locais que aproveitam o evento para divulgarem seus trabalhos”, esclarece Márcio Almeida.

O organizador do evento finaliza afirmando que o evento vem cada vez mais se intensificando e crescendo. “Estamos felizes, pois a cada nova edição aumenta o nosso número de público e participantes. E gostaria de convidar quem ainda não conhece o nosso evento para conhecer esse movimento tão bonito, que contará com mais uma edição no próximo domingo, dia 10 de abril”, pontua.

Antônio Filho, que esteve prestigiando o Vem pra Ponthe, afirma que ficou muito satisfeito. “Gostei muito de participar e garanto que tratei mais pessoas conhecer esse evento que não deixou nada a desejar e que tem movimentado as manhãs de domingo em nossa cidade”, afirma.

O Complexo Cultural da Ponte Estaiada fica localizado na Avenida Raul Lopes, no Bairro de Fátima, zona Leste de Teresina. O espaço é ao ar-livre e conta com acessibilidade, segurança e um amplo estacionamento. Os interessados em realizar eventos em um dos espaços que compreendem a ponte, devem entrar em contato com a SEMDEC para o agendamento prévio, através do número: (86) 99554-1315.

Foto: Divulgação (Semdec)

Orquestra Sanfônica de Teresina fará concerto no Palácio da Música

Na próxima quinta-feira (07/04), será a vez da Orquestra Sanfônica de Teresina (OSTHE), com seus 18 integrantes retornarem aos palcos com suas apresentações públicas pela capital. Com um concerto que pretende emocionar os amantes do som que sai de uma sanfona, os membros da OSTHE prepararam um amplo repertório para comemorar esse retorno.

Para o maestro Ivan Silva, este será um retorno marcado por muitas emoções, isso por conta da orquestra ter passado quase dois anos sem realizar apresentações com público, público este que dá mais gás para que os sanfoneiros continuem a manter viva essa tradição nordestina. Ele conta ainda que este retorno também mexe com o emocional dos integrantes da OSTHE, pois mesmo sabendo que a internet aproxima as pessoas, um concerto onde o público não está na plateia, oferecendo calor humano, não tem a mesma emoção.

“Ao longo destes dois anos participamos de ensaios, apresentações virtuais e outras pequenas apresentações por diversos pontos da cidade, foi uma experiência nova que tivemos que viver por conta do momento pandêmico. Agora, vamos aos poucos retornando nossas atividades com o público presente, por isso esperamos que os teresinenses compareçam ao nosso concerto, para que juntos possamos fazer uma bela festa”, conta o maestro Ivan Silva.

O concerto da Orquestra Sanfônica de Teresina ocorre nesta quinta-feira (07/04), às 19h, no Palácio da Música, que fica localizado na Rua Santa Luzia, 1241 – Centro/Sul. A entrada do concerto é gratuita, devendo o público fazer o uso de máscara de proteção e atender todas as outras medidas de proteção exigidas pelos órgãos de saúde.

Foto: Divulgação (FMC)

A Orquestra Sanfônica de Teresina comemora neste ano, 09 anos de existência, a mesma é um projeto cultural desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC). Para mais informações sobre este projeto, bem como os demais projetos realizados pela gestão municipal na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.

Foto: Divulgação (FMC)

Bolachada: evento irá reunir amantes do vinil na Ponte Estaiada

Evento vai reunir amantes do vinil na Ponte Estaiada Foto(Ascom/FMC)

O Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica localizado no bairro de Fátima, na zona Leste de Teresina, receberá, no próximo sábado (2), o “Bolachada”, evento que reunirá teresinenses amantes do vinil. O evento é gratuito e ocorrerá a partir das 16h, tendo o participante a oportunidade de vender ou trocar seus vinis, além de participarem de exposições e audições de suas bolachas.

Segundo Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), durante o “Bolachada”, o participante poderá doar alimentos que serão revertidos para famílias carentes de Teresina, principalmente aquelas que foram vítimas das cheias dos rios e lagos. Para o gestor da cultura, o evento também é uma oportunidade para encontros em familiares, tendo o visitante as várias opções de lazer em um só espaço.

“Estamos saindo de algumas restrições sanitárias, por isso nossa expectativa é de que as famílias voltem a se encontrar nesses ambientes abertos da capital. Além disso, continuaremos a atender a determinação do prefeito Dr. Pessoa de continuarmos investindo em artistas locais, que foram os mais afetados com as medidas restritivas devido a pandemia do coronavirus”, conta Ênio Portela.

Para Ednardo Leão, produtor geral do evento, o “Bolachada” é um evento que também contará com apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e diversos outros parceiros, tudo para garantir um ambiente completo para os visitantes. De acordo com o produtor, o apoio da Prefeitura de Teresina está sendo fundamental para a realização do evento, tão esperado pelos amantes do vinil.

“Além do vinil, teremos discotecagem com DJ Barão e XSony, e ainda apresentações de Rigo e Roque Moreira. Será um evento totalmente familiar, por isso fazemos o convite para que todos venham participar”, comenta Ednardo Leão.

Para mais informações sobre o “Bolachada”, basta acompanhar as redes sociais da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, (@cultura_the no Instagram) e (Cultura Teresina no Facebook e no Youtube). As informações deste e de outros eventos também estão disponíveis no site cultura.pmt.pi.gov.br.