Professores da Rede Municipal utilizam a criatividade para ensinar os alunos pela internet

Em meio ao período de isolamento social para reduzir as chances de transmissão do novo coronavírus, as unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina tiveram suas aulas suspensas temporariamente, mas o aprendizado não parou. Professores estão se esforçando para manter um ritmo de aulas à distância, e os alunos aprovaram a iniciativa. (mais…)

PMT suspende atividades administrativas nas escolas e restringe funcionamento da Semec

Em razão dos riscos de transmissão do coronavírus e acompanhando as medidas emergenciais adotadas pela Prefeitura de Teresina em todas as áreas, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) baixou uma nova portaria sobre o funcionamento das unidades de ensino da Rede Municipal e também da sede da Secretaria.

A partir desta segunda-feira (23), está suspenso o funcionamento administrativo nos Centros Municipais de Educação Infantil e nas escolas municipais de Ensino Fundamental, permanecendo no prédio somente o agente de portaria. Nas unidades de ensino que receberão a campanha de vacinação contra a influenza, a equipe gestora estará na escola em sistema de revezamento, garantindo o funcionamento durante a campanha.

Já nos prédios da Semec, está suspenso o atendimento ao público externo, com exceção dos agendamentos realizados pelo gabinete do secretário. As equipes administrativas cumprirão suas atividades também em sistema de revezamento, evitando aglomerações e circulação de pessoas nos prédios. Os prazos de processos também estão suspensos temporariamente.

De acordo com o secretário municipal de Educação Kleber Montezuma, as medidas são essenciais para o enfrentamento da emergência de saúde pública. “Precisamos reduzir as possibilidades de contágio do coronavírus e também manter, na medida do possível, as prestações de serviços públicos educacionais. Vamos continuar seguindo todas as orientações dos órgãos de saúde”, disse.

Inscrições dos Jogos das Escolas Municipais de Teresina serão pela internet

Ascom/Semec

Adotando medidas de segurança por conta do aumento no número de casos do novo Coronavírus (Covid-19) pelo mundo e os alertas de chegada ao Piauí, a coordenação de Divisão de Esportes da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) está suspendendo a data da reunião agendada para dia 20 de março, que trata do XXVI Jogos das Escolas Municipais de Teresina – JET’s 2020.

A medida visa quebrar a corrente de propagação da doença, evitando o contato entre as pessoas e protegendo especialmente os grupos de risco. Segundo a Fundação Municipal de Saúde, a prevenção com o isolamento é a melhor forma de proteção.

A Divisão de Esportes segue as orientações da Portaria nº  231/2020/GAB/SEMEC e o Decreto nº 19.532/2020, que tratam das ações para impedir a disseminação do Coronavírus (Covid-19) em Teresina.

Orientações:

1. As inscrições, bem como regulamento geral e específico das modalidades individuais, estarão disponíveis no site da SEMEC (http://semec.pmt.pi.gov.br/) a partir do dia 23 de março;

2. A entrega poderá ser feita diretamente na sala da Divisão de Esportes/GAE/SEMEC, nas datas limites respectivas de cada evento.

Em caso de dúvida, entrar em contato pelo telefone 3223–6355, falar com a professora Quéreem Barbosa.

Semec vai enviar mensagens informativas para pais de alunos pelo celular

Ascom/Semec

Os alunos da Rede Municipal de Ensino de Teresina estão de férias antecipadas e ficarão em casa por pelo menos 15 dias. As escolas cumprem medidas de prevenção contra o coronavírus. Para manter os pais informados sobre a reorganização do calendário escolar e até passar dicas de proteção contra a pandemia, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) vai potencializar o uso do MobiEduca.Me.

Nesta quinta-feira (19), a equipe responsável pela ferramenta pedagógica esteve na Semec para planejar uma expansão da parceria. O MobiEduca.Me contribui no processo de comunicação com as famílias, monitoramento do fluxo escolar e gerenciamento das avaliações. Agora, vai ser um importante canal de disseminação das informações relacionadas ao coronavírus e a educação.

Até o início deste ano, o sistema funcionava em 61 escolas municipais. Com a iniciativa da expansão, passa a contemplar todas as 150 unidades de Ensino Fundamental, beneficiando cerca de 65 mil famílias. Enquanto aguarda o retorno das aulas para iniciar as novas ações, o MobiEduca.Me será utilizado para o envio de informativos aos pais.
De acordo com a secretária executiva de Ensino, Irene Lustosa, a Secretaria estuda a possibilidade de emitir também atividades pedagógicas para os alunos por meio do celular.

“Essa é uma ferramenta de gerenciamento da Rede que nos traz muitas possibilidades, inclusive a interação institucional com os pais. Até então estava em parte das nossas escolas, agora é ampliada em um momento importante, em que precisamos manter os alunos informados sobre tudo que está acontecendo na cidade. Pretendemos, ainda, retomar a interação pedagógica com os estudantes, caso haja continuidade desse período de férias. Planejamos enviar sugestões de exercícios, atividades, leituras, para que o tempo em casa seja proveitoso”, afirma Irene.

O analista de negócios Antônio César explica como vai funcionar o sistema. “A tecnologia é uma aliada da Rede Municipal de Ensino de Teresina a medida que sistematizamos os dados para um melhor acompanhamento do desempenho de escolas e alunos. Nesse momento, pretendemos aproximar ainda mais todos os atores educacionais por meio do Mobi Família, uma ferramenta que os pais já conhecem, mas ganha novidades para mantê-los informados durante o período de antecipação das férias. A ideia é que os pais tenham o aplicativo instalado nos seus celulares e acessem todas as informações”, finaliza.

Aulas nas escolas municipais estarão suspensas a partir desta quinta-feira (19)

Com o aumento do número de casos do novo coronavírus pelo mundo e os alertas de chegada ao Piauí, estarão suspensas, a partir desta quinta-feira (19), as aulas nas unidades de ensino da Rede Municipal. A Secretaria Municipal de Educação (Semec) vai antecipar as férias escolares por um período de 15 dias, dispensando a frequência de quase 90 mil alunos e professores. A recomendação é para que os estudantes fiquem em casa e sigam as orientações das autoridades de saúde.

As unidades de ensino permanecem funcionando com o quadro administrativo. Também terão férias antecipadas os servidores com sintomas respiratórios, febre, maiores de 60 anos, com doenças autoimunes ou que tenham retornado de viagem internacional nos últimos dez dias.

A medida visa quebrar a corrente de propagação da doença, evitando o contato entre as pessoas e protegendo especialmente os grupos de risco. Segundo a Fundação Municipal de Saúde, a prevenção com o isolamento é a melhor forma de proteção.

O prefeito Firmino Filho esteve reunido com os gestores municipais para elaborar um plano de ação para a cidade. Uma série de medidas estão sendo tomadas em todas as áreas, especialmente no sentido de informar a população, evitar aglomerações e fortalecer a rede de saúde.

O prefeito baixou um decreto com orientações para as escolas, e a Semec está enviando cópias da portaria assinada pelo secretário Kleber Montezuma com medidas preventivas contra o coronavírus.

“Precisamos nos cuidar, evitar aglomerações e seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Municipal de Saúde, bem como dos órgãos e entidades de saúde estadual e municipal. Foi necessária uma reorganização das atividades escolares, assim temos uma maior proteção coletiva”, declarou Montezuma.

DECRETO E PORTARIA

Reajuste dos professores é aprovado na Câmara Municipal de Teresina

O projeto de reajuste do piso dos professores da Rede Municipal de Teresina foi aprovado nesta terça-feira (17) pelos vereadores em votação na Câmara Municipal. Na contramão da maioria das capitais brasileiras, Teresina vai conceder reajuste de 12,84%.

O professor em início de carreira na Prefeitura, cumprindo carga horária de 40h semanais, passa a receber R$ 4.267,93, remuneração maior que o fixado pelo Ministério da Educação para 2020, que é de R$ 2.886,15. Ao comparar a inflação acumulada no período de 2013 a 2020 e os reajustes concedidos aos professores municipais no mesmo período, a categoria teve ganho real no salário de 34,66%.

O aumento contempla também as gratificações, que podem ser incorporadas à aposentadoria.  Além do valor fixado como vencimento, os docentes têm direito a acréscimos nos salários a partir de suas titulações. A gratificação é de 10% para especialização, 20% para mestrado e 40% para doutorado.

Devido aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) o município vai parcelar o reajuste em duas vezes. A metade do reajuste será concedida na folha de pagamento do mês de março, sendo retroativo a janeiro. A partir de agosto será paga a segunda metade do aumento. “Desta forma conseguiremos conceder o reajuste integral aos professores, mantendo nossa política de valorização da carreira e não comprometendo a saúde financeira do município”, declara o secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Nonato Moura.

 

Pais de alunos atendidos pelo CMAM participam de palestra sobre educação dos filhos

Ascom/Semec

Os pais de alunos atendidos pelo Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar Professora Ceiça Carvalho (CMAM) participaram de palestra sobre a parceria escola e família. Na ocasião, a psicóloga Andréia Leite realizou o lançamento do seu primeiro livro “Relação Pais e Filhos e Desenvolvimento Mental de Crianças”.

O livro é uma coletânea de 17 artigos escritos a partir dos relatos de pais atendidos pelo CMAM. Segundo a psicóloga Andréia Leite, os pais precisam entender o papel fundamental que cumprem na educação da criança. “A escola não consegue fazer nada sozinha, é preciso que os pais compreendam a importância de estabelecer limites e oferecer carinho, isso faz toda a diferença na vida escolar da criança”, explica.

O CMAM é um serviço de parceria entre a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). O Centro atende crianças e adolescentes com idades entre cinco e 16 anos e que são encaminhados pelas escolas da Rede Municipal com suspeita de algum transtorno, como dislexia, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDH), transtornos emocionais e de fala. Além de consultas e terapias com uma equipe de profissionais diversos, o Centro disponibiliza especialistas para apoiar diretamente as escolas, com palestras e orientações até para os pais.

“Em três anos, nós já atendemos 1.229 alunos da Rede Municipal de Ensino de Teresina, somando um total de 4.064 atendimentos médicos, 275 alunos atendidos com terapia e 32.177 sessões terapêuticas”, afirma Daniela Escórcio, diretora do CMAM. Ela diz ainda que o livro da psicóloga Andréia Leite é uma forma de orientar os pais como lidar com determinados assuntos. “Cada etapa tem suas dificuldades e conquistas, pois ocorrem em momentos diferentes”, conclui.

Ascom/Semec

Alunos de escolas municipais são preparados para ser campeões de xadrez

O xadrez já vem fazendo sucesso entre os alunos das escolas municipais de Teresina há um tempo e agora a Prefeitura de Teresina aposta na formação de grandes campeões da modalidade. A partir de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) com a Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV) e a Federação Piauiense de Xadrez, teve início no último dia 14 o projeto de aulas de xadrez aos sábados, que já está em seu segundo ano.

São 43 alunos que foram selecionados para receberem uma formação completa em xadrez. São jovens do 6º e do 7º ano do Ensino Fundamental que possuem pouco contato com a modalidade, mas demonstram talento e disposição para quatro anos de estudos aos finais de semana. As aulas acontecem na Escola Municipal Murilo Braga, mas reúnem alunos de 13 unidades de ensino.

A formação é conduzida pelo enxadrista profissional Júlio José, membro da Federação de Xadrez. Segundo o professor, o objetivo é aprofundar o contato dos alunos com o xadrez a partir da identificação de potenciais. “Vamos prepará-los a partir das técnicas do xadrez de competição e aprimorar esses talentos”, disse Júlio.

Além de serem lapidados para competições de alto nível, os estudantes devem melhorar o desempenho acadêmico com o projeto. A ideia partiu do próprio prefeito Firmino Filho, que vê no xadrez uma ferramenta pedagógica para o ensino da matemática e de valores como respeito, disciplina e concentração.

De acordo com uma das coordenadoras do projeto na SEMEC, Regina Soares, os benefícios estão ligados à formação integral dos jovens. “O projeto contribui com o desenvolvimento das habilidades em vários aspectos, inclusive nas disciplinas escolares a partir da interpretação, do raciocínio lógico e do foco. São alunos que já têm afinidade com a modalidade, então vamos formar campeões no xadrez e em sala de aula”, destacou.

 

Formação prepara professores para fortalecer o ensino da matemática e língua portuguesa

Ascom/Semec

Nesta sexta-feira (13), professores de matemática e de língua portuguesa da Rede Municipal de Ensino estão participando de capacitação do Programa Mais Educação Municipal, no Centro de Formação Professor Odilon Nunes. O objetivo é debater, planejar e testar atividades práticas que serão levadas para aulas extras com os alunos das turmas de 3º, 4º e 8º anos do Ensino Fundamental.

Luzia Carvalho, gerente dos anos iniciais da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), explica que são 274 professores de 146 escolas participando das formações para atender 2.555 alunos. Segundo ela, o Programa Mais Educação Municipal é de grande importância, por ampliar a carga horária para reforçar as habilidades que os alunos não consolidaram.

“As aulas acontecem diariamente com carga horária de 3 horas durante o contraturno de estudo. Essa é mais uma ação da Semec no cuidar dos alunos, não deixando nenhum com dificuldades e ajudando a avançar no conhecimento”, destaca.

Para reforçar ainda mais as aulas do Programa, o número de alunos é reduzido, oferecendo um atendimento mais individualizado. “Nas turmas do 3º e do 4º anos, cada professor fica com 5 alunos, e as turmas de 8º ano são 10 alunos por professor. Isso possibilita um maior aprofundamento dos conteúdos e um melhor resultado no aprendizado dos alunos”, conclui.