Dia D da Alfabetização: alunos participam de atividades de leitura na Escola Municipal Mocambinho

Ascom/Semec

Hoje, (14), é comemorado o Dia Nacional da Alfabetização e para comemorar a data as Escolas da Prefeitura realizam diferentes momentos com os estudantes, intensificando as atividades de leitura que vem sendo realizadas. Na Escola Municipal Mocambinho, zona Norte de Teresina, os alunos participaram do Dia D da Alfabetização.

A escola organizou um bonito evento, onde aproximadamente 300 alunos de turmas do 2º ao 5º ano se envolveram e participaram de apresentações teatrais, musicais, exposição de trabalhos e contação de histórias.

“Quando se pensava em alfabetização antigamente, era somente aprender a ler e escrever, hoje entendemos que o contato da criança com o livro cada vez mais cedo traz o empoderamento do conhecimento. Esse é um recurso essencial para ampliar as possibilidades de desenvolvimento intelectual e afetivo dos alunos, fazendo com que descubram cedo o prazer das letras, entrando logo em contato com as primeiras etapas do processo de alfabetização”, explica Diógenes Meireles, diretor da escola.

A professora Lunalva Nunes coordenadora dos projetos de alfabetização na unidade de ensino, explica que a escola realiza atividades diferenciadas com foco na leitura e escrita. “São momentos com diferentes ações, como leituras de livros, parlendas e poesias. Cada sala de aula desenvolve um projeto e hoje é a culminância onde os alunos estão apresentando os resultados através de música, dramatização, dança e declamação de poesias”, pontua.

Andréa Aguiar, professora de língua portuguesa das turmas do 2º ano destaca sobre as atividades desenvolvidas. “Durante o ano a turma desenvolveu o projeto ‘Diversidade textual, o conhecimento que gera alegria’, onde foram trabalhadas diversas obras literárias e dentro de cada obra era realizado o estudo dos autores, além de diferentes gêneros textuais. Hoje no dia D da Alfabetização, estamos trabalhando o livro ‘Menina Bonita do laço de fita’. Os alunos realizaram a dramatização e musical da história. Está sendo um momento de muita aprendizagem para os alunos”, conclui.

Projeto Lei Maria da Penha em Cordel nas escolas retoma as atividades na segunda-feira (18)

Ascom/ Semec

As atividades do Projeto Lei Maria da Penha em Cordel retornam às escolas municipais na segunda-feira (18). Levando versos de cordel de forma educativa para a conscientização de crianças sobre a violência doméstica, a ação acontece entre os dias 18 e 22 de novembro em 10 escolas espalhadas em Teresina.

O cordelista Tião Simpatia é quem vai comandar as atividades, fazendo a leitura dos cordéis com as crianças. Versos como “A Lei Maria da Penha está em pleno vigor. Não veio para punir homem mas para punir agressor. Pois em mulher não se bate nem mesmo com uma flor”, devem ser compartilhados com mais de 7.430 alunos somente durante esse segundo semestre. As escolas municipais Professor José Gomes Campos e Poeta da Costa e Silva irão abrir a nova etapa de atividades.

“Esse projeto vem sendo executado há mais de cinco anos. A gente utiliza a metodologia do lúdico, faz a leitura dos cordéis de forma integrativa com as crianças. Durante o ano, fazemos também a capacitação com os pedagogos, para que eles consigam desenvolver uma prática com os alunos, então os alunos já chegam sabendo como vai acontecer”, explica Lidiane Oliveira, gerente de Enfrentamento da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres.

Nesta nova etapa de atividades do projeto, a grande novidade será a abordagem especial voltada para os meninos. A ideia é engajar esse público visando à campanha de 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, que este ano terá como foco o público masculino.

O projeto faz parte de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e a Secretaria Municipal da Educação (Semec). Mais de 70 mil crianças já foram atendidas, em mais de 180 escolas em toda a capital.

Programa Diálogos Socioemocionais apresenta excelentes resultados nas escolas

Os alunos das escolas municipais de Teresina estão aprendendo a gerenciar emoções, liderar equipes, enfrentar problemas e desenvolver mais uma série de competências que têm modificado suas vidas. Com menos de seis meses de atuação, o Programa Diálogos Socioemocionais se mostrou uma fonte de transformação social a partir da escola. Na tarde da última quarta-feira (13), representantes do Instituto Ayrton Senna (IAS) e 3GEN Gestão Estratégica apresentaram os primeiros resultados para o prefeito Firmino Filho. A ideia é ampliar a ação no próximo ano.

As estratégias do Programa fazem uso de conhecimentos cognitivos para estimular as equipes escolares a refletirem sobre sentimentos, relações pessoais e habilidades emocionais, o que reflete diretamente na convivência com os alunos. Os jovens também estão aprendendo a gerenciar suas crises e protagonizar suas vidas.

“O resultado é uma escola mais harmônica”, explica Tatiana Bortolato, analista do IAS. Segundo ela, o estudo inovador é feito em sistema de cooperação e apenas três municípios foram escolhidos para receber a ação. “Pretendemos replicar o modelo, que vem dando ótimos resultados. Mas, por enquanto, selecionamos Teresina, Sobral e Fortaleza para construir o piloto dessa solução educacional”, disse.

Em Teresina, as atividades começaram a ser realizadas no mês de junho. São 15 unidades de ensino participantes, com aproximadamente 5.400 alunos e 75 professores envolvidos. “Temos excelentes respostas até aqui. Há muito tempo queríamos algo voltado para o emocional dos alunos e isso tornou-se cada vez mais necessário”, destacou o secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma.

De acordo com a coordenadora da ação na capital, Celina Lira, o “Diálogos Socioemocionais” representa a solidificação do processo de mudança do currículo. “As novas diretrizes falam em educação integral, o aluno sendo preparado de forma mais ampla. O Programa chega com evidências de que esse é o caminho: ouvir, dialogar, sentir e conversar sobre as emoções”, declara.

Para o prefeito Firmino Filho, a parceria tem tudo para render cada vez mais frutos. “É um estudo inovador, que traz aos nossos jovens habilidades importantes para a vida. Conhecimento cognitivo não é tudo, precisamos desenvolver desde cedo outras capacidades. Essa atuação ampla vai consolidar nossa cidade como polo da educação de qualidade”, finaliza Firmino.

PMT enviará à Câmara projeto de crédito para novas escolas de tempo integral

Ascom/Semec

Grandes e modernas, a ponto de transformar o local onde estarão situadas, assim devem ser as novas escolas de tempo integral da Prefeitura de Teresina. O prefeito Firmino Filho enviará, nesta quinta-feira (14), um projeto de lei para a Câmara dos Vereadores, onde solicita autorização para contratar operação de crédito de até cinquenta milhões de dólares para as construções.

O financiamento será por meio do New Development Bank – NDB / BRICS, já aprovado pelo Ministério da Educação, mais US$ 12 milhões de contrapartida da Prefeitura. O Projeto Cidadania Inthegral prevê a construção de oito unidades de ensino, que funcionarão em jornada de tempo integral, reforma de prédios para ampliar o número de vagas na Educação Infantil e melhorias urbanísticas no entorno destas escolas.

Para o prefeito, as novas construções tendem a ser fator indutor de desenvolvimento nas regiões onde estarão. “Certamente essas novas edificações escolares modernas e sustentáveis trazem desenvolvimento, que pode ser replicado por toda a capital. São transformações urbanas e sociais que melhoram a vida das pessoas”, ressalta Firmino.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Semec), os novos prédios terão estrutura inovadora e serão ambientalmente sustentáveis. Arborização e acessibilidade devem ser aspectos de destaque fora e dentro das escolas. O investimento tem a ver com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, que destaca como fundamentais para o desenvolvimento da população a implantação das escolas de tempo integral e a expansão de matrículas na Educação Infantil.

SEMEC lança chamada pública para alimentação escolar 2020

Ascom/ Semec

A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) divulgou hoje (12) o edital de chamada pública para aquisição de gêneros alimentícios provenientes da agricultura familiar, destinados ao preparo das refeições oferecidas aos alunos matriculados na Rede Municipal de Teresina em 2020. Além de garantir uma alimentação mais saudável para os estudantes, a ação incentiva à geração de renda entre fornecedores individuais, grupos formais ou informais de agricultores familiares e do empreendedor familiar rural.

O processo é conduzido pelo Conselho de Alimentação Escolar (CAE) em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), Emater/PI e técnicos da Divisão de Nutrição da SEMEC. O grupo avalia certificações, condições higiênico-sanitárias das produções e condições de venda, incluindo transporte e entrega, visitando pessoalmente cada produtor para garantir a qualidade da alimentação adquirida.

Segundo a equipe de Nutrição da SEMEC, responsável pela elaboração do cardápio dos estudantes, a aquisição de gêneros alimentícios provenientes da agricultura familiar enriquece a alimentação diária das crianças e jovens nas escolas. O cardápio inclui alimentos regionais e ricos em nutrientes, como batata doce, macaxeira, abóbora e feijão verde.

Os interessados em participar da chamada pública deverão apresentar os documentos de habilitação e projeto de venda no período de 18 de novembro a 17 de dezembro, das 9h30 às 13h, na Gerência de Assistência ao Educando-GAE, da SEMEC, localizada na Rua Areolino de Abreu, 1507, Centro, Teresina-PI.

Veja aqui oedital.

 

Inscrições para o XXVI Jogos das Escolas Municipais estão abertas

Ascom/Semec

A Divisão de Esporte da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) já está com as inscrições abertas para que as unidades de ensino possam inscrever os estudantes para participarem do XXVI Jogos das Escolas Municipais de Teresina – JET’s 2020. A ideia é integrar os estudantes das Escolas Municipais de Teresina em competições esportivas das mais diversas modalidades.

As inscrições iniciaram no dia 04 e seguem impreterivelmente até o dia 30 de novembro. O preenchimento do formulário de inscrição acontecerá de forma on-line, pelo endereço eletrônico http://www.semec.pmt.pi.gov.br/.  A ficha contém informações básicas para participação nos eventos oferecidos ao longo do ano.

As disputas acontecem de forma individual e coletiva e as modalidades oferecidas são: atletismo, badminton, tênis de mesa, xadrez, queimada, handebol, voleibol, futsal e futebol, (para escolas de zona rural), nas categorias, mirim, crianças de 10 e 11 anos, infantil, de 12 à 14 anos e infanto, de 15 à 17 anos.

O evento, promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC), é uma forte ferramenta pedagógica para a melhoria do desempenho acadêmico dos alunos, trabalhando temas transversais como gênero, saúde e violência.

As disputas de modalidades individuais (atletismo, badminton, tênis de mesa e xadrez) e modalidades coletivas (futsal, voleibol e handebol) também promovem a participação dos vencedores nas etapas classificatórias dos Jogos das Seletivas Estaduais, realizadas pela FUNDESPI, e pode definir representantes do Piauí na etapa nacional, que são os jogos Escolares da Juventude. O futebol acontece apenas com escolas de zona rural e não fazem parte das seletivas Fundespi.

Ascom/Semec

Durante os JET’s de 2020 também acontecerá o VII Circuito SEMEC de Xadrez 2020, uma grande ferramenta pedagógica que ajuda a desenvolver diversas habilidades, entre os participantes da modalidade.  Este ano o Circuito ganhou o reforço da Federação Piauiense de Xadrez, que iniciou recentemente uma parceria com a Prefeitura de Teresina para fortalecer o ensino do xadrez nas escolas municipais. Os campeões da modalidade podem representar o Piauí nos jogos escolares nacionais.

Atividade de leitura fora da sala de aula diverte crianças de CMEI

Ascom/Semec

Ler com diversão é a ideia do Centro Municipal de Educação Infantil Francisco de Assis, para estimular as habilidades de leitura e escrita com as crianças. Nesse sentido, a escola, localizada no bairro Mocambinho, realizou o Piquenique da Leitura, levando a atividade para fora da sala de aula.

Organizados em rodas de leitura, os alunos se espalharam pelo pátio e também no jardim, lendo obras infantis escolhidas especialmente para o momento. A ação é parte do Projeto Universo Encantado da Leitura, que traz estratégias para ampliar a aproximação das crianças com os livros.

“Até a organização do espaço contribui para a leitura ser algo prazeroso”, explica a diretora Josélia Cristina. Ela conta que todas as estratégias são pensadas para esse objetivo. “Utilizamos material de apoio confeccionado na própria escola, estimulamos as apresentações teatrais e a socialização das narrativas, tudo para um momento divertido de aprendizagem”, completou.

Essa foi a primeira etapa das conclusões do projeto este ano, que ainda propõe a construção de livros artesanais produzidos pelas crianças. A exposição do material será no mês de dezembro.

Fórum Municipal de Educação contribui para discussões nas comunidades

Criado no ano de 2015, o Fórum Municipal de Educação tem sido um importante instrumento para ampliação da participação popular nas discussões da área. O Fórum é um espaço de diálogo, debate e encaminhamento de medidas para garantia do direito à educação, além de organizar a Conferência Municipal de Educação de Teresina a cada quatro anos.

Instituído como permanente, o FME THE ampliou de 14 para 21 o número de acentos, contando hoje com 48 membros, entre titulares e suplentes. O grupo é formado por diversos segmentos da sociedade civil organizada, que fazem coletivamente o acompanhamento das ações e proposições de políticas educacionais da capital. A Secretaria Municipal de Educação (Semec) é uma das instituições que participa e se beneficia da instância na organização de suas estratégias.

Segundo a coordenadora do Fórum, Ana Vitória de Carvalho, uma das representantes da Secretaria Municipal de Educação (Semec) no Fórum, a instância tem importante significado social e político. “De forma consultiva e deliberativa, o FME THE tem atuado para contribuir com a melhoria do ensino no município, acompanhando as ações do Plano Municipal de Educação, propondo intervenções e cobrando relatórios das instituições e órgãos”, explica.

No próximo ano, o grupo estará à frente da V Conferência Municipal de Educação de Teresina, que vai reunir ainda mais entusiastas da área. A última Conferência foi realizada em 2015, quando elaboraram o documento que destaca metas e estratégias para a educação do município nos dez anos seguintes.

 

Rede de Ensino de Teresina celebra avanços em Ciências e se destaca no cenário nacional

Ascom/Semec

O Ensino Público de Teresina está em festa, é que os resultados exitosos em ensino na área das Ciências (Química, Física, Ciências e Astronomia) são animadores e representam o momento pelo qual passa a Rede, do ponto de vista de reestruturação do currículo. Esse campo de estudos vem passando por reformulações em todo o país, resultando em novas práticas e novas maneiras de ensinar e aprender Ciências.

Nos últimos anos, Teresina apostou num modelo de formação que coloca o aluno na dianteira do processo de ensino-aprendizagem. Para isso, lança mão de metodologias ativas, investe em formas atrativas que fazem com que os conteúdos das Ciências possam ser tratados de uma maneira significativa, sempre relacionando teoria e prática com vistas a obter sempre os melhores resultados nesse campo de estudos.

O projeto Cidade Olímpica Educacional tem papel importante nessa nova forma de trabalho com o componente curricular de Ciências, na medida em que funciona como um laboratório de práticas e metodologias, que podem ser testadas e ampliadas por toda a Rede.

“Eu nem sabia da existência da Olimpíada de Química, de repente pude ser medalhista em Química, Ciências e até Astronomia, acho que tudo por causa da maneira acessível que os professores têm de ensinar no Cidade Olímpica”, diz Evelyn Vitória, aluna do programa Cidade Olímpica Educacional.

O resultado desse investimento em formação tem sido a conquista de inúmeras medalhas em olimpíadas de conhecimento e uma rede inteira de alunos e professores motivados.

“A formação trouxe um ânimo para os professores de Ciências. Ela é voltada para a prática de metodologias e estratégias que buscam tornar as aulas mais dinâmicas, significativas e prazerosas, e isso certamente reflete no aprendizado dos alunos que se sentem atraídos pelas Ciências de maneira geral, despertando neles a vontade de descobrir muitas coisas que fazem parte da própria vivência deles. Aguçar a curiosidade e o espírito investigativo desses alunos é a chave para o sucesso das aulas de Ciências. E as conquistas virão com certeza”, destaca Valnete Rodrigues, formadora de ciências da Rede Municipal de Teresina.

Os efeitos positivos do ensino aprofundado das ciências nas escolas e no Cidade Olímpica Educacional é apreciado por quem aprende e motivo de muito orgulho para os que ensinam.

“Procuro sempre atuar aliando teoria e prática de modo a produzir uma aprendizagem significativa, com o objetivo de desenvolver as habilidades necessárias para que os alunos participem de olimpíadas e certames em geral, voltados para a área de Química. Quanto aos resultados alcançados, posso dizer que nos trazem muita alegria, por mostrarem que estamos no caminho certo”, pontua Fábio Junior, professor de Química do Cidade Olímpica Educacional.