Projeto Banda Escola realiza lives educativas para o público

Os alunos do Projeto Banda Escola de Teresina nunca interromperam suas atividades, que agora acontecem por meio de plataformas digitais. Com aulas três vezes por semana, com uma hora de duração cada, eles ainda têm acesso a lives semanais que complementam o conteúdo.

“As aulas agora são ministradas por meio de plataformas online. Dividimos as turmas por naipes e níveis. Os alunos com acesso mais difícil à plataforma, por limitações de internet, damos as instruções via whatsapp”, explica Gustavo Cipriano, coordenador do projeto.

Além disso, aos sábados, são exibidas lives pelo Facebook e YouTube do projeto, às 18 horas, com apresentações de bandas infanto juvenis do próprio Banda Escola em festivais, além de bandas de músicas de renome nacional, com comentários ao vivo de convidados profissionais da área.

Às quartas, há lives pelo Instagram, também às 18h, com temas relacionados aos estudos diários em diferentes instrumentos musicais, como percussão, metais, madeiras, entre outros. O conteúdo também é aberto para o público em geral, que pode acessar em @projetobandaescola.

O projeto Banda Escola é executado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, no âmbito das unidades escolares do município. Ele promove espaços lúdicos e de criação, sobretudo para jovens e adolescentes que estejam passando por dificuldades na escola e na comunidade, oferecendo-lhes uma nova perspectiva, possibilidades de socialização e o potencial de iniciação profissional em uma carreira artística na área da música.

O projeto cumpre um importante papel social e educativo ao colocar no mercado novos instrumentistas com sólida formação musical, prática e teórica, desempenhando um papel fundamental para a preservação e continuidade da produção cultural das bandas de músicas em várias cidades do estado, além de tirar as crianças de situações de risco e mantê-las ligadas à educação por meio das artes.

Palácio da Música segue com aulas por meio de plataformas online

Com a pandemia da Covid-19, rapidamente, as atividades do Palácio da Música, que demandam aglomerações, foram suspensas. Mas na incerteza de uma data de retorno, novas maneiras de interação com o público e de dar seguimento às atividades passaram a ser buscadas. A casa agora conta com um canal no Youtube para aulas online.

O canal é fechado para os alunos, pois as atividades são direcionadas para os níveis das turmas e toda e qualquer atividade que demande funções físicas mecânicas, necessitam fortemente de um profissional capacitado para acompanhar a evolução e fazer as devidas correções. Especialmente se o espectador nunca estudou tais instrumentos.

Desde o início das medidas de isolamento social adotadas pela Prefeitura Municipal de Teresina, o Palácio da Música e a Orquestra Sinfônica suspenderam suas atividades. O momento agora é de redescobrimento e renovação, com a utilização da tecnologia para conexão das pessoas, interação e aprendizado.

O Palácio da Música é mantido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), sendo a casa do mais variados grupos, tais como a Banda de Música 16 de Agosto, a Orquestra Sanfônica de Teresina, a Orquestra de Violões de Teresina e a Orquestra Sinfônica de Teresina.

FMC fará lives para tratar de cultura com artistas

Com o objetivo de valorizar os artistas de Teresina, a Fundação Monsenhor Chaves (FMC) iniciará, a partir dessa quinta-feira, dia 28, uma série de entrevistas com produtores de cultura da cidade através da rede social Instagram. As lives acontecerão às 18h pelo perfil @cultura_the e iniciam com o superintendente da FMC, Paulo Dantas.

As interações serão realizadas visando mostrar o trabalho de alguns artistas, principalmente, dos colaboradores da FMC em diversas áreas como música, cinema, fotografia, artes visuais etc. Elas serão mediadas pelo o jornalista, fotógrafo, músico e produtor Diego Iglesias, iniciando com o superintendente da FMC, músico e produtor cultural Paulo Dantas, que vai falar um pouco sobre as ações da PMT para a cultura, do seu novo disco “Intocável”, além da música em geral.

Para Paulo, as interações através de lives nas redes sociais estão sendo algo importante para os artistas, tendo em vista a valorização do confinamento diante da ameaça da pandemia do Coronavírus. “Os artistas estão se reinventando e continuam sendo ativos na produção da sua arte. Não podem ocupar os espaços físicos hoje, os palcos e galerias, mas através das redes sociais demonstram que a arte nunca para”, destaca.

Concertos Matinais continuam a ocorrer em Teresina em novo formato

Desde o início das medidas de isolamento social adotadas pela Prefeitura de Teresina, o Palácio da Música e a Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) suspenderam suas atividades. Mas na incerteza de uma data de retorno, novas maneiras de interação com o público passaram a ser buscadas. O Concertos Matinais agora é transmitido aos domingos, às 11h da manhã, no canal do YouTube da OST: www.youtube.com/osteresina.

Neste domingo, dia 24 de maio, será feita a transmissão da Missa de São Benedito, com comentários ao vivo e online do Padre Tony Batista, do coralista Vagner Ribeiro e da solista Gislene Daniele. Será uma conversa sobre os bastidores e produção desta obra, que é 100% piauiense. A composição é do oeirense e regente da OST, maestro Aurélio Melo, e a apresentação ficou por conta da OST e do Madrigal Vox Populi, grupos conceituados de Teresina. Muitos puderam assistir tal apresentação ao vivo, outros adquiriram o DVD. Mas neste domingo, o público poderá entender mais profundamente sobre o conceito e até as dificuldades de uma produção deste porte. E quem nunca viu, vai poder finalmente conhecer.

O projeto Concertos Matinais é um projeto da Orquestra Sinfônica de Teresina, mantida também pela Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.  Ocorre em quase todos os domingos do ano, sempre às 11h da manhã, e tem como objetivo levar apresentações musicais de qualidade à população, que passeiam do erudito ao popular. Seu palco costumava ser o Palácio da Música de Teresina, com entrada gratuita. Com a pandemia da COVID-19, seu palco agora é a internet, mais especificamente, o canal do YouTube da OST.

Dia Internacional da Dança: teresinenes utilizam a dança para movimentar corpo e mente

A dança é uma arte que tem o poder de mudar vidas. Celebrada internacionalmente nesta quarta-feira (29), mesmos com o atual cenário de calamidade pública devido a pandemia do novo coronavírus, amantes da dança e profissionais da área, continuam movimentando o corpo e a mente, como podem. Para eles, tentar definir a dança ainda é missão um tanto quanto complicada. Ela é cor, movimento e sentimento.

A estudante e dançarina Gabriela Cunha, ingressou no balé clássico ainda com 10 anos de idade, e aproveita o momento para cuidar do lado psicológico e emocional.

“Na quarentena, sempre que posso, danço músicas de ritmos diversos que me alegram, fazendo com que aconteça essa conexão entre corpo e mente; afim de ter um maior cuidado com minha saúde mental, já que esse momento pede uma maior atenção para com o nosso lado psicológico, emocional e também espiritual”, conta.

Diferente da estudante, os primeiros passos de Gabriel Arcângelo na dança, foram dados por influência dos amigos que se reuniam em presentações de k-pop (gênero musical originado na Coreia do Sul). Hoje, já profissional, participou de disputas como o Festival de Dança de Teresina (FestDança), realizado pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultural Monsenhor Chaves (FMC). “Já competi em dois festivais e é uma oportunidade para muitos grupos e companhias pequenas e que não tem muito reconhecimento dentro da cidade de se mostrarem junto com sua dança. Hoje, para não ficar parado e já pensando nas futuras competições, preciso usar da imaginação pra os treinos ”, comenta.

A dança abraça a diversidade, e segundo o coordenador de dança FMC, Cassius Clay, tem papel fundamental na sociedade como fator de desenvolvimento pessoal e coletivo. “Nós que fazemos dança temos a sorte de ter uma cidade que ama dançar e apoia essa arte com muito amor, como falou um jurado dos jurados do Festival de Dança de Teresina uma vez: Teresina é um enorme celeiro de dança, não deixa a desejar a nenhum outro estado”, afirma o coordenador.

Com o isolamento social, as pessoas começaram a adaptar suas rotinas, seja elas de ensaios ou simplesmente para movimentar o corpo. Para Ramon Silva, nutricionista, a dança serve como válvula de escape, em um momento crítico. “Sempre gostei de dançar por dançar, e hoje, com a necessidade de manter a disciplina e se manter dentro de casa, colocar vídeos e aprender coreografias é um momento de fuga na quarentena, para não ficarmos parados e para que a mente não fique vaga”, comenta. 

Fundação de Cultura divulga selecionados do edital de Capacitação Cultural para Artistas 

No atual cenário de calamidade pública por conta da pandemia da COVID-19, a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) divulga a lista de selecionados do edital de Capacitação Cultural para Artistas. Ao todo, foram 1.298 inscrições.

Entre os inscritos, 789 estavam com a documentação correta exigida no edital e 509 com a documentação errada. A comissão selecionou 300 candidatos para receber o auxílio financeiro no valor de R$ 500,00 por participante. De acordo com o superintendente da FMC, Paulo Dantas, a ideia é dar segmento ao edital.

“Nossa intenção é ajudar a classe artística teresinense. Com este edital, tivemos a oportunidade de contemplar 300 pessoas. Agora nosso objetivo é aumentar o leque de ajuda. Estamos vendo todas as possibilidades, para que mais pessoas sejam contempladas”, disse.

A partir de 24 de abril os selecionados pela Comissão de Triagem receberão através do WhatsApp, conforme número cadastrado durante inscrição, o(s) link(s) do(s) vídeo(s) de capacitação marcados na ficha de inscrição. Para o recebimento do auxílio, durante o período de 28 a 30 de abril, os escolhidos deverão, obrigatoriamente, gravar e enviar para o mesmo número que entrou em contato um vídeo com duração máxima de 1 minuto respondendo a seguinte pergunta: “Como essa capacitação contribuiu com sua carreira artística nesse período de quarentena?”.

O edital de capacitação cultural teve inscrições gratuitas e online. “Trouxemos um formato diferente de edital. Não visando apenas consumir a arte daquela pessoa, mas capacitá-la para que ela execute suas funções de maneira mais eficaz e objetiva no sentido de profissionalização”, afirma Paulo Dantas.

Confira aqui os selecionados

 

 

FMC tem funcionamento especial e com atendimento virtual a alunos de oficinas

Diante de todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde pela proliferação do COVID-19, a cultura em Teresina não para. Com funcionamento voltado para expediente interno e com um plano especial para funcionários, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves está trabalhando na elaboração de editais e, apesar de ter cancelado a realização de eventos e oficinas, mantém o atendimento com aulas via internet para alguns alunos.

De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), até o início da tarde da última quarta-feira (18) não existia nenhum caso de COVID-19 confirmado em Teresina. No entanto, várias medidas estão sendo tomadas para prevenção por diversos órgãos da Prefeitura de Teresina. A Fundação Monsenhor Chaves, por exemplo, cancelou todos os eventos que aglomerem pessoas, bem como as oficinas.

“Nosso objetivo fim, que são eventos e oficinas que reúnem pessoas, está bloqueado. No entanto, estamos aproveitando esse tempo para a revisão de diversos editais que serão lançados em breve, mas buscando maneiras de evitar que sejam feitos presencialmente. É uma forma de preservar tanto a população como a nossa equipe”, destaca Paulo Dantas, gerente de promoção cultural.

As ações também estão voltadas para caráter educativo, principalmente nas oficinas. No projeto Banda Escola, que atende mais de 400 jovens, por exemplo, estão sendo reforçadas as ações de higiene para os alunos para que evitem o compartilhamento de instrumentos e que façam a higienização a cada vez que usarem e que procurem sempre locais arejados para o estudo.

“O estudo e a prática da música é algo que tem que ser frequente e nessa época em que as pessoas estão em casa, o instrumento pode ser uma boa companhia. Para que nossos alunos não parem, estamos oferecendo um acompanhamento via internet para que possam tirar dúvidas e peguem exercícios”, destaca Paulo.

 

Fundação de Cultura suspende eventos culturais por tempo indeterminado

Seguindo as recomendações propostas pelo Ministério da Saúde (MS), a Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Monsenhor Chaves (FMC), suspende temporariamente todos os seus eventos e oficinas para evitar aglomerações de pessoas.

Foram suspensos os eventos que acontecem no Palácio da Música, por exemplo, como os Concertos Matinais, que acontecem todos os domingos pela manhã, além das atividades da Orquestra Sinfônica de Teresina.

A medida vem sendo adotada por diversos órgãos para prevenir os riscos de transmissão direta do Covid-19. As datas de retorno das atividades serão informadas à população através do site e das redes sociais da FMC. Nos próximos dias a decisão sobre as suspensões será revista de acordo com a evolução da situação.

“Estamos em um momento no qual são necessários cuidados. É uma forma de amenizar os danos tanto para a população, quanto para os nossos servidores”, afirma o gerente de promoção cultural da FMC, Paulo Dantas.

Algumas precauções são importantes para evitar a propagação da doença e o Ministério da Saúde recomenda ficar atento aos seguintes cuidados:

– Evitar contato próximo com pessoas

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão

– Cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir

– Manter ambientes  bem ventilados

– Não compartilhar objetos de uso pessoal como copos, garrafas e talheres