Em turnê pelo Brasil, Bono Costa fará workshop no Palácio da Música

Artistas, músicos, managers, bookers, promotores, tour managers, produtores, selos, programadores, repórteres, técnicos, roadies, profissionais da cultura que atuam no poder público e produção de eventos, que queiram acelerar seu crescimento e ampliar seu conhecimento do ecossistema musical nacional e internacional, já podem se inscrever no Pro Music Business 360. O workshop com Bono Costa irá acontecer na próxima terça-feira (24/05), às 18h, no Palácio da Música, que fica localizado na Rua Santa Luzia, 1241, bairro Centro/Sul.

Foto: Ascom FMC

Serão oferecidas 100 vagas através do ingresso solidário, onde o interessado se inscreve através de um link https://site.bonodacosta.com/ . Após garantir vaga através do site, a pessoa deverá levar no dia do workshop, um quilo de alimento não perecível que será doado para famílias carentes de Teresina.

Para Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), esse workshop é de grande importância para o artista teresinense que deseja está sempre antenado com as mudanças necessárias para o crescimento profissional. Segundo ele, a Prefeitura Municipal de Teresina vem tendo esse novo olhar pelos que trabalham com cultura, isso sempre buscando seguir as orientações dadas pelo prefeito Dr. Pessoa a respeito da valorização dos artistas locais.

“O Pro Music Business 360 é um método desenvolvido a partir de várias estratégias artísticas, para profissionais e pessoas que desejam iniciar no âmbito do mercado da música, produzindo resultados palpáveis para a cadeia produtiva musical de forma sustentável, comprovados ao longo dos últimos 23 anos pela experiência de seu idealizador, o Produtor Cultural, com atuação no cenário nacional e internacional do music business, Bono da Costa”, explica Ênio Portela, afirmando ainda que Bono se destaca por sua versatilidade dentro do ecossistema da música.

Sobre o palestrante

Bono da Costa é produtor cultural e fundador da plataforma cultural Latinoamerica 360, criada em 2013, e também, idealizador do projeto Pro Music Business 360. Tem Especialização em Management Musical e em Criação, Planificação e Evaluação de Projetos Culturais pela Universidad Europea Miguel Cervante, e é Mestre de World Music e Coaching Musical pela Esneca Business School, ambas instituições da Espanha. Fundou seu primeiro projeto Sócio Cultural, Cidadão Campeão, em 1996; criou o Cultura Urbana Social Clube, em 1999; o Associação Rock é Cultura, em 2002; o Festival Peru Brasil 2012, dentre outros projetos.

Na bagagem, em seus 23 anos de atuação, visitou 25 países, e conta com participação em Festivais e Feiras ao redor do mundo, como; SXSW (EUA), Womex (Polônia), Vive Latino, Fimpro, Semana de
las Juventudes, Pal Norte (Mex), Rock in Rio, Sol Madrid/Monkey Week (Esp), Bime (País Basco), Bomm (Col), Lollapaloza/Semana Internacional da Música – SIM/Porto Musical/Música Mundo/Music Show Experience (Brasil), entre outros.

Prévia do Cajuína Pop é sucesso e reúne centenas de pessoas na Ponte Estaiada

O sol ainda brilhava forte quando a primeira atração subiu no palco Churu, montado no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, que fica no bairro de Fátima, na zona Leste de Teresina. O palco da prévia do Cajuína Pop, prestou uma homenagem a Lourisvaldo Melo do Lago (Churu), que em vida realizou atividades visando a valorização do músico teresinense, em especial aqueles que tinham em seu repertório músicas autorais.

Centenas de pessoas das mais variadas idades participaram da prévia realizada neste sábado (14), muitas delas com saudades dos festivais que, no início dos anos dois mil, movimentaram a capital piauiense. Entre as atrações estiveram Teófilo Lima, Aclive, Acesso, Fullreggae, Gramophone e Roque Moreira, sendo que alguns retomaram suas atividades por conta do evento, isso por entenderem que a música autoral deve sempre ser valorizada.

Complexo Cultural da Ponte Estaiada, zona Leste de Teresina / fotos: Ascom FMC

Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), conta que ficou surpreso com a aceitação popular. Ele afirma que esperavam um bom público, mas nem de longe imaginava que o espaço ficaria pequeno para tanta gente, para ele, o público foi a prova de que a gestão deve seguir apoiando os artistas locais.

“O prefeito Dr. Pessoa vem desde o início do ano ouvindo os músicos da capital, para ele, é preciso que a classe seja valorizada, principalmente os que resolveram encarar o mercado musical com suas próprias canções. Os músicos de Teresina estão de parabéns, pois com a chegada do Cajuína Pop, iremos incentivar cada vez mais essas atividades”, enfatiza Ênio Portela.

Para o cantor Teófilo Lima, esse incentivo oferecido pela Prefeitura de Teresina é muito importante para os artistas que sonham em fazer sucesso com suas músicas autorais. Teófilo destaca ainda que é preciso uma união dos governantes para que haja um reforço no apoio ao setor artístico.

“Fomos os primeiros a serem atingidos pelos impactos da pandemia, também fomos uma das últimas classes a retomar as atividades. Teresina segue na frente como exemplo de apoio aos músicos, espero que essa iniciativa possa ser copiada por outras cidades, fazendo inclusive o intercâmbio de músicos”, afirmando que o Piauí tem talentos desconhecidos que merecem ser reconhecidos pelo público.

O Cajuína Pop é uma realização da Prefeitura Municipal de Teresina, por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. O evento deverá ser realizado no segundo semestre deste ano, dando total apoio aos artistas que trabalham com músicas autorais.

Para mais informações sobre esses eventos ou demais atividades desenvolvidas pela gestão municipal na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também estão disponíveis na página @cultura_the no Instagram.

Prévia do Cajuína Pop irá reunir grandes nomes da música piauiense na Ponte Estaiada

Acontece neste sábado, 14 maio, no Complexo Cultural da Ponte Estaiada, na zona Leste de Teresina, a prévia do Cajuína Pop, evento que irá valorizar a produção de músicas autorais, dando mais visibilidade e apoio aos artistas teresinenses. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), que pretende ao longo deste ano, realizar inúmeras atividades culturais por toda a cidade, isso atendendo a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, de reforçar o apoio aqueles que enriquecem a cultura local.

A prévia do Cajuína Pop começa às 17 horas, e irá reunir as bandas Acesso, Aclive, Gramophone, Fullreggae, Roque Moreira e ainda o cantor Teófilo Lima. Além das atrações musicais, o evento contará com uma feira de apoio ao empreendedorismo, praça de alimentação e um posto de arrecadação de alimentos, que serão doados para as famílias carentes da cidade.

Para Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o evento está sendo realizado a pedido do prefeito Dr. Pessoa, que ao longo da gestão tem ouvido a classe artística, que sempre cobra mais eventos que valorize composições autorais, e principalmente os artistas da terra. Segundo o gestor da FMC, com a diminuição de casos do Coronavírus, a pasta cultural vem ampliando suas atividades, com isso adentrando espaços nunca antes ocupados.

“É preciso ter um olhar mais atento para todos os setores culturais do município, por isso estamos fazendo o Cajuína Pop, que é específico para aqueles que possuem novas canções autorais. Vamos fazer a prévia neste final de semana, porém estamos programando realizar o Cajuína Pop no segundo semestre deste ano”, conta Ênio Portela, afirmando que o evento promete movimentar a cidade.

Para mais informações sobre o Cajuína Pop, bem como as demais atividades realizadas pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. As informações também podem ser acessadas na página @cultura_the no Instagram ou através da hashtag #culturateresina.

Mães ganham homenagem nas maternidades municipais de Teresina

Com um olhar de surpresa, as mães que estavam na manhã desta sexta-feira (06), nas quatro maternidades municipais da capital, receberam uma homenagem mais que especial feita pelo Quarteto de Cordas da Orquestra Sinfônica de Teresina. A homenagem faz parte do Projeto Música Solidária, executado com recursos da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio das ações descentralizadas da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e da Orquestra Sinfônica (OST).

O presidente da FMC, Ênio Portela, conta que esse projeto já faz parte do calendário de atividades culturais da pasta que ele preside, mas que esse ano, com o ajuste de 20% dado aos servidores da Orquestra Sinfônica pelo prefeito Dr. Pessoa, a intenção é levá-lo para mais unidades de saúde. Ele relata que estudos comprovam que a música tem sim uma participação eficiente no tratamento de enfermos e que pelo fato do prefeito ser um profissional da saúde, o projeto ganhará mais notoriedade durante a gestão.

“Hoje foram homenagens especiais para as mães internadas nas maternidades e em algumas UPAS, porém em breve o quarteto deverá percorrer mais unidades de saúde, isso em parceria com a Fundação Municipal de Saúde, clínicas e hospitais particulares e público, visando ajudar no tratamento dos enfermos”.

Nesta manhã o quarteto percorreu as maternidades do Promorar, Wall Ferraz, Satélite e Buenos Aires, além das UPAS do Promorar e Satélite, atendendo às quatro regiões da capital. Luciana Silveira, diretora da UPA do Satélite, fala que esse projeto é de grande relevância, pois acaba tornando o ambiente hospitalar mais leve.

“A Prefeitura de Teresina está de parabéns por investir nesse tipo de tratamento através da música, pois é algo que já acontece em vários cantos do mundo e na nossa cidade, que é administrada por um médico, não poderia ser diferente”, conta Luciana Silveira, afirmando que a UPA do Satélite vai sempre está de portas abertas para iniciativas como a realizada hoje nas maternidades e UPAS.

Para acompanhar os trabalhos realizados pela gestão municipal na área da cultura, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br. Outra forma de contato é pelo Instagram, através da página @cultura_the.

Projeto Orquestra nas Escolas terá inicio este mês

Música como ferramenta da educação. O secretário municipal de Educação de Teresina, professor Nouga Cardoso, participou de reunião com presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Ênio Portela e com o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina. Na pauta da reunião, o inicio do projeto “Orquestra nas Escolas”.

A reunião alinhou o projeto que é uma parceria da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação Monsenhor Chaves e que tem como objetivo proporcionar às crianças da rede municipal um contato mais íntimo à cultura clássica e incentivar o nascimento de novos músicos.

O Orquestra nas Escolas vai levar uma vez por mês, para duas escolas da rede, a apresentação dos músicos. O projeto vai estrear neste mês de maio e vai atuar inicialmente nas escolas da zona rural.

 

Fotos: Ascom Semec

Grupo pretende levar cultura para os mercados públicos de Teresina

Com investimentos do poder público, através das iniciativas culturais da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), os mercados públicos da capital deverão receber atrativos culturais com o intuito de oferecer cultura para a população. A iniciativa é de um grupo de artistas da zona Norte, que resolveram se unir para dar apoio àqueles que fomentam a cultura na periferia, principalmente aqueles que atuam nos mercados públicos.

O primeiro mercado a receber as atividades é o do Mafuá, na zona Norte, lá ocorrerá no próximo dia 07 de maio, o Mafuarte, evento com apresentações circenses, bandas locais, além de exposições de fotos e ainda pinturas digitais. As atrações são: Rigo/Jason, Caju Pinga-Fogo, Roque Moreira, Trupe do Sardinha, Assaí Campelo e Paulo Moura.

De acordo com Alexander Galvão, fotógrafo e documentarista e promotor do evento, o Mafuarte nasceu para relembrar os ensaios de uma banda que aconteceram no passado na feira do Mafuá, para ele, o mercado já tem uma tradição cultural muito forte, por isso foi o local escolhido para iniciar esse projeto. Alexander fala ainda que é preciso se apropriar desses espaços que há anos oferecem diversas opções culturais para a população, como por exemplo, a venda e troca de discos antigos, entre outros produtos de artistas locais.

“Aos sábados pela manhã nos reunimos no Mercado do Mafuá para os ensaios da Banda Eita Piula, era algo pequeno, porém movimentava a feira e servia como atrativo cultural para os trabalhadores e frequentadores. Agora queremos trazer de volta essa ideia, só que de uma forma mais ampla, chamando mais bandas e artistas para divulgarem seus trabalhos”, conta Alexander Galvão, reafirmando que a feira não é só um local de compra e vendas, na verdade é um espaço de troca de experiências culturais.

Para Ênio Portela, presidente da FMC, iniciativas como estas terão cada vez mais espaço dentro da gestão, uma vez que vai de encontro com a determinação do prefeito Dr. Pessoa, de levar cultura de forma igualitária para todos os teresinenses. Segundo o presidente, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves está 100% empenhada em dar total apoio a esses artistas, pois se trata de uma iniciativa popular que visa oferecer oportunidade para os artistas e ainda atrair mais clientes para esses espaços.

“Teresina é muito rica em cultura, por isso estamos nos esforçando e buscando mais recursos para que possamos abraçar mais iniciativas culturais. O Mafuarte é um evento inovador, pois une a arte com o empreendedorismo dentro destes centros comerciais”, diz Ênio Portela, enfatizando ainda que a FMC está aberta para qualquer tipo de ideia onde o povo seja o principal beneficiário.

A Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves – FMC, é o órgão da gestão municipal responsável pelas iniciativas culturais dentro de Teresina. Para mais informações sobre essas ações, basta acessar o site cultura.pmt.pi.gov.br ou seguir a página @cultura_the no Instagram.

Orquestra Sinfônica de Teresina irá se apresentar neste sábado na Praça Rio Branco

Neste sábado, 30, às 10h, a praça Rio Branco, situada no Centro de Teresina, receberá a Orquestra Sinfônica pelo projeto “Sinfonia nos Bairros”, uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. O projeto leva um pouco do trabalho da orquestra para os mais diversos bairros da capital, oferecendo mais uma opção cultural para a população.

De acordo com David Denilin, spalla da orquestra, o evento será gratuito com o objetivo de proporcionar ao público de todas as idades a apreciação da música clássica. Segundo ele, o gênero clássico já abraça pessoas de todas as classes e realidades, e levar a OST para o centro da cidade é uma forma de manter viva essa relação entre música e a população.

“Estar próximo ao público e levar o trabalho da Orquestra Sinfônica de Teresina para o dia a dia, para a realidade do centro da capital é a melhor forma de vivenciar música, cultura e realidade urbana”, relatou David Denillin.

Para Ênio Portela, presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, a OST tem uma importância magnífica para a cultura popular da capital. Para ele, mostrar esse trabalho no dia a dia das pessoas enfatiza essa importância.

“Uma parceria com a Prefeitura de Teresina e a Orquestra Sinfônica de Teresina para levar a música erudita, de forma gratuita, ao povo onde ele está, neste caso, no Centro da cidade. É um desejo do prefeito Dr. Pessoa, aproximar à população da cultura local e estamos sempre buscando efetivar esse trabalho”, frisou Ênio Portela, confirmando que a exemplo do ano passado, nos próximos meses a orquestra estará se apresentando nos bairros e parques da capital.

O projeto Sinfonia nos Bairros ocorre uma vez ao mês, nos bairros da capital Teresina. O concerto que retornou aos palcos no último mês, está buscando cada vez mais esse contato com o público em geral.

Em comemoração ao dia da Dança, Balé da Cidade de Teresina lança vídeo-coreografia

No dia Internacional da Dança, hoje (29) data criada pelo Comitê Internacional da Dança (CID) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 1989 em homenagem ao mestre do balé francês, Jean-Georges Noverre, o Balé da Cidade de Teresina lança o vídeo-coreografia “Eucalipos (um estudo de Corpônica)”.

Janaína Lobo, coordenadora artística do Balé da Cidade de Teresina, fala que a data é uma oportunidade para comemorar e refletir sobre a profissão da dança. “Datas como o Dia Internacional da Dança, que fazem a gente comemorar e reconhecer a nossa profissão, mas é sempre um momento para a gente refletir sobre todas as dificuldades que são históricas e não só de hoje”, comenta Janaína Lobo.

O vídeo foi criado a partir do espetáculo Corpônica (2018), do Balé da Cidade de Teresina, criado por Samuel Alvís. “Nós gravamos o vídeo em 2021, ainda em período de isolamento social. Buscamos um local que fosse aberto, ao ar livre, para fazermos uma interpretação de Corpônica, espetáculo que faz parte do repertório da companhia”, diz Chica Silva, diretora do Balé da Cidade de Teresina.

A gravação aconteceu na praça Teotonio Vilela, popularmente conhecida como Praça dos Eucaliptus, zona norte de Teresina. O vídeo está disponível no canal no Youtube da Companhia, no link: https://www.youtube.com/watch?v=AS-FKQMSCDs

Fotos: Ascom FMC

Orquestra de Violões de Teresina celebra neste domingo (24) o Dia Nacional do Choro

Após dois anos sem contar com a presença de público nos palcos, a Orquestra de Violões de Teresina (OVT), que é um projeto mantido com recursos da Prefeitura de Teresina (PMT), por meio das ações da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), retorna com suas atividades trazendo uma homenagem ao Dia Nacional do Choro. O evento será gratuito e ocorrerá neste domingo, 24 de abril, às 11h, no Palácio da Música, localizado na Rua Santa Luzia, 1241, Centro/Sul.

Para participar, o interessado deverá apenas comparecer ao local no horário do evento, portando o passaporte da vacina contra a Covid-19, como também utilizar a máscara protetiva durante toda a permanência no local. Além da OVT, o público também contará com outras apresentações artísticas de Teresina, como Anderson Nóbrega (violão 7 cordas), Josué Costa (violão), Marcell Régis (cavaquinho) e Fausto Brandão (pandeiro), além de convidados especiais como Luiza Miranda, Wilker Marques, Tarcísio Vilarinho, Wellington Torres, Luiz Queiroz e Trio Sanhaço, trazendo grandes clássicos do repertório.

Segundo Ravi Cordeiro, responsável pela coordenação dos projetos da OVT, além da homenagem ao Dia Nacional do Choro, o evento tem como objetivo promover a orquestra no cenário cultural, que de acordo com ele, ainda segue instável por conta da pandemia do Coronavírus. Ainda de acordo com Ravi Cordeiro, ao longo de 2022, a OVT irá desenvolver vários projetos inéditos, como por exemplo, um documentário e um DVD de trabalho.

Orquestra de Violões faz apresentação nesse domingo. Fotos: Ascom FMC

“A marca do choro é a sofisticação. Uma música popular tão sofisticada, com tanta riqueza melódica, rítmica, harmônica, e que dá margem a muito improviso. Um improviso diferenciado, completamente brasileiro”, diz Ravi Cordeiro, enfatizando que os músicos da orquestra estão bem otimistas com esse retorno do público nas apresentações.

De acordo com Ênio Portela, presidente da FMC, a Orquestra de Violões de Teresina também trabalha com a formação de novos violonistas, através de cursos realizados nos teatros municipais e em outros diversos espaços da capital. Ele conta ainda que em breve a OVT e a gestão municipal estarão ampliando as ofertas de cursos de violão, dando mais oportunidade ao povo teresinense.

“Dentre os vários projetos culturais tem esse da Orquestra de Violões, que cada vez mais vem ganhando espaço no cenário cultural. Nela temos diversos profissionais, que além de encantar o público com o som que sai do violão, também se dedicam em repassar para o teresinense conhecimento técnico”, conta Ênio Portela, reafirmando o compromisso da gestão administrada pelo prefeito Dr. Pessoa com a cultura e com os artistas locais.

As informações sobre essa e outras apresentações, bem como disponibilidades de cursos, e as demais ações da gestão municipal na área da cultura podem ser consultadas na página @cultura_the no Instagram, bem como no site cultura.pmt.pi.gov.br.

Casa da Cultura receberá exposição de arte Minhas Vivências

A Casa da Cultura, que nos últimos meses recebeu mais de seis exposições abordando não só a cultura local, mas também a mundial, receberá a exposição de arte Minhas Vivências, do artista plástico piauiense, Herbert Veras. A vernissage, abertura da exposição, ocorrerá no dia 20 de abril, às 18 horas e contará com a participação da Orquestra de Violões de Teresina, como uma forma de abrilhantar ainda mais o evento, e ainda atrelar música e arte teresinense.

Para Herbert Veras, artista plástico, aproveitar o espaço da Casa da Cultura para expor suas obras de artes é aproximar a cultura da população. Segundo ele, as temáticas utilizadas nas suas obras são sobre anatomia humana com sensualidade, ligada a curvas e movimentos.

“É importante apresentar ao público obras sobre vivências locais dos nossos artistas teresinenses. A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, vem apoiando essas iniciativas, fazendo com que os artistas locais sejam mais valorizados”, conta Herbert Veras.

A exposição Minhas Vivências ficará disponível à população até o início do próximo mês na nova Casa da Cultura, localizada na Rua Elizeu Martins, esquina com 7 de setembro, número 1426, em frente à praça João Luís Ferreira – Centro/Norte.

O artista, Herbert Veras começou a sua carreira artística participando de várias exposições coletivas, duas organizadas pela PRODART (Salão de Arte Santeira) pelo qual foi premiado como o 3º lugar na segunda edição do salão, participou também das exposições coletivas promovidas pelo CA de Artes visuais (Prato Cheio com Arte) quando ainda cursava artes visuais na UFPI, entre outros trabalhos.

Informações para visitantes

Taxa de serviço: R$: 2,00 por pessoa

Agendamento de visitação: (86) 99402-5428 – telefone ou (86) 98864-2231 – WhatsApp