Plano Municipal de Cultura desenvolvido pelo Lagoas do Norte é debatido em reunião

Ascom/FMC

Consolidar o Plano Municipal de Cultura. Este foi o objetivo da reunião realizada nesta quinta-feira (12) com gestores do Programa Lagoas do Norte, Fundação Monsenhor Chaves (FMC) e do Conselho Municipal de Cultura. Realizado no Palácio da Música, o encontro também segue amanhã (13), durante todo o dia.

O Plano Municipal de Cultura representa um documento de planejamento com o objetivo de orientar a execução de políticas públicas culturais na cidade em um período de 10 anos, sendo um dos deveres gerados pela adesão de Teresina ao Sistema Nacional de Cultura.

O Plano irá possibilitar ao setor cultural e demais áreas a implantação de normas integradas que ajudam no seu desenvolvimento. “Esse plano é composto por diretrizes que irão nortear a política de cultura. Então, para a nossa capital, é super importante porque ela vai se destacar a nível regional, pois poucas capitais aderiram a esse projeto”, afirma Allan Cronemberger, assessor técnico da Unidade de Gerenciamento do Programa Lagoas do Norte.

Com a presença dos consultores Kátia Costa (Bahia) e José Márcio Barros (Minas Gerais), a reunião buscou estimular a sensibilização dos atores e agentes envolvidos no desenvolvimento do Plano de Cultura. “Apoiaremos o órgão gestor na elaboração do Plano ao longo deste ano, acompanhando e contribuindo com o trabalho. Esperamos que Teresina possa ter um planejamento que oriente a execução da política pública de cultura em toda a cidade”, disse Kátia Costa.

Biblioteca Abdias Neves inaugura novos espaços nesta quinta (12)

Nesta quinta-feira (12) a Biblioteca Municipal Abdias Neves, localizada no prédio da Cenajus, no centro da cidade, abre um novo espaço para reuniões de bibliotecários com a instalação das sedes da Delegacia Regional do CRB3- Conselho Regional de Biblioteconomia- e da Associação dos Bibliotecários do Estado do Piauí. A inauguração acontece dentro da programação do Dia do Bibliotecário, que vai até o dia 14 com bate-papos, mesas redondas e oficinas.

Mantida pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, a Biblioteca Municipal Abdias Neves passou por uma reforma com a ampliação dos espaços, melhoria nas instalações e do acervo e conforto dos consulentes, bem como a criação de novos espaços como as salas de reuniões e uma galeria.

A inauguração do novo espaço acontece às 10h com direito a corte de bolo, além de uma programação para brindar o Dia do Bibliotecário. No dia 13, às 18h, acontece no IFPI Campus Central uma mesa redonda com o tema “Repositório Institucional e Visita MEC”, com Sônia Moutinho, Rigoberto Veloso, Edson Cavalcante e Renato Sampaio.

No dia 14, na Praça do bairro Nova Teresina, acontecem diversas atividades dentro do projeto Teresina em Ação, com troca de livros, oficina de restauração de livros, tira dúvida ABNT, bate-papo literário e Ônibus Bibliosesc, bem como pintura de rosto, teatro de bonecos e contação de histórias para as crianças.

 

Balé da Cidade realiza programação gratuita com exibição de documentário

Nesta sexta-feira (13), o Balé da Cidade de Teresina exibirá o documentário “Instantes – Um Olhar sobre o Balé da Cidade de Teresina”, de direção de Tássia Araújo e fotografia de Alexandre Soares. Além disso, a Companhia apresentará o espetáculo “Folha D’Água”, do pernambucano residente na Suíça, Marcelo Pereira. A programação, aberta ao público e gratuita, tem início às 19h30, no Teatro João Paulo II, zona sudeste de Teresina.

O documentário foi gravado em 2018, quando a Companhia comemorava seus 25 anos de história. Ele apresenta um olhar – dentre tantos possíveis – para este instante dessa trajetória, que, ao mesmo tempo em que pontua um novo momento, já é passado.

Segundo Tássia, os depoimentos capturados por ela revelam a história individual dos bailarinos que se confunde muitas vezes com a história do Balé da Cidade, mostrando como a companhia se faz importante na vida de cada um.

“Quando comecei a trabalhar com imagem, por volta de 2012, construí narrativas através de performances, pensando em usar a experiência de cada corpo na fotografia e no vídeo. Registrar esse momento tão importante para o Balé da Cidade de Teresina se fez muito importante para mim também porque a dança, de certa forma, faz parte da minha caminhada como artista. A partir do convite da Janaína Lobo para registrar o ano de comemoração dos 25 anos do Balé, fiz a proposta para que desses registros fosse criado um documentário. Foi uma experiência de muito aprendizado, em que o trabalho foi realizado por uma equipe muito pequena e dedicada”, diz a diretora do documentário.

Na mesma ocasião será apresentado Folha D’Água, de criação de Marcelo Pereira. O espetáculo traz a natureza e seus elementos como sensações para dançar, criando uma dança sensorial, à flor da pele. “Esta é uma celebração à natureza. Folhas que se mexem, vento que move. Folha d’água quer dizer daquilo que se pega e se larga no molhar da vida, vida em seu fluxo natural, cíclico e cheio de transformação”, explica a coordenadora artística, Janaína Lobo.

Sobre a Companhia
O Balé da Cidade de Teresina é uma companhia pública de dança Contemporânea que vem atuando no cenário artístico local e nacional, contribuindo com o desenvolvimento e aprofundamento da dança piauiense. Vem aproximando a dança da cidade através da sua atuação compromissada em diferentes ações, como temporadas de apresentações públicas, conversas e formação continuada.

O Balé da Cidade de Teresina conta com 18 bailarinos e é mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, através da Associação dos Amigos do Balé da Cidade de Teresina. Tem direção geral de Chica Silva, coordenação artística de Janaína Lobo e ensaios de Carla Fonseca.

Quarteto OST e maestro Hilson Costa abrilhantam Concertos Matinais de domingo (15)

O projeto Concertos Matinais deste domingo (15) recebe o Quarteto OST com a participação do maestro e pianista Hilson Costa para uma apresentação que reúne música erudita e tradições populares. O concerto será no Palácio da Música de Teresina, a partir das 11h, com entrada gratuita.

Fundado em 2010 por uma iniciativa dos próprios músicos, o Quarteto da Orquestra Sinfônica de Teresina tem como objetivo difundir a música de câmara e estimular compositores piauienses à composição de novo repertório do gênero. A formação atual conta com os violonistas David Carvalho e Moura Neto, o violista Raphael Rodrigues e o violoncelista Pedro Queiroz. Seu repertório é diversificado, incluindo obras que vão da época barroca até os jovens compositores populares e contemporâneos.

Em algumas de suas apresentações, com esta de domingo (15), o grupo conta com a participação do pianista e segundo regente da Orquestra Sinfônica de Teresina, o maestro Hilson Costa.

O projeto Concertos Matinais ocorre em quase todos os domingos do ano, sempre às 11h da manhã, com entrada franca, e tem como objetivo, levar apresentações musicais de qualidade à população, que passeiam do erudito ao popular. Seu palco é o Palácio da Música de Teresina, instituição mantida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

A casa fica localizada no cruzamento das ruas Santa Luzia e Treze de Maio, N° 1241, Centro, local onde funcionou o antigo Mercado do Cajueiro.

 

Sinfônica de Teresina abre temporada 2020 neste mês de março

Ao retornarem das férias de janeiro, os músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina já iniciam o ano com uma maratona de novos repertórios a serem passados, para que o primeiro concerto do ano seja bastante especial. E ele será apresentado na “Abertura de Temporada”, que em 2020 será nos dias 18 e 19 de março, às 20h, no Palácio da Música de Teresina, com entrada franca.

Em 50 minutos de apresentação, o público poderá saborear um pouco do que a OST trará ao longo do ano. É o mesmo repertório nos dois dias, onde poderemos ouvir a sinfonia n° 6 de Beethoven, I mov, Les Préludes, de Franz Liszt, a Marcha Nupcial de Félix Mendelssohn, Rio Potí, de Aurélio Melo, Fanfare For The Vienna Philharmonic, Strauss, e Huapango, de Moncayo.

Dentro da agenda anual da OST, será possível conferir diversos projetos, como os Concertos Matinais, Sinfonia nos Bairros, Ensaio Aberto, Orquestra nas Escolas, a recente Quinta Sinfônica, além de eventuais apresentações temáticas que variam de acordo com a criatividade da direção artística da Orquestra. A OST presenteia a população teresinense com opções de entretenimento que agradam todas as gerações, levando desde a playlist que já está em nossos corações, ao repertório erudito mais rebuscado, que não se ouve facilmente por onde se anda.

A OST é mantida pela Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina, com a ajuda da Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves. Desde a sua criação, em 1993, a Orquestra se propõe a dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira, tendo a primazia de transpor as melodias de grandes compositores populares, para a grandiosidade do som sinfônico, com a finalidade de desenvolver um trabalho artístico-educacional, promovendo apresentações em teatros, colégios e praças.

Fundação Monsenhor Chaves estuda implantação do Projeto Circo Social

Ascom/FMCMC

Representantes da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) realizaram, neste fim de semana, uma visita técnica aos circos escolas e circos sociais em São Paulo. O encontro tem como intuito a implantação do Projeto Circo Social desenvolvido por meio do Programa Lagoas do Norte na capital.

A visita técnica será realizada pelo coordenador de Teatro da FMC, Kaio Vieira; pelo assessor técnico do Programa Lagoas do Norte, Allan Cronemberger; e pelo mentor do projeto e Diretor do Teatro João Paulo II, Francisco de Castro. O principal propósito dessa viagem é observar o desenvolvimento de projetos que sigam o modelo idealizado em São Paulo para, então, implementa-lo em Teresina de forma a atender as comunidades carentes da capital.

“Vamos visitar os projetos onde são realizados atividades circenses com as comunidades para trocar experiência e adquirir conhecimento para o desenvolvimento do nosso trabalho”, afirma Francisco de Castro.

A Prefeitura de Teresina por meio da FMC desenvolve ações culturais a fim de fortalecer a cultura do município, principalmente para pessoas em situação de vulnerabilidade de modo que todos tenham acesso a ela de forma integral.

Desta forma, o Circo na Escola irá promover espaços lúdicos para jovens e adolescentes que estejam passando por qualquer dificuldades no âmbito escolar e na comunidade. O projeto oferecerá uma nova perspectiva para eles possibilitando, também, uma iniciação profissional em uma carreira artística.