UBS atenderam mais de 800 pessoas com sintomas gripais em Teresina


Para evitar a disseminação do Coronavírus, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) definiu 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) para dar assistência exclusiva a casos de síndrome gripal. Somente na última semana, estes locais atenderam 849 pessoas apresentando esse quadro de saúde e as equipes utilizaram o “Fast-track”, protocolo do Ministério da Saúde para agilizar os atendimentos.

 O levantamento da FMS aponta ainda que, nestas 20 UBS, 51% das pessoas com sintomas gripais tinham quadros leves, que tiveram que permanecer em isolamento domiciliar; 46% necessitaram de uso de medicamentos ou receberam atestado médico e apenas 3% foram encaminhados para atendimento em Hospitais e UPAS da cidade. Entre os sintomas mais comuns estavam tosse, febre e dor de garganta.

 De acordo com o presidente da FMS, Manoel Moura Neto, além dessas 20 UBS, Teresina conta com mais 71 UBS que estão atendendo pessoas com outras doenças. “Essa divisão de atendimento feita nas Unidades é uma estratégia que contribui para diminuir aglomerações e evitar que pacientes suspeitos de estarem infectados pelo Coronavírus tenham contato com outros, sem sintomas”, afirma.

 Nessas 20 UBS, o paciente com sintomas gripais é colocado em local separado, preferencialmente arejado. “A equipe, utilizando equipamentos de proteção, faz a triagem e o atendimento, que pode envolver orientação médica, prescrição de medicamentos, indicação de isolamento domiciliar ou mesmo encaminhamento para hospital, em casos mais graves”, explica o diretor de Atenção Básica, Kledson Batista.

 Já as outras 71 UBS estão atendendo as demandas de saúde regulares da Atenção Básica. “São ofertadas consultas médicas e de enfermagem para atender pessoas com problemas de saúde que não sejam gripais. Os serviços de coleta de exame, retirada de pontos, curativos, trocas de sonda e entrega de medicamentos permanecem funcionando. Já os procedimentos odontológicos, atividades coletivas e as vacinas de rotina foram suspensos”, finaliza Kledson.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndrome gripal:

 -Horário: de segunda a sexta, das 7h às 21h e aos sábados, das 7h às 17h:

1.UBS Portal da Alegria (Sul)

2.UBS Irmã Dulce (Sul)

3.UBS Dagmar Mazza (Sul)

4.UBS Todos os Santos (Sudeste)

5.UBS Novo Horizonte (Sudeste)

6.UBS Poty Velho (Norte)

7.UBS Santa Maria da Codipi (Norte)

8.UBS Taquari (Leste)

9.UBS Planalto Uruguai (Leste)

10. UBS Cidade Jardim (Leste)

 

-Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h:

11.UBS Parque Piauí (Sul)

12.UBS Monte Castelo(Sul)

13.UBS Promorar(Sul)

14. Carlos Alberto Cordeiro (Sudeste)

15.UBS Real Copagre (Norte)

16.UBS Karla Ivana (Norte)

17.UBS Mocambinho (Norte)

18.UBS Satélite (Leste)

19.UBS Santa Isabel (Leste)

20.UBS São João (Leste)

UPA Renascença oferece suporte psicológico para familiares de pacientes com Covid-19

Ascom/FMS

A realidade do distanciamento social entre as pessoas e o número arrebatador de óbitos no mundo todo, causado pelo novo coronavírus, têm gerado desconforto, estresse e desequilíbrio emocional na população, bem como nos profissionais de saúde. Pensando nisso, a UPA do Renascença implantou o “Projeto Cuidando de Quem Cuida”, que se dá através de atendimento psicológico para todos os colaboradores da Unidade e familiares dos pacientes suspeitos/confirmados com Covid-19.

De acordo com a psicóloga Mércia Fernanda, são muitas as repercussões causadas com o aparecimento do novo coronavírus e todos esses fatores, além de causarem impactos emocionais, podem culminar no aparecimento ou agravamento de transtornos de ordem de saúde mental, como depressão ou ansiedade. “Assim, em meio à realidade que estamos vivendo, mostra-se imprescindível a atuação do psicólogo nos hospitais de referência, sobretudo naqueles de combate direto à Covid-19”, diz ela.

O psicólogo hospitalar tem como papel acolher e dar suporte a pacientes, familiares e equipes de saúde, minimizando os impactos psicológicos frente à pandemia, bem como promovendo humanização e saúde mental nesse momento tão necessário.

A colaboradora Juliane Ibiapina diz que gostou do projeto. “Como foi bom me sentir acolhida na Upa Renascença através do atendimento psicológico para nós profissionais, ainda mais frente ao que estamos vivenciando hoje. Falei dos meus problemas pessoais e de relacionamento, a importância está no valor agregado à nossa qualidade de vida no trabalho, que me permitiu laborar com mais motivação, com menos estresse. Aproveito para agradecer a gestão, na pessoa da Thamara, que vem tornando mais humanizadas as relações interpessoais aqui dentro. Eu realmente me senti mais aliviada e elevou minha autoestima no trabalho”.

A diretora Thamara Carvalho reconhece que a mudança de hábitos repentina e os dados epidemiológicos tem causado muita angústia nos nos profissionais. “Desta forma, é nosso dever cuidar de quem cuida. Por isso o nome do nosso projeto. Todos nós temos uma missão linda aqui dentro e não podemos desistir. Vamos ressignificar nossos sofrimentos e pedir ajuda. Dar valor ao auto cuidado. Juntos venceremos esta batalha”.

As consultas funcionam de segunda a sexta e a marcação se dá através do telefone no setor da Administração.

Obras dos hospitais de campanha seguem em ritmo acelerado em Teresina

Rômulo Piauilino

Nesta quinta-feira (02), o prefeito Firmino Filho realizou visita à construção do Hospital de Campanha localizado na quadra de badminton da Universidade Federal do Piauí (UFPI), cuja obra segue em ritmo acelerado. Além deste, um outro estabelecimento está sendo construído para atender pacientes com coronavírus em Teresina.

A previsão é de que a conclusão da parte estrutural dos hospitais de campanha ocorra em 15 dias. “Após essa primeira etapa, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) deverá instalar os equipamentos necessários e contratar profissionais de saúde para garantir o atendimento a casos de baixa e média complexidade decorrentes do Coronavírus”, explica o presidente da FMS, Manoel Moura Neto.

De acordo com o prefeito, a quadra de Badminton foi cedida pela UFPI para abrigar o hospital e o espaço contará com 84 leitos de internação e 04 de estabilização, totalizando 88 leitos. “Os casos de Covid-19 podem aumentar exponencialmente e serão necessários leitos hospitalares. Estamos nos preparando para esse cenário, que queremos que não aconteça, mas se acontecer, poderemos garantir atendimento em saúde e amenizar o sofrimento das pessoas”, afirma.

Em Teresina, o outro hospital de campanha será instalado no Lar da Fraternidade e terá 35 leitos de internação e 01 de estabilização. O espaço foi cedido à Prefeitura pela Ação Social Arquidiocesana (ASA) e a FMS iniciou as modificações estruturais necessárias. “Estamos trabalhando arduamente para entregar essas unidades à comunidade com a máxima qualidade e no menor tempo possível”, ressaltou a gerente de Engenharia da FMS, Caroline Bastos.

Os hospitais de campanha são estruturas temporárias. Nestas unidades, as vagas dos leitos serão reguladas e disponibilizadas, exclusivamente, para pacientes vindos de outros hospitais e UPAS de Teresina , em ambulâncias do SAMU e que se enquadrem em casos de baixa e média complexidade decorrentes da Covid-19. Se houver necessidade, serão transferidos para locais que atendem casos de alta complexidade.

Atenção Básica destaca 20 UBS para atendimento exclusivo a casos de síndrome gripal

Em função da reorganização no serviço de atendimento aos casos suspeitos de COVID-19 e o andamento dos serviços na Atenção Básica Municipal, a Fundação Municipal de Saúde definiu nesta quarta-feira (01) uma nova estratégia de atendimento. Agora, 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) atenderão exclusivamente os casos de síndrome gripal, enquanto as outras 71 ficam a cargo das demandas da Estratégia Saúde da Família.

Entre as UBSs exclusivas para síndrome gripal, estão as 10 que já atendem em horário estendido (de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 17h), e mais 10 que funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. A lista inclui unidades nos pontos centrais das quatro zonas da cidade que devem ser procuradas por pacientes com sintomas suspeitos para COVID-19, onde receberão atendimento e encaminhamento caso necessário.

Já as outras 71 UBS responderão às demandas regulares da Atenção Básica como atendimento a gestantes, hipertensos, diabéticos, crianças com problemas que não sejam gripais e todos os serviços que funcionavam antes da pandemia. “É importante destacar que está sendo permitida a realização de consultas nestes grupos, porém continua a recomendação de evitar aglomerações”, explica Kledson Batista, diretor de Atenção Básica da FMS, que exemplifica: “Se você é um hipertenso que precisa apenas buscar receita, você irá medir a pressão e receber a sua medicação. Se você faz pré-natal mas não está sentindo nada ou não chegou seu período de consulta, aguarde. Mas se você precisa fazer consulta pré-natal porque já está sentindo algo ou porque já está no momento, procure uma das UBSs que não estejam atendendo síndromes gripais”, exemplifica ele.

O diretor frisa que neste momento estas 71 UBSs estão sendo orientadas a atender pacientes de qualquer zona da cidade, mesmo que eles sejam acompanhados originalmente por outra unidade. “Isso é possível graças ao sistema E-sus, que possibilita aos médicos acessarem o prontuário eletrônico de qualquer paciente atendido nas UBSs pela internet”, diz Kledson Batista. Além disso, estas unidades também estarão encarregadas de realizar serviços como retirada de pontos, curativos e troca de sondas, entre outros.

Já o atendimento odontológico está concentrado nas UBSs dos bairros Saci e Buenos Aires, apenas para casos estritamente necessários, como dor de dente intensa, inchaço bucal, edemas e traumas dentários. Já a vacinação está acontecendo exclusivamente para a Campanha de Vacinação contra a gripe, sendo que a rotina de atualização de cadernetas será normalizada a partir do dia 16 de abril.

Segundo o presidente da FMS, Manoel Moura Neto, a reorganização está em sintonia com recomendações da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) enviadas ao Ministério da Saúde. “A experiência de outros países têm mostrado que minimizar o contato presencial entre profissionais de saúde e usuários com síndrome respiratória agora, bem como evitar aglomeração de pessoas nestas unidades, é crucial para impedir a propagação do vírus, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde sobre a organização da atenção à COVID-19”, comenta o presidente.

Confira a lista das UBS com atendimento exclusivo para síndrome gripal

SUL
UBS Portal da Alegria
UBS Irmã Dulce
UBS Dagmar Mazza
UBS Parque Piauí
UBS Monte Castelo
UBS Promorar

SUDESTE
UBS Todos os Santos
UBS Novo Horizonte
UBS Carlos Alberto Cordeiro

NORTE
UBS Poty Velho
UBS Santa Maria da Codipi
UBS Real Copagre
UBS Karla Ivana
UBS Mocambinho

LESTE
UBS Taquari
UBS Planalto Uruguai
UBS Cidade Jardim
UBS Satélite
UBS Santa Isabel
UBS São João

Prefeitura inicia a construção de dois Hospitais de Campanha em Teresina

O prefeito Firmino Filho visitará nesta quinta-feira (02), às 9h, as obras do hospital de campanha que está sendo construído na quadra esportiva de Badminton da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A Prefeitura está ampliando a rede de atendimento em saúde para reforçar o enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus.

“Estamos reorganizando a nossa rede. A perspectiva é que a situação do Coronavírus se agrave em Teresina e devemos estar preparados para essa guerra”, ressalta o prefeito.

O Hospital, que será instalado na quadra de Badminton da UFPI, contará com 84 leitos de internação, 02 de estabilização, posto de enfermagem e setor de triagem. “A UFPI cedeu esse espaço à Prefeitura e agora nossa equipe está empenhada em montar a estrutura e adquirir equipamentos”, ressalta o presidente da FMS, Manoel Moura.

O outro Hospital de campanha será instalado no Lar da Fraternidade e terá 35 leitos de internação e 01 de estabilização. O espaço foi cedido à Prefeitura pela Ação Social Arquidiocesana (ASA) e a FMS iniciou as modificações estruturais necessárias. “Estamos trabalhando arduamente para entregar essas unidades à comunidade com a máxima qualidade e no menor tempo possível”, ressaltou a gerente de Engenharia e Arquitetura da FMS, Caroline Bastos.

Os Hospitais de Campanha são estruturas temporárias. Nestas unidades, as vagas dos leitos serão reguladas e disponibilizadas, exclusivamente, para pacientes vindos de outros hospitais e UPAS de Teresina, em ambulâncias do SAMU e que se enquadrem em casos de baixa e média complexidade decorrentes da Covid-19. Se houver necessidade, serão transferidos para locais que atendem casos de alta complexidade.

A equipe de técnicos escolheu esses dois locais para abrigarem os hospitais e descartou a possibilidade de ser no antigo Supermercado Bom Preço, na Av. Frei Serafim. Isso porque levaria mais tempo para concluir a estrutura. O prefeito visitou o local e agradeceu ao Grupo Claudino pela atitude solidária de ceder o espaço.

Consultas ambulatoriais no Lineu Araújo serão remarcadas

Em atendimento às normas de isolamento estabelecidas pela Prefeitura de Teresina, bem como a decisão de direcionar as forças para o combate à COVID-19, o Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo informa que as consultas ambulatoriais e eletivas que deveriam acontecer neste período serão remarcadas em momento oportuno.

Alguns serviços seguem funcionando normalmente, como o SAE – serviços de atendimento especializado em HIV/Aids e dispensação de antirretrovirais, o Provida (Programa de Valorização da Vida, com atendimento a pessoas com ideação suicida), o programa de acompanhamento de entrega de bolsas para os ostomizados, entrega de exames, a farmácia especial para pessoal com Mal de Parkinson e epilepsia e distúrbios de movimento, além da sala de vacina.

O diretor Clínico do Lineu Araújo, Walfrido Salmito, tranquiliza a população e esclarece que as consultas ambulatoriais eletivas serão remarcadas posteriormente, sem prejuízo ao cidadão que tenha atendimento agendado. “Assim que houver segurança para o retorno ambulatorial, entraremos em contato com os pacientes para o reagendamento dos atendimentos”, informa ele.

O diretor explica que esta reorganização se deu por motivos de saúde pública. “A gente está fazendo um trabalho em conjunto por orientação do Ministério da Saúde, da Prefeitura de Teresina e da equipe técnica para que todos os esforços sejam destinados ao combate ao coronavírus”, enfatiza Walfrido Salmito.

Vigilância Sanitária faz trabalho de orientação com serviços de delivery

Por conta da pandemia de Covid-19 e as determinações para que as pessoas fiquem em casa, tem aumentado nas últimas semanas a demanda pelos serviços de entrega – também conhecidos como delivery. A Vigilância Sanitária de Teresina está atenta a isso e tem realizado a ação Delivery Seguro, com orientação nestes serviços para evitar a disseminação da doença.

Como explica Jeanyne Seba, gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS), o trabalho abrange os entregadores, os restaurantes que preparam os alimentos e os usuários do delivery. “Estamos visitando os estabelecimentos e dando orientações sobre o manuseio dos alimentos e os cuidados de higiene”, explica. “Do mesmo modo, estamos orientando os entregadores em tópicos com os cuidados com os capacetes e motos, durabilidade das máscaras que eles usam para trabalhar e a importância da lavagem de mãos, que se mostra mais imprescindível do que apenas o álcool gel, que deve ser usado quando ele não tiver como lavar”, diz.

Ainda segundo a gerente, estas orientações, que já eram adotadas como normas pela Anvisa antes da pandemia, agora devem ser seguidas a risca para a segurança de todos os trabalhadores envolvidos no serviço, bem como dos clientes. “Os cuidados com a higiene nunca foram tão importantes como estão sendo agora”, alerta Jeanyne.

Confira abaixo as recomendações da Anvisa:

DELIVERY SEGURO PARA QUEM ENTREGA:
1. Limpeza  da caixa térmica com água  e sabão líquido e sanitização com  solução de água  sanitária: 45ml (03 colheres de sopa) de água sanitária para 01 litro de água
2. Higienizar os punhos  da moto  ou volante do carro com solução de água sanitária ou álcool 70%
3. A higiene  do entregador é indispensável, deve-se usar camisa de mangas compridas
4. O entregador  deve lavar as mãos com água, sabão líquido e secar com papel toalha antes de pegar a embalagem  do alimento para ser transportado
5. Levar álcool 70% para utilizar entre uma  entrega e outra
6. Manter  distancia mínima de 1,5m da pessoa que recebe a mercadoria
7. Evitar tocar em superfícies ou objetos de áreas comuns dos locais de entrega
8. As maquinetas de cartões devem  ser higienizadas  com álcool isopropílico e, para facilitar a higienização, elas podem ser cobertas com filme plástico
9. Solicitar ao cliente para inserir o cartão na máquina, evitando manuseá-lo
10. Ao retornar ao serviço, lavar as mãos com água, sabão líquido e secar com papel toalha
11. Evitar tocar o rosto e, caso seja necessário, higienizar  as mãos antes
12. Fazer a higienização  dos capacetes com frequência durante  o trabalho diário

PARA QUEM RECEBE:
1. Procure sempre  fazer  o pedido  e efetuar  o pagamento  pelo aplicativo
2. Manter  uma  distância  mínima  de 1,5m do entregador
3. Receba  o pedido  e coloque em um local limpo
4. Se  o pagamento  for efetuado  na  maquineta  de  cartão,  evite  que o entregador  o manuseie.  Higienize as mãos com água  e sabão  líquido e o cartão com  álcool 70%
5. Caso o pagamento  seja realizado  com dinheiro,  lave  imediatamente  as mãos com  água e sabão  líquido e seque,  de  preferência,  com papel-toalha
6. Retire  o alimento  da  embalagem  e coloque em um utensílio de casa
7.Jogue todas  as embalagens  no lixo
8. Lave  bem  as  mãos antes  de  consumir  a refeição
9. Ao  fim, sempre  higienizar  as superfícies  que tiveram  contato com as embalagens  ou as mercadorias  entregues com solução de água sanitária: 45ml (03 colheres  de sopa)  de água  sanitária  para  01 litro de  água