Seminário “Mulher e mundo do trabalho” discute os desafios da inclusão socioprodutiva

Ascom/FWF

Promover a discussão acerca dos programas de profissionalização, inclusão socioprodutiva e fortalecer as políticas de geração de trabalho e renda entre as mulheres no município. Esse foi o objetivo do 1º Seminário Municipal: “Mulher e Mundo do Trabalho: desafios da inclusão socioprodutiva”. O evento foi promovido pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Wall Ferraz e Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres.

A conferência de abertura discutiu os desafios históricos e atuais enfrentados pelas mulheres no mercado de trabalho e foi ministrada por Tauani Zampieri Cardoso, consultora do projeto Mulheres Resilientes, Cidades Resilientes, do PNUD. No segundo momento, foram apresentadas as Leis Municipais que tratam da relação mulher e o mundo do trabalho, profissionalização e inclusão da mulher no mercado de trabalho em Teresina. A responsável pela apresentação foi a vereadora Teresinha Medeiros. A mesa redonda formada por representantes da FWF, SMPM, Semest, Semdec, Senai e IFPI abordou experiências de profissionalização e inclusão socioprodutiva de mulheres em Teresina.

Representando o prefeito Firmino Filho, o gestor da Fundação Municipal de Saúde, Charles da Silveira, destacou a importância das políticas públicas para inserção da mulher no mercado de trabalho. “Nós queremos uma sociedade transformada, onde as mulheres possam avançar e ocupar espaços de maneira igualitária. Aí entra o poder público possibilitando qualificação profissional, oficinas de conscientização, para que juntas, as mulheres possam construir um sentimento comunitário de ação”, afirmou.

Também foram realizados os workshops Mulher e Liderança no Mundo do Trabalho, com Monique Menezes e Elisane Melo; Empreendedorismo entre as Mulheres, com a empresária Silvia Meneses e Yolanda Amorim (SEBRAE); Educação Financeira e Mulher no cenário da Ciência e Tecnologia, com Ana Claudia Galvão e Luciana Farias. O evento também possibilitou que mulheres empreendedoras fortalecessem seus negócios através da exposição e comercialização de produtos artesanais.

Marilia Carvalho, estudante de Serviço Social e participante do Seminário, citou que a discussão acerca do tema mulher e mundo do trabalho merece ser cada vez mais inserida no cotidiano da sociedade. “É importante que esse assunto seja sempre pautado para que cada vez mais as mulheres tenham consciência do seu espaço em todas as esferas da sociedade”, disse.

“Foi um momento de articulação entre as diversas instituições que de alguma forma desenvolvem ações para promoção da mulher no mundo do trabalho. Nesta oportunidade, tivemos um momento de troca de informação, formação e difusão da legislação local acerca do que já temos instituído legalmente para o acesso da mulher ao mercado de trabalho”, destacou a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Segundo a gestora da SMPM, Macilane Gomes, o seminário foi pensado para refletir sobre os desafios da inclusão socioprodutiva das mulheres. “Em 2018, realizamos um diagnóstico sobre a violência contra a mulher em Teresina, que apontou que as mulheres se destacam na educação formal. No entanto, na inclusão no mercado de trabalho e na garantia da autonomia, a cidade ainda precisa avançar. Por isso, já pensamos ações que possam garantir essa inclusão e a superação da desigualdade de gênero para que as mulheres possam participar desse desenvolvimento econômico de maneira equânime, ocupando espaços de poder, que elas possam se qualificar escolhendo em que área e incluindo-se no mercado de trabalho também como superação da violência que vivenciam em âmbito doméstico”, apontou.

1º Seminário Municipal “Mulher e mundo do trabalho” acontece nesta quarta-feira (3)

O 1º Seminário Municipal “Mulher e Mundo do Trabalho: desafios da inclusão socioprodutiva” acontece nesta quarta-feira (3) no auditório do IFPI Central. Realizado pela Fundação Wall Ferraz (FWF) e Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres, o evento quer promover a discussão acerca dos programas de profissionalização, inclusão socioprodutiva e fortalecer as políticas de geração de trabalho e renda entre as mulheres no município. O Seminário acontece das 8h às 17h no auditório do IFPI Central e já conta mais de 200 inscrições.

A conferência de abertura vai discutir os desafios históricos e atuais enfrentados pelas mulheres no mercado de trabalho e será ministrada por Tauani Zampieri Cardoso, consultora do projeto Mulheres Resilientes, Cidades Resilientes, do PNUD. Também serão apresentadas as Leis Municipais que tratam da relação mulher e mundo do trabalho, profissionalização e inclusão da mulher no mercado de trabalho em Teresina. A responsável pela apresentação será a vereadora Teresinha Medeiros.

Em uma mesa-redonda, FWF, Semest, Semdec, Senai e IFPI vão discutir experiências de profissionalização e inclusão socioprodutiva de mulheres em Teresina. Durante o evento também será possível participar de oficinas vivas e prestigiar exposição de artesanato produzido por grupos de mulheres da capital.

Também serão ofertados os workshops “Mulher e Liderança no Mundo do Trabalho” com Monique Menezes e Elisane Melo, “Empreendedorismo entre as Mulheres” com a empresária Silvia Meneses e Yolanda Amorim (SEBRAE) e ainda a palestra “Mulher no cenário da Ciência e Tecnologia” com Ana Claudia Galvão e Luciana Farias.

A presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira, ressalta que o Seminário visa fortalecer o acesso e a inclusão das mulheres teresinenses ao mercado de trabalho. “O Seminário é uma inovação no município. Será um momento de articulação entre as diversas instituições que de alguma forma desenvolvem ações para promoção da mulher no mundo do trabalho. Será um momento de troca de informação, formação e difusão da legislação local acerca do que já temos instituído legalmente para o acesso da mulher ao mercado de trabalho”, pontua.

“Ano passado fizemos o Diagnóstico da Violência contra a Mulher em Teresina, que mostrou que apesar das mulheres possuírem uma educação formal mais qualificada, os homens ainda estão mais inseridos no mercado de trabalho e possuem os maiores salários. Precisamos empoderar essas mulheres para que elas tenham autonomia e uma consequente independência financeira, pois isso também impacta os números da violência na cidade”, afirma a gestora da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Macilane Gomes.

O evento tem como público alvo as instituições de profissionalização e inclusão socioprodutiva do município, instituições que atuam em defesa da mulher, estudantes universitários, coletivos e grupos de mulheres organizadas, conselhos de direitos e sociedade em geral.

Confira aqui a programação completa.

Qualifica Teresina vai discutir como ter uma vida financeira mais equilibrada

Ter mais dinheiro é difícil? Como faço para economizar? E para ganhar mais? No Qualifica Teresina desta segunda (1), a convidada especial, a coach financeira Rafaella Fernandes, vai discutir como ter uma vida financeira mais equilibrada. O quadro vai ao na Rádio FM Culutra 107.9 MHz, a partir das 9h da manhã.

“A regra básica é gastar menos do que você ganha. Mas muitos gastam acima do que podem, chegam a esse ponto fazendo muitas escolhas erradas e continuam, passam a vida assim, achando que é normal não ter dinheiro”, afirma Rafaella Fernandes.

Ainda segundo a especialista, alguns questionamentos devem ser feitos diariamente, como por exemplo: Realmente preciso disso? Vai trazer benefício na minha vida? Se eu não comprar isso hoje, o que acontece? Estou comprando para compensar algo? “Basicamente é preciso aprender a economizar e/ou ganhar mais, mas isso envolve decisões e mudança de hábitos, as quais muitos não estão dispostos”, pontua.

Rafaella Fernandes é graduada em Psicologia pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), especialista em Gestão de Pessoas pelo Centro de Ensino Unificado de Teresina (CEUT), coach financeira pelo Instituto Coaching Financeiro (ICF/RJ), palestrante, terapeuta e educadora financeira pela DSOP (SP).

O Qualifica Teresina é desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz em parceria com a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) e vai ao ar toda segunda-feira, de 9h às 9h30 da manhã na Rádio FM Cultura. A rádio pode ser sintonizada na frequência 107,9 MHz e o quadro tem transmissão ao vivo pela página da Fundação Wall Ferraz no Facebook.

Qualifica Teresina discute a atuação da mulher no espaço organizacional

Como se dá a atuação e inserção da mulher no espaço organizacional? Há alguma diferença entre a liderança feminina e masculina? Existe distinção entre o homem e a mulher em um processo de recrutamento e seleção? Estes e outros questionamentos serão respondidos por Marcia Mendes, convidada do Qualifica Teresina desta segunda-feira (25), que tem como tema “A atuação da mulher no espaço organizacional”.

“Abordaremos desde a postura durante o processo de recrutamento e seleção até sua atuação no mundo corporativo dando ênfase à postura profissional exigida pelo mercado”, pontua a convidada Marcia Mendes.

Marcia Mendes é assistente social, pós-graduada em Gerência de RH e Pedagogia Empresarial. Possui certificação em Green Belts e Formação de Instrutoria de Treinamentos pela FDC – Fundação Dom Cabral. Tem 26 anos de experiência na área de Gestão de Pessoas em grandes empresas, incluindo multinacionais de referência.

O Qualifica Teresina é desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz em parceria com a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) e vai ao ar toda segunda-feira, de 9h às 9h30, na Rádio FM Cultura. A rádio pode ser sintonizada na frequência 107,9 MHz e o quadro tem transmissão ao vivo pela página da Fundação Wall Ferraz no Facebook.

Mês da mulher

Durante todo o mês de março, o Qualifica Teresina discute temas relacionadas à mulher e o mercado de trabalho. O quadro, que vai ar toda segunda-feira na Rádio FM Cultura, leva aos teresinenses esclarecimentos sobre assuntos ligados ao mundo do trabalho e suas requisições atuais e ainda informa sobre os serviços ofertados gratuitamente pela Fundação Wall Ferraz.

O Qualifica Teresina, que completa um ano neste mês, já ouviu mais de 30 especialistas, em sua maioria mulheres, e destacou temas como empreendedorismo, inteligência emocional, processos seletivos nas empresas, felicidade no trabalho e atendimento ao cliente.

Fundação Wall Ferraz convoca 36 novos instrutores aprovados

Mais 36 instrutores aprovados no Processo Seletivo da Fundação Wall Ferraz foram convocados. Os novos instrutores vão atuar nas áreas de Ambiente e Saúde, Artesanato, Beleza e Estética, Formação Socioprofissional, Gestão e Negócios, Informática e Infraestrutura. Os profissionais vão ministrar cursos, palestras, oficinas e workshops realizados ao longo do ano.

Os candidatos convocados devem comparecer nos dias 20 e 21 de março, das 8h às 13h, na Gerência Pedagógica e de Capacitação da Fundação Wall Ferraz para apresentação e entrega dos documentos exigidos para a contratação temporária.

A FWF fica localizada na Praça Marechal Deodoro da Fonseca (Praça da Bandeira), 900, ao lado da Prefeitura de Teresina. Caso o instrutor convocado não compareça no prazo determinado será considerado desistente, sendo automaticamente excluído do Processo Seletivo, convocando-se o candidato imediatamente subsequente.

As inscrições para o Processo Seletivo de Instrutores aconteceram de forma eletrônica no site da Fundação Wall Ferraz no período de 11 a 15 de fevereiro e o resultado final foi divulgado no dia 11 de março.

Confira a lista de convocados