Equipe de emergência do HUT participa de treinamento sobre reanimação cardiopulmonar

Comprometidos com as ações de suporte à vida em Urgência e Emergência, médicos, equipes de enfermagem, maqueiros, internos e estagiários da área assistencial do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), participaram de um treinamento prático em reanimação cardiopulmonar (RCP), visando à atualização da equipe para melhorar as chances de sobrevivência junto aos pacientes que apresentem parada cardiorrespiratória.

Com duração de duas horas, a atualização aconteceu nesta terça (19-Out), no auditório do HUT, onde foi ministrada a parte teórica, bem como a prática, através de simulação com manequins de ressuscitação.

(Foto: Ascom/HUT)

O treinamento foi feito pelo instrutor Gilmar Alves, enfermeiro e fundador da empresa “Salve Vidas” orientando como se identifica uma parada cardiorrespiratória, as compressões torácicas e o manuseio adequado do desfibrilador em adultos e crianças com base nas diretrizes da American Heart Association, referência mundial na organização e atualização das evidências em parada cardiorrespiratória.

Os conhecimentos e habilidades em RCP podem ajudar a salvar vidas nas emergências potencialmente fatais. “O procedimento pode ser aplicado por qualquer pessoa, mas nem por isso deve ser feito de qualquer maneira e este aprendizado pode ser utilizado e fazer toda a diferença no auxílio a uma vítima”, esclarece Fábio Marcos, diretor geral do HUT.

(Foto: Ascom/HUT)

Para Clarisse Santos, enfermeira do serviço de pediatria, algumas partes do procedimento são diferentes do que é feito nos adultos e a capacitação serviu para atualizar seu conhecimento. “O foco é sempre prevenir, mas infelizmente a RCP acontece e, apesar de ninguém gostar de presenciar um caso crítico desses, temos que saber atender para minimizar os danos.

Estudos apontam que, a cada um minuto e meio, uma pessoa morre por doença cardiovascular e, a cada ano, cerca de 400 mil pessoas morrem de infarto no Brasil, daí a importância dos treinamentos sobre massagens cardíacas.

Hospital de Urgência de Teresina realiza 3ª Semana da Fisioterapia

Em comemoração ao Dia do Fisioterapeuta, celebrado hoje (13 de Outubro) será realizado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), nessa quarta, quinta e sexta (13 à 15-Out) a 3ª Semana da Fisioterapia com o tema: mobilizar é preciso.

Na programação será ofertado no auditório para o público interessado o mini curso de terapia a laser voltada para a cicatrização de tecidos e alivio da dor de pacientes críticos; além da apresentação de um protocolo da área e uma ação denominada “Cuidador Capacitado, Paciente Seguro” visando orientar os familiares um auxílio mais seguro, enquanto paciente no Hospital como na recuperação pós-alta hospitalar.

A abertura da Semana da Fisioterapia do HUT contou com a participação dos representantes máximo do Conselho Regional de Fisioterapia do Piauí (Crefito), Dr. Rodrigo Amorim e Dr. Saulo Carvalho da Associação Brasileira de Fisioterapia em Terapia Intensiva (Assobrafir), da gerente de atenção hospitalar, enfermeira Roberta Berté e dos diretores do HUT, médicos Fábio Marcos e Hormone Rodrigues.

Classificado como um dos profissionais de saúde que fazem a diferença na assistência ao paciente, a fisioterapia hospitalar trabalha no tratamento dos pacientes internados para prevenir complicações respiratórias, neurológicas e motoras e na recuperação de lesões.

Dados da Revista Brasileira de Terapia Intensiva revelam que até 60% dos pacientes internados em unidades de terapias intensiva (UTIs) desenvolvem fraqueza generalizada relacionada ao imobilismo, logo a mobilização precoce dos nossos pacientes críticos se faz necessário para a redução do tempo de ventilação mecânica e a base para a recuperação funcional e a retorno para casa com qualidade de vida, declara Danila Vieira, coordenadora do serviço no HUT.

Para o paciente Benjamin Aragão que ficou 45 dias internado, “os médicos me curaram, mas a fisioterapia me deu a vontade de viver”. Declarou.

O Serviço de Fisioterapia do HUT conta hoje com 69 profissionais realizando nesse ultimo bimestre cerca de 16.109 atendimentos, apresentando um crescimento de 134% de faturamento no período.

Foto: Divulgação (Ascom/HUT)

Foto: Divulgação (Ascom/HUT)

Dia das Crianças é comemorado no HUT com festa, presentes e super-heróis

No hospital também sou feliz, o dia das crianças é especial para os pacientes do serviço de pediatria do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Com uma programação que levou diversão e alegria, os super-heróis e princesas fizeram uma aparição às crianças internadas. Personagens como Super Homem, Batman, Flash e Mulher Maravilha realizaram distribuição de brinquedos e kits de pintura.

Equipes da pediatria, crianças e acompanhantes em parceria com as empresas Damásio Educacional, CredLar Construtora e Distribuidora Diprol foram envolvidas na leitura de histórias, musicalização e lanches para as 35 crianças internadas na unidade no momento da atividade, em especial a paciente Lúcia de 11 anos que teve seu aniversário comemorado no Hospital.

Tâmara acompanhante do paciente Júlio, internado desde Junho no HUT é só gratidão. “Tenho certeza que meu irmão gostou muito de participar da festa e dos presentes, obrigado a equipe de enfermagem e médica por esse momento incrível”. Disse.

Poder reunir as pessoas e sensibilizar empresas em prol de uma ação infantil é muito gratificante, ver o sorriso no rosto das crianças nos dá a certeza que estamos fazendo o melhor, destaca Viviane Alves, uma das organizadoras do evento.

A programação da Semana da Criança faz parte das ações de humanização do HUT voltadas para o acolhimento e a melhoria na qualidade da assistência prestada aos pacientes. “No caso das crianças, buscamos desenvolver atividades que valorizem o lúdico e o bem-estar no processo de hospitalização e, assim, comemorar a data” acrescenta Carla Janaína, coordenadora de enfermagem da clínica pediátrica do hospital.

Fábio Marcos, diretor geral do HUT acrescenta que “essas ações auxiliam no tratamento dos que estão internados, sempre que podemos trazemos atividades para distraí-los”. O HUT é a maior urgência e emergência pública do Piauí, é também referência no pronto-atendimento infantil de alta e média complexidade.

Pacientes da ala infantil tiveram oportunidade de se divertir com brincadeiras planejadas especialmente para a data. Foto: (Ascom/HUT)

HUT leva saúde em casa com equipe multidisciplinar de atenção domiciliar

A Atenção Domiciliar é uma estratégia de desospitalização voltada aos pacientes que apresentam estabilidade clínica, mas que ainda necessitam de cuidados e podem continuar o tratamento no seu domicílio com a garantia da continuidade do atendimento realizado anteriormente no ambiente hospitalar.

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) é a única unidade Hospitalar no município a oferecer aos seus pacientes e a rede de atenção à saúde essa assistência, atendendo em média 60 pessoas mês em casa. A Equipe Multidisciplinar de Atendimento Domiciliar (EMAD) atua desde 2014 e é composta por um médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, fisioterapeuta. Esse ano a equipe foi reforçada com profissionais de nutrição e fonoaudiologia que realizam visitas semanais acompanhando todo o processo até o seu restabelecimento.

A abordagem deste tipo de atendimento é diferenciada e tem foco em necessidades específicas de cada paciente para reabilitação: vítimas de traumas e AVC, fazendo uso de ventilação mecânica não invasiva (BiPAP), portadores de ostomias, traqueostomizados, úlceras extensas, entre outros.

O papel principal do Serviço de Atenção Domiciliar do HUT é proporcionar a qualidade de vida e conforto aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “Atendemos crianças e adultos que necessitam da assistência da equipe multidisciplinar proporcionando um cuidado mais próximo da rotina da família evitando hospitalizações desnecessárias. Em casa, os riscos de complicações clínicas e infecções são menores” explicou a enfermeira coordenadora do EMAD, Erilene Pontes.

Para o diretor geral do HUT, Fábio Marcos de Sousa, o serviço vem dar suporte as ações do hospital. “Por meio deste serviço conseguimos uma rotatividade dos leitos ajudando a desafogar o hospital e liberar para outros pacientes. Além disso, o paciente recebe o tratamento em seu domicílio e uma atenção contínua, integral e humanizada”, declarou.

A EMAD desempenha papel fundamental para as ações no domicílio como dar orientações e suporte aos familiares. Os critérios de inclusão na modalidade de Atenção Domiciliar segue um protocolo de elegibilidade, casos de atenção básica a EMAD encaminha a assistência à saúde do Programa de Saúde da Família (PSF) formando uma rede para a continuidade da assistência com qualidade.

Foto: Divulgação (HUT)

HUT irá reativar capacitação para doação de órgãos

Para celebrar o Dia Nacional da Doação de Órgãos, em 27 de setembro a “Campanha Setembro Verde” é realizada todos os anos para  conscientizar a sociedade sobre a importância da doação. Nesse contexto o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em parceria com a Central de Transplantes do Piauí irá reativar a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), identificando os potenciais doadores, promovendo uma entrevista familiar adequada e melhorando a articulação do Hospital com a Central de Notificação.

A CIHDOTT será reconstituída por médicos, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, com funcionamento 24 horas para melhorar a organização e a ampliação do processo de captação de órgãos.

O HUT é hoje o hospital com maior potencial de doação de múltiplos órgãos e tecidos do Estado devido ao perfil de pacientes de alta complexidade que são atendidos diariamente na unidade e o debate constante desse assunto nos ajuda a aumentar o número de doações. Ressaltou Lourdes Veras, médica, coordenadora da Central de Transplantes.

Fábio Marcos, diretor geral do HUT lembra que em 2017 houve a maior notificação de doações já registradas no Estado e isso foi possível devido à atuação da CIHDOTT no processo de transplantes do Estado. “É nosso compromisso social recomeçar e reativar essa comissão no Hospital para notificar mais doadores e reduzir a lista de espera por um órgão. Isso será mais um indicador que nosso objetivo de salvar vidas está sendo cumprido”. Garantiu.

Para tornar o processo mais seguro e transparente o HUT irá revisar seu protocolo de morte encefálica isso irá facilitar os diagnósticos, além disso, com a capacitação dos médicos e demais membros da comissão, os potenciais doadores de órgãos serão melhor conduzidos tornando o processo mais rápido e menos doloroso para a família que está em processo de luto. Explica o diretor clínico, Hormone Rodrigues.

Doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Muitas vezes, o transplante de órgãos pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação.

Foto: Divulgação (HUT)

HUT realiza capacitações de gestores em parceria com o Senac

Os encontros ocorrem de forma sistemática com temas que impactam no processo de gestão de pessoas considerando a especificidade do ambiente hospitalar Fotos(Ascom/HUT)

 

Considerando o papel estratégico dos gestores e sua importância no processo de liderança para melhorar e humanizar o atendimento, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) vem trabalhando suas lideranças por meio de um Programa de Aperfeiçoamento. A iniciativa visa criar espaços de formação contínuos para os líderes da unidade, através de 12 encontros.

Os encontros ocorrem de forma sistemática com temas que impactam no processo de gestão de pessoas considerando a especificidade do ambiente hospitalar.

Em setembro, as capacitações aconteceram nos dias 9 e 23 e foram voltadas para o desenvolvimento do autoconhecimento e da autogestão contando com os instrutores do Senac-PI, Joelma Araújo (Executive Coach) e Flávia Freire (Administradora e gestora de Pessoas) trabalhando os temas: Lidere-se para Liderar e Mediação de Conflitos no Trabalho.

O diretor geral do HUT, Fábio Marcos, destacou que aumentar a eficiência dos trabalhos junto aos servidores é uma das motivações para a realização desses treinamentos e visa a expandir as ações de promoção à saúde, junto aos profissionais e usuários.

Para Viviane Alves, chefe da Unidade de Educação Continuada “o resultado prático dessas ações, reflete diretamente na melhoria do ambiente de trabalho e na maior qualidade e humanização da assistência”, afirmou.

O programa de aperfeiçoamento de lideranças do HUT acontece desde junho e mais quatro encontros ainda estão previstos até dezembro. Estarão em pauta nos próximos treinamentos: A Comunicação Não Violenta; Feedback; Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e Ferramentas da qualidade.

HUT alerta para perigos no trânsito que sobrecarregam o sistema de saúde

Os índices de acidente de trânsito sempre foram uma preocupação de saúde pública e os atendimentos a vítimas desse perfil são uma realidade constante no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), referência estadual no atendimento a pacientes politraumatizados.

De Janeiro a Agosto deste ano, o HUT atendeu a 5.956 pacientes vítimas de acidente de trânsito. Foram 5.198 vítimas de acidentes de motocicletas, 249 colisões com carro e 509 atropelamentos. Desse total, 77% das vítimas foram homens, sendo que 57% tinham entre 21 e 40 anos.

Foto: Ascom HUT

Ainda com base nas estatísticas do próprio hospital, 87% dos acidentes de trânsito atendidos envolvem motociclistas e na Semana Nacional de Trânsito, o médico e diretor geral do HUT, Fábio Marcos alerta para os impactos assistenciais e econômicos para a saúde pública.

“Os acidentes de trânsito causam óbitos e podem trazer sequelas permanentes para toda uma vida, por isso atenção, cuidada e prudência no trânsito são pontos indispensáveis para garantir a segurança de todos”, disse o profissional.

Vítimas desse perfil costumam apresentar diversas lesões devido à alta velocidade e energia causada pelo impacto, envolvendo as especialidades de ortopedia, neurologia e bucomaxilo que juntas representam 69% das cirurgias realizadas na unidade.

“Independentemente do tipo de trauma sofrido é necessário ter o acompanhamento especializado para aumentar as chances de recuperação. Em muitos casos, a vítima consegue se recuperar. Porém, alguns traumas podem ser permanentes como uma perna amputada ou membros paralisados. São sequelas irreversíveis e que mudam a vida de quem sofreu o acidente”, alerta Fábio Marcos.

O número de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPMEs) para esse tipo de cirurgia gerou um custo de mais de dois milhões e meio ao sistema público de saúde somente no primeiro semestre de 2021.

Além disso, os acidentes recebidos no Hospital estão mais graves, como observa o cirurgião geral e diretor clínico, Hormone Rodrigues. “A gravidade dos pacientes que chegaram ao HUT foi maior, o que pode ser explicado pela alta negligência e aumento da velocidade dos motoristas nas ruas, gerando, consequentemente, maiores impactos nos acidentes e lesões mais sérias”, apontou.

A quantidade de cirurgias realizadas no HUT em 2021 já é mais expressivo desde 2008, quando comparado ao ano anterior houve um aumento de mais 14%.

Dia Mundial da Segurança do Paciente é celebrado no HUT

A iniciativa contribuiu para a troca de experiências e disseminação das melhores práticas de forma integrada no HUT Fotos(Ascom/HUT)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o dia 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. Para reforçar a importância da data, durante a semana de 13 a 17 de setembro, o Hospital de Urgências de Teresina (HUT) realizou diversas ações internas educativas de conscientização.

Nesse período, membros do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HUT realizam ações internas com o objetivo de identificar e observar o que pode ser aperfeiçoado em termos de segurança e a prestação de assistência ao paciente.

A iniciativa contribuiu para a troca de experiências e disseminação das melhores práticas de forma integrada nas várias clínicas e postos assistenciais que compõem o HUT, reforça o médico Fábio Marcos de Sousa, diretor geral da unidade.

O infectologista Herion Alves, presidente da CCIH, esclarece que a Segurança do Paciente é um tema de todos os dias, ganhando maior relevância nessa semana. As práticas desenvolvidas são baseadas nas seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente criadas pela OMS (identificação correta do paciente; comunicação efetiva; segurança na prescrição de medicamentos; cirurgia segura; higiene das mãos e redução do risco de quedas).

Uma das ações realizadas no HUT para evitar que o paciente sofra com danos previsíveis e evitáveis foi a celebração da milésima notificação de eventos adversos. Pacientes podem ser vítimas de erros ou eventos adversos e a notificação é a principal fonte de informação para a devida gestão de riscos e definição de barreiras e minimização de riscos durante a assistência ao paciente explicou Lenier Braga, coordenadora do NSP.

Em comemoração a Semana de Segurança do Paciente, o HUT também programou discussões sobre Sepse, doença considerada uma das principais causas de mortalidade hospitalar, cuja data é lembrada mundialmente no dia 13 de Setembro. Na oportunidade, seguindo as diretrizes internacionais mais importantes, o hospital atualizou seu protocolo para Sepse e está disseminando por meio da educação continuada com toda equipe multidisciplinar.

Hospital de Urgências de Teresina registra a marca de 10 mil cirurgias em 2021

Por ser um hospital de alta complexidade, prioriza os casos graves de urgência e emergência Foto(Ascom/HUT)

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT), vinculado a Fundação Municipal de Saúde, alcançou, em agosto, a marca de 10 mil cirurgias realizadas, somente este ano. O número apresenta um aumento de 14%, em comparação ao mesmo período de 2020. Mês a mês, a unidade hospitalar já vinha registrando recordes em relação aos meses anteriores.

Por ser um hospital de alta complexidade, prioriza os casos graves de urgência e emergência, como vítimas de acidentes de trânsito e grandes traumas. A média geral de permanência no HUT é considerada baixa reduzindo de cinco para dois dias de internação, “Isso permite uma maior dinâmica no fluxo de atendimento, proporcionando a entrada de novos usuários do SUS na unidade e sem que haja pacientes nos corredores,” enfatizou Fábio Marcos de Sousa, diretor geral do Hospital de Urgência.

Em agosto, a maior emergência pública do Piauí registrou também a maior quantidade de atendimentos do ano, 4.791 entradas e um novo recorde desde a sua abertura na quantidade de exames de imagem: foram emitidos 13.310 laudos entre exames de raio-X, tomografias, ultrassonografias e anatomopatológicos (biópsias).

No HUT, o principal motivo dos atendimentos continua sendo mal súbito e a maior causa de procedimentos cirúrgicos são de vítimas de traumas por acidentes de trânsito, principalmente envolvendo motociclistas, que representam em média 69% do total de cirurgias da unidade.

Serviço Social do HUT inaugura novas instalações

O Serviço Social do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) está de cara nova. As novas instalações passam a contar com um espaço mais amplo e adequado para cumprir o seu papel.

Na equipe do HUT, a assistente social é responsável por identificar, com um olhar sensível, situações de vulnerabilidade e a realidade social em que o paciente está inserido, com vistas a garantir o atendimento integral de suas necessidades.

Osfrany Martins, assistente social responsável pelo Serviço Social do HUT, explica que no novo espaço “Os usuários já podem ser atendidos com mais conforto.” O setor já pode fazer atendimentos individualizados com mais privacidade e em um ambiente refrigerado. “Os casos de denúncias de atendimentos necessitam de sigilo, com a nova instalação, um dos espaços é particular, permitindo assim maior privacidade tanto da assistência social quanto da psicologia.”

(Foto: Ascom/HUT)

Osfrany aproveitou o momento para agradecer o apoio diretoria geral, médico Fábio Marcos de Sousa e do administrativo, Fernando Correia, pela realização do novo espaço que fica localizado próximo a entrada principal do Hospital, facilitando assim o acesso de pacientes e acompanhantes que necessitam de orientações sobre os seus direitos.

“São essas profissionais que atuam no atendimento direto da população para que tenham acesso aos direitos essenciais que podem salvar vidas. Em meio a tantas desigualdades presentes durante a pandemia, essa categoria tornou-se ainda mais essencial especialmente para os mais vulneráveis”, ressalta Fábio Marcos, diretor geral do HUT.

(Foto: Ascom/HUT)

(Foto: Ascom/HUT)