Lagoas do Norte promove oficina de capacitação aos moradores do residencial Parque Brasil

O Programa Lagoas do Norte segue desenvolvendo uma série de ações sociais junto aos moradores do residencial Parque Brasil, construído para receber a população atendida pelo programa e pela política habitacional da Prefeitura de Teresina. Neste fim de semana, os moradores participaram de uma oficina de capacitação de lideranças comunitárias.

A atividade foi elaborada para subsidiar os síndicos e moradores que desejam contribuir para a melhoria do convívio social.

A ministrante Gizelle Bueno, especialista em condomínio e síndica profissional, tratou de assuntos relacionados à gestão eficiente em momentos de crise; direitos e deveres da profissão; e alinhamento de ações a curto, médio e longo prazo.

Os participantes discutiram diversas questões acerca da correta formação de condomínio e tiraram suas dúvidas sobre o processo de formalização e gestão condominial.

Esta ação está inserida no Projeto de Trabalho Social, que vem sendo desenvolvido com os moradores desde o início da ocupação do conjunto habitacional pelo PLN. Além das orientações e auxílio na condução desse processo de formalização dos condomínios, estão sendo prestados atendimentos sociais, encaminhamentos de demandas, ações ambientais e de preservação do patrimônio, rodas de conversa e ações sociais junto às crianças.

“Estamos acompanhando de perto a formação da comunidade e auxiliando para que eles possam desenvolver uma vizinhança harmônica. Nosso trabalho vem sendo diário junto aos moradores e assim permanecerá”, afirma Apoena Amorim, diretor de Coordenação do Lagoas do Norte.

SEMJUV faz entrega de certificado de projeto do “Se Liga na Ideia”

Nesta quarta-feira, dia 2 de março, a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretária Municipal da Juventude (SEMJUV), fará a entrega de certificado da oficina “Marcenaria criativa”, do programa “Se Liga na Ideia”.

O evento, que acontecerá às 10h30, na rua Irmã Catarina Levrini, 5020, no bairro Memorare, contará com o Showroom de exposição das peças ao público.

“Para mim, foi muito gratificante ter participado e ter sido contemplado pelo edital do ‘Se Liga na Ideia’, através dele nós realizamos o nosso sonho e dos nossos alunos, gostaria de fazer um agradecimento especial a Prefeitura de Teresina, a Secretaria Municipal da Juventude, ao Instituto Avante e ao projeto Lagoas do Norte. Todos contribuíram de maneira espetacular para a realização desse sonho”, enfatizou o jovem Pablo Sepúlveda.

A oficina de marcenaria foi realizada durante uma semana, no mês de fevereiro, onde 16 jovens participaram aprendendo e produzindo peças de madeira (utilitárias e decorativas)

O projeto “Se Liga na Ideia” é uma realização da Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Juventude (SEMJUV), em parceria com o Programa Lagoas do Norte e a consultoria do Instituto Avante de Juventude.

Lagoas do Norte reúne Defesa Civil, Bombeiros e Semduh para elaboração do Plano de Ação de Emergências

Durante toda esta semana, o Programa Lagoas do Norte esteve reunido com diversos órgãos, como Defesa Civil Municipal e Estadual, Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, para discutir a elaboração do Plano de Ação de Emergências. O documento vai conter informações, orientações, direcionamentos e o fluxo de atendimento à população que vive nos 13 bairros de atuação do PLN durante possíveis ocorrências de desastres naturais.

Foto: Ascom Lagoas do Norte

O engenheiro Wagner Nascimento, especialista mineiro em desastres naturais que foi contratado pelo Lagoas do Norte para prestar consultoria na elaboração do plano, avalia que a semana foi produtiva no sentido de coletar informações e dados que servirão de subsídio para o plano. “Já temos dados e informações importantes para que possamos iniciar o trabalho. Além de documentos, pudemos coletar durante as visitas às comunidades e também durante a expedição nos rios Parnaíba e Poti. Vimos as ocupações nas margens dos rios e também o assoreamento por conta da ação das águas”, afirma.

O trabalho conta com uma equipe de especialistas formada por hidrólogo, engenheiro de segurança, geógrafo e cientista social. O plano será formatado a partir de dados como estudo de inundação, modelagem hidráulica, cenários de risco, modelos hidrodinâmicos, engenharia fluvial, modelagem espacial, geoprocessamento, mapeamento geográfico temático, banco de dados geoespaciais. Na parte social, deverá conter procedimentos de salvamento e segurança, sinalização de emergência; rotas de fuga e pontos de encontro; comunicação de risco e emergência, engajamento, treinamentos e simulados de emergência.

“Estamos elaborando um plano que é uma espécie de manual de orientações de como devemos agir em casos de desastres naturais, como por exemplo em casos de enchentes provocadas pela cheia dos rios. É um plano que, na verdade, as grandes cidades já possuem. Nossa intenção é prosseguir com obras e intervenções que garantam mais segurança à população da zona norte e ter esse documento é mais uma ação para garantir o atendimento emergencial, caso a cidade necessite”, explica Bruno Quaresma, diretor geral do Programa Lagoas do Norte.

Quando for finalizado, o Plano de Ação de Emergências deverá ser implementado de forma gradual, com a participação de entidades e várias secretarias do município de forma coordenada, cada uma exercendo um papel no atendimento à população.

O secretário da Semduh, Edmilson Ferreira, afirma que a Prefeitura está fazendo todo o possível para se antecipar aos problemas da cidade e considera que as ações têm surtido efeito positivo.

“Esse Plano de Ações de Emergências para casos de desastres naturais é mais uma ação da Prefeitura para se antecipar aos possíveis danos. Nosso esforço é contínuo, dia e noite. Antes mesmo do período chuvoso se iniciar, já havíamos intensificado, por exemplo, a limpeza de galerias e bocas de lobo para amenizar as inundações. Agora estamos nos unindo a outros órgãos para ampliar as ações de prevenção e montar um plano sólido para os casos de desastre”, finaliza.

Parques ambientais de Teresina estarão abertos durante o Carnaval

Os parques ambientais de Teresina funcionarão normalmente nesse feriado de Carnaval. Essa será mais uma boa opção para o folião que vai ficar na cidade e deseja curtir a folga na tranquilidade do contato com a natureza.

A ação da Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) é para atrair cada vez mais pessoas para dentro dos espaços verdes e públicos existentes por aqui.

“Todos os nossos parques ambientais estarão de portas abertas para receber à população. São espaços agradáveis onde o contato com a Natureza proporciona mais qualidade de vida. Assim como em outros feriados, vamos manter os horários de funcionamento desses locais no carnaval, a fim de oferecer opções para quem deseja realizar programas mais leves com a família e amigos”, destacou a secretária Elisabeth Sá.

O Parque das Crianças, inaugurado recentemente, o Estação Cidadania, Matias Matos, Encontro dos Rios, Macaúba e Parque da Cidade, administrados pela SEMAM, estarão preparados para receber o público.

“Venha se divertir no parque é a ação que estamos promovendo durante esses dias. O convite está feito: se não for viajar, vem pro parque que aqui teremos muitas opções de lazer para toda a família”, finalizou a secretária do Meio Ambiente.

Lagoas do Norte elabora Plano de Emergência para conter desastres naturais

Os desastres naturais que vem acontecendo no Brasil atingem um número cada vez maior de pessoas. Em Teresina, o desenvolvimento das obras e ações do Programa Lagoas do Norte minimizaram sobremaneira o número de famílias que a chuva costumava deixar desabrigadas nas décadas de 80 e 90. Porém, toda a região norte conta com a proteção de estruturas de engenharia e, aliado a elas, um planejamento de ações coordenadas para situações de emergência, como um período intenso de chuvas com transbordamento dos rios Poti e Parnaíba, por exemplo.

Por isso, o Lagoas do Norte está estruturando, com a ajuda de especialistas em desastres naturais, o Plano de Ação de Emergências. Esse plano prevê a coordenação de atuação de órgãos do município e do Estado para a adoção de medidas, evacuação de áreas atingidas, instrumentos de apoio, segurança e posterior retorno da população.

“Estamos elaborando esse planejamento que tem como objetivo salvaguardar vidas em períodos que requerem maior cuidado e atenção. Nessa região temos o problema recorrente provocado pelas inundações dos rios e das lagoas. O plano visa exatamente organizar essas ações e colaborar com as famílias para que elas possam ter seus direitos garantidos. Estamos fazendo expedições nos rios e nos bairros para verificar a ocupação das margens e avaliar como o município pode agir nos casos de emergências”, diz Leonardo Madeira, assessor técnico.

Para a elaboração desse plano, o Lagoas do Norte contratou especialistas nas áreas de hidrologia, engenharia de segurança, ciência social e geógrafo. Esses especialistas já estão trabalhando. A equipe participa de reuniões com os técnicos do programa e visitam a região, tanto por terra como em expedição nos rios.

Um dos especialistas é Wagner Nascimento, engenheiro de minas, geotécnico e ex-diretor da Agência Nacional de Mineração. Ele acompanhou o desastre em Brumadinho (MG) no momento do rompimento da barragem. “Esse plano a gente nunca quer usar, mas precisamos estar preparados para casos de emergências. Aqui evidenciamos uma situação iminente em que a chuva pode impactar os rios e estamos identificando quais os procedimentos necessários para salvaguardar a vida das pessoas em casos extremos”, explica Wagner Nascimento.

Foto: Divulgação (Lagoas do Norte)

Lagoas do Norte e FWF capacitam gestores para elaboração do diagnóstico do mercado de trabalho de Teresina

Dentro da sua vertente de atuação no desenvolvimento econômico, o Programa Lagoas do Norte vem agindo, junto à Fundação Wall Ferraz, para promover e estruturar uma política pública que fortaleça o mercado local. Isso se configura na estruturação de centros de capacitação profissional, compra de equipamentos e investimento em modernização.

Uma das principais ações é a formatação do diagnóstico do mercado de trabalho local. Esse estudo é essencial para que a cidade possa direcionar suas ações para o desenvolvimento das atividades econômicas de forma eficiente. Por isso, nesta quinta-feira (17) e sexta-feira (18), o Lagoas do Norte e a Fundação Wall Ferraz promoverão uma oficina para dirigentes e gestores dos Centros de Capacitação da cidade, além de outros órgãos que trabalham com a temática. O objetivo é que eles sejam preparados para atuarem na elaboração do documento.

Esse diagnóstico deverá conter dados importantes como crescimento populacional, escolaridade, taxa de ocupação, desemprego e subutilização da força de trabalho, composição do emprego a partir de setores e ocupações, além da demanda estimada por cursos de formação profissional.

“O mercado muda de acordo com o desenvolvimento da sociedade e a cidade precisa conhecer a sua realidade para transformar dificuldades em oportunidades. E a população com menos oportunidade, que é o público que essa política deve atender, precisa receber capacitação em áreas que irão absorver essa mão de obra de fato. Não adianta ofertar cursos e oficinas em áreas que não possuem forte atuação. Por isso, a importância desse diagnóstico”, afirma Bruno Quaresma, diretor geral do Programa Lagoas do Norte.

Lagoas do Norte promove oficina de orçamento familiar com moradores do residencial Parque Brasil

Em momentos de crise econômica, como a que passa o país, planejar o orçamento da casa é essencial. As famílias do residencial Parque Brasil, que são acompanhadas pelo Projeto de Trabalho Social do Programa Lagoas do Norte, participaram, neste final de semana, de uma oficina de planejamento e orçamento familiar com o economista Fernando Galvão.

O especialista abordou temas como a importância de controlar os gastos para que não se gaste mais do que ganha; atenção ao uso do cartão de crédito devido aos juros abusivos, principalmente nas compras com muitas parcelas; a importância de se ter uma reserva mensal de dinheiro para o caso de algum imprevisto acontecer, como uma doença ou acidente; analisar a situação da família antes de realizar uma grande compra e planejar esse gasto, de preferência juntar o dinheiro primeiro e depois ter o poder de negociar descontos com a compra a vista.

Além disso, Fernando Galvão abordou também a importância dos pais orientarem os filhos ainda na infância para que eles tenham uma vida financeira equilibrada na fase adulta.

Os moradores fizeram perguntas e tiraram dúvidas sobre gastos com transporte e relataram suas dificuldades.

Lagoas do Norte inicia implantação de equipamentos para a prática de tênis de mesa

O esporte é uma das vertentes que sempre esteve presente nas obras do Programa Lagoas do Norte. Agora, o programa está iniciando a implementação de sete equipamentos para a prática do tênis de mesa em parques e praça da zona norte. O investimento é de R$ 68 mil, com recursos do Banco Mundial.

O projeto prevê a construção de duas mesas no Parque Lagoas do Norte, próximo a administração, e outra ao lado do anfiteatro; uma na Vila Carlos Feitosa e mais três no Parque Ambiental do Mocambinho.

A população foi consultada sobre a localização das mesas. A ideia é que os equipamentos sejam implementados em locais ideais para sua prática e que elas fiquem próximas dos amantes da modalidade.

“Em experiências anteriores, o tênis de mesa era uma atividade muito praticada na área da administração do Parque Lagoas do Norte e atraía um grande número de pessoas, principalmente crianças e adolescentes. Então, buscamos mapear onde estão os praticantes do tênis de mesa para que as mesas estejam disponíveis para a prática. Nossa intenção é incentivar o esporte, levar oportunidade para que continuem surgindo atletas de destaque. O esporte, assim como a cultura, é um instrumento de transformação social e da vida de muita gente”, afirma Bruno Quaresma, diretor geral do Lagoas do Norte.

Prefeitura faz a premiação dos Jovens selecionados no “Se Liga na Ideia”

A Prefeitura de Teresina reuniu na manhã de hoje (22) jovens e moradores da região norte de Teresina, no centro administrativo do Lagoas do Norte, para a Premiação dos 20 jovens selecionados no concurso “Se Liga na Ideia”. O projeto está sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal da Juventude, em parceria com o Lagoas do Norte e executado pelo Instituto Avante de Juventude.

O concurso que selecionou propostas nas áreas do empreendedorismo, cultura e arte, esporte e inovação tecnológica, selecionou 20 jovens na faixa etária de 18 a 29 anos nos 13 bairros que o Lagoas do Norte tem atuação.

De acordo com a Secretária Municipal da Juventude, Eliana Lago, o projeto é de suma importância para o desenvolvimento e participação dos jovens na administração da Cidade.

“Nesta etapa, o Se “Liga na Ideia” está contemplando os moradores do Lagoas do Norte, mas vamos trabalhar para nas próximas etapas outras regiões da cidade sejam beneficiadas, pois acredito que ninguém melhor do que o jovem para pensar em projetos para o jovem. É trabalhando e se desenvolvendo que o jovem ira perceber que ele pode chegar onde quiser, basta acreditar”, enfatizou a gestora.

Um dos alunos selecionados, Gabriel Sousa, também ressaltou a importância da participação do jovem para o desenvolvimento do protagonismo e autoestima juvenil. “Pensei em desenvolver no meu projeto o gosto pela leitura e a cultura do nosso estado, através da literatura, desenvolvimento da escrita e poema para ajudar os nossos jovens e adultos a enfrentar a ansiedade”.

Os 20 jovens selecionados no “Se liga na ideia” também receberão um valor de R$ 10 mil reais para implementação da ideia na sua região.

“O Lagoas do Norte sempre trabalhou para incentivar o empreendedorismo e a inovação entre os jovens. Esse dia de premiação do Se Liga na Ideia é uma prova disso. Temos a convicção de que, quando o poder público proporciona as ferramentas, os jovens se dedicam e mudam a realidade de suas comunidades através do seu talento e esforço”, afirma Bruno Quaresma, diretor-geral do Programa Lagoas do Norte.

Dr. Pessoa reúne equipe técnica e garante continuidade das obras do programa Lagoas do Norte

Prefeito e equipe definem quais serão os novos investimentos do Lagoas do Norte Fotos: Rômulo Piauilino / SEMCOM

 

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, se reuniu, nesta sexta-feira (21), com o secretário municipal de Planejamento (Semplan), João Henrique, e toda a equipe técnica envolvida na execução do programa Lagoas do Norte, ocasião em que assegurou a continuidade das atuais obras e de todas as ações previstas pelo programa que não foram realizadas nas antigas gestões.

“Não iremos deixar parar, vamos resolver e fazer o que não fizeram em aproximadamente 11 anos. Como está dentro do meu plano de governo cuidar de pessoas, principalmente as mais vulneráveis, iremos ter a responsabilidade de dar continuidade a essas obras, com recursos da prefeitura ou através de empréstimos”, afirmou Dr. Pessoa.

Os empreendimentos do Lagoas do Norte são financiados com recursos obtidos junto ao Banco Mundial, no entanto, o contrato se encerra no próximo mês de abril sem possibilidade de nova prorrogação devido ao atraso do cronograma de obras previsto pelo programa. Mesmo assim, a prefeitura irá concluir, tanto a atual etapa como outras em planejamento.

A estimativa é que o canal do bairro Matadouro, que inclui ações de infraestrutura, drenagem e melhoria habitacional na região, seja concluído ainda no primeiro semestre deste ano. Orçada em cerca de R$ 3,7 milhões, a obra seria paralisada com o término do contrato com o Banco Mundial, mas o prefeito garantiu o empenho de recursos para sua conclusão.

Além desta, Dr Pessoa e sua equipe definiram ao menos outras cinco obras prioritárias para o Lagoas do Norte, que devem ser anunciadas assim que os técnicos da Semplan concluírem a elaboração dos projetos. “Tivemos uma discussão muito ampla e positiva em relação ao programa que, em resumo, vai continuar. O prefeito sinalizou para onde os recursos devem ser direcionados e analisou a possibilidade de novas obras”, finalizou João Henrique.