SAAD Norte realiza mutirão para limpar e revitalizar 12 galerias em 30 dias

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte), autorizou a limpeza completa e revitalização de 12 galerias localizadas em seis bairros da zona Norte de Teresina.

A ação visa levar mais qualidade de vida para os moradores dos respectivos bairros, e prevenir acerca de enchentes e possíveis alagamentos durante o período chuvoso. O cronograma determina que a limpeza seja efetuada durante o mês de outubro, em até 30 dias.

Foto: Divulgação (SAAD Norte)

“Nossa meta é realizar esse serviço até o final deste mês de outubro. Iniciamos no começo do mês e dentro desses 30 dias estamos fazendo um esforço concentrado para executar todas essas galerias”, garantiu o engenheiro Luan Costa.

A superintendente Ana Paula Santana, ressalta que a ação de limpeza e revitalização faz parte de um cronograma de preparação para o período chuvoso. Segundo ela, mais de 100 pontos de alagamentos já foram mapeados pela equipe técnica e serão incluídas no cronograma.

“Desde que assumimos a gestão da SAAD Norte determinamos esse mapeamento para que possamos ter uma segurança, principalmente no período chuvoso, quando essas famílias acabam sendo afetadas. Nossos técnicos, através da GSU já realizaram esse mapeamento em todos os bairros que ficam sob nossa gerência e estamos iniciando os serviços. Vamos limpar todos esses pontos e revitalizar aqueles que necessitam de uma intervenção mais complexa”, disse a superintendente.

As construtoras Pacon e Petrópoles são as responsáveis pela execução dos serviços.

As galerias ficam localizadas nos seguintes locais:
Bairro Água Mineral – Rua Lucílio Avelino e Rua da Grota
Bairro Memorare – Rua Castelo do Piauí e Rua Altos
Bairro Buenos Aires – Rua Castelo do Piauí, Rua Professora Sinhá Borges e Rua Bom Jesus
Bairro Itaperu – Rua Orion
Bairro Alto Alegre – Rua Raimundo Nonato Mesquita
Bairro São Francisco – Rua Santa Adélia, Rua Amarante e Rua Violeiro Elisário

Foto: Divulgação (SAAD Norte)

SAAD Norte inicia processo de desapropriação das 40 famílias na Ponte da UFPI

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte), iniciou o processo de negociação com as 40 famílias que estão sendo desapropriadas no bairro Água Mineral. As residências ficam localizadas nas proximidades da Ponte João Claudino Fernandes, a Ponte da UFPI, que irá ligar a zona Leste à zona Norte de Teresina.

Na primeira rodada de conversas, estiveram presentes o gerente de Habitação da SAAD Norte, Raimundo Nonato, Lucirene Carvalho, representando a Procuradoria Geral do Município (PGM), e Socorro Batista, representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (SEMDUH).

“Estamos felizes pela compreensão dessas famílias que estamos dialogando. Inicialmente, é um trabalho de conscientização, e vamos levantar todas as pendências junto ao município, caso haja alguma por parte dessas famílias, apurar esses valores, como IPTU, por exemplo, para assim podermos finalizar o processo”, destacou Lucirene Carvalho.

Socorro Brito, representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (SEMDUH), também destacou que as primeiras negociações ocorreram de forma pacífica e tranquila. De acordo com ela, o prazo final para avaliação das 40 residências é o dia 30 de outubro.

“Realizamos o levantamento individualizado, alinhando as informações e negociando os valores avaliados de cada residência. Cada família tem uma particularidade e pode ser que ocorram pontos divergentes e demore um pouco mais. Temos até o dia 30 de outubro para finalizarmos todo o processo”, destacou.

O gerente de Habitação da SAAD Norte, Raimundo Nonato, parabenizou as famílias que já entraram em acordo, e ressaltou que todas as conversas foram positivas. De acordo com ele, as famílias entendem que o bem coletivo está acima das individualidades.

“Foram conversas positivas. As famílias não mostraram resistências alguma, todas estão acatando e estamos dando seguimento ao processo. Algumas delas ainda possuem débitos junto ao município, mas estamos resolvendo. Aguardamos que não seja necessário haver nenhum tipo de resistência, pois entendemos que o coletivo sempre estará acima das necessidades individuais”, finalizou.

A obra

Atualmente, a obra segue com cerca de 17% dos serviços executados. A ponte vai ligar a zona Leste à zona Norte de Teresina. A empresa responsável solicitou o destrato, pois alegou não ter capacidade para finalizar os serviços. Uma nova licitação está em andamento.

O orçamento total está avaliado em R$ 38 milhões com recursos oriundos da Caixa Econômica Federal. A previsão de conclusão é para o final de 2022.

Foto: Divulgação (SAAD Norte)

Prefeitura rebate descarte irregular de lixo com plantio de árvores e flores

Imagine passar por uma calçada onde antes só havia lixo e agora há um belo canteiro de árvores! A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, em parceria com todas as Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs), está mudando a forma de combater o descarte irregular de lixo. Além de limpar os locais e promover ações de conscientização entre os moradores, também está sendo realizado o plantio de árvores.

A ideia surgiu de ações realizadas pela SAAD Sul, que têm apresentado resultados bastante significativos, que colaboram com a mudança de comportamento das pessoas na região, como explica o gerente de Serviços Urbanos, Islanilton Gomes.

“Iniciamos essas ações porque constatamos que não adianta somente limpar o local. Temos que tomar uma atitude também de educação ambiental e estamos fazendo isso por meio da urbanização, do plantio de árvores frutíferas, árvores que fazem sombra e ixórias”, diz o gerente.

SEMDUH vai adotar o plantio de árvores no lugar de “lixões” em vários pontos da cidade. Foto: (Ascom/SEMDUH)

Um dos pontos onde já foi realizada a revitalização fica ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Monte Castelo. “Estamos fazendo nesses locais verdadeiros ambientes de jardinagem para que as pessoas passem a ter mais zelo e consciência e para que saibam como manter esses pontos limpos”, frisa Islanilton.

O coordenador de Limpeza Pública da SEMDUH, Fabrício Amaral, afirma que essas ações serão implementadas em toda a cidade, reforçando as ações de conscientização que já estão sendo realizadas.

“Temos um intenso trabalho de conscientização sendo realizado, semanalmente, de porta em porta em vários pontos da cidade. Escolhemos locais onde há o frequente descarte irregular de lixo, fazemos a limpeza e conversamos com os moradores próximos por alguns dias. Também entregamos panfletos informativos, colocamos placas e aumentamos o monitoramento. Agora vamos plantar árvores, tudo para combater essa prática de jogar lixo em local proibido”, pontua o coordenador.

Plantio de árvores e flores revitaliza locais onde havia acúmulo de lixo. Foto: (Ascom/SEMDUH)

Fabrício enfatiza que essa ação, além de reduzir a disposição irregular de lixo e, consequentemente o gasto da Prefeitura, melhora o aspecto visual da cidade e gera mais conforto à população, uma vez que a vegetação torna a temperatura mais amena e dá sombra e frutos.

“Essa é uma ideia brilhante, que vamos ampliar para toda Teresina. Já temos tido resultados animadores em algumas ações de conscientização, como a do bairro Beira Rio, na zona sudeste. Mas, em alguns pontos, como no Mocambinho, mesmo com toda a conscientização que fizemos, a população continua jogando lixo. Estamos confiantes que esse tipo de atitude, de plantar árvores, vai solucionar pontos como esses”, finaliza o gestor.

Por mês, a Prefeitura de Teresina gasta mais de R$ 400 mil com o recolhimento de lixo jogado em local proibido. São 8,5 mil toneladas de lixo recolhidas mensalmente de ruas, praças e terrenos baldios.

“Isso é lamentável. Estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance para mudar essa situação. Em um momento tão crítico da nossa economia, esses recursos poderiam ser melhor investido em outras áreas, como saúde e educação, se a população tivesse mais consciência”, comenta o secretário da SEMDUH, Edmilson Ferreira.

Descarte irregular de lixo é um dos grandes desafios enfrentados pela Prefeitura de Teresina. Foto: (Ascom/SEMDUH)

Dr. Pessoa visita obras do Parque da Criança, que ficará pronto até o final de outubro

O Parque das Crianças deve ficar pronto ainda este mês Fotos: Rômulo Piauilino / Semcom

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, acompanhado da secretária municipal de Meio Ambiente (Semam), Elisabeth Sá, visitou, na manhã desta terça-feira (12), data em que se comemora o Dia das Crianças, as obras do primeiro parque ambiental temático voltado para este público, que está sendo construído onde funcionava o antigo viveiro de mudas da zona Leste, na avenida Raul Lopes, próximo a ponte da Primavera.

Com uma área de 13 mil metros quadrados, o Parque da Criança será mais um espaço de lazer e de contato dos teresinenses com a natureza. “Nada mais importante que, no Dia das Crianças, estarmos aqui vistoriando essa obra, em estágio avançado e que, até o final do mês, será concluída para contemplar nossas crianças e a cidade como um todo com um belíssimo parque ambiental”, destacou Dr. Pessoa.

Fruto de compensação ambiental para instalação do mais novo empreendimento, o Assaí, na capital do Estado, o parque contará com uma pista de caminhada, corrida e ciclismo para prática de exercícios; quiosques para alimentação e hidratação; playground sustentável para as crianças e uma trilha ecológica equipada com um píer com acesso ao rio Poti. Todos os espaços serão adaptados, desde o estacionamento, banheiros, áreas comuns e de lazer.

“Essa é uma dívida que a cidade de Teresina tem com suas crianças. Esse será um grande parque, dentro de uma área de preservação ambiental. Essa é uma missão do nosso prefeito Dr. Pessoa, de fazer um resgate em relação a pontos de contemplação dos nossos rios, por isso criou o ‘Vida Rios’, um grande projeto dessa gestão que visa o fortalecimento da nossa política ambiental e a requalificação desses espaços”, concluiu Elizabeth Sá.

No Dia das Crianças, SEMAM prepara vasta programação nos parques ambientais

“No Dia das Crianças, tragam seus filhos para se divertirem no parque.” O convite é da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) que preparou uma vasta programação para comemorar a data com a criançada, neste dia 12 de outubro.

O “Brincando no parque” vai ser realizado em todos os parques ambientais administrados pela SEMAM. “Será um dia inteiro de lazer dedicado às crianças, com muita brincadeira, atividades esportivas e culturais. Preparamos uma programação especial para toda a família, então venham se divertir em um ambiente agradável e em contato com a Natureza”, convidou a secretária Elisabeth Sá.

Pula-Pula, teatro de bonecos, corrida de saco, atrações circenses, apresentações culturais e esportivas como tênis de mesa e várias outros esportes fazem parte da programação que vai contar ainda com a parceria da Secretária Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL)

Como presente, Parque da Criança ficará pronto ainda este mês

O Parque da Criança, espaço de 13 mil m² de área e que será mais uma alternativa de lazer e contato direto com a natureza em um ambiente confortável e seguro, será um dos presentes da Prefeitura de Teresina através da SEMAM em parceria com o Grupo Assaí.

Nessa terça-feira (12), a partir das 9h da manhã, o prefeito da cidade, Dr Pessoa e a secretária do Meio Ambiente, Elisabeth Sá, irão fazer uma visita ao espaço, que vai contar com pista de caminhada, corrida e ciclismo para prática de exercícios, trilha ecológica com acesso ao rio Poti, quiosques para alimentação e hidratação, além de um playground sustentável para a criançada se divertir.

“O Parque da Criança é uma obra com o DNA da gestão do Dr Pessoa. Ela foi concebida, iniciada e concluída em 9 meses e resgata uma grande dívida que Teresina tem com as crianças que dispõe de poucos espaços como esse de lazer. Será mais um presente pra nossa criançada e suas famílias. Uma conquista para a gestão no fortalecimento da política ambiental da capital”, conclui a secretária.

SEMAM intensifica ações da campanha de combate as Queimadas em Teresina

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) intensificou as ações da campanha contra as Queimadas em Teresina. Com a chegada do período mais quente do ano, onde os focos de incêndio aumentam, técnicos do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) reforçaram e ampliaram as atividades educacionais de conscientização em escolas e assentamentos da zona rural da cidade.

Fotos: Ascom Semam

Até agora, nove assentamentos já receberam atividades relacionadas à campanha contra as Queimadas e também orientações sobre práticas que possam minimizar os impactos ambientais, como a compostagem, por exemplo.

No último, o assentamento 17 de abril, também na zona rural da capital, os moradores foram alertados sobre os perigos e cuidados que devem ser tomados quanto aos incêndios, além da forma segura para se fazer um roçado.

Toda a comunidade ainda recebeu material educativo de conscientização ambiental no encontro que aconteceu na Unidade Escolar Lucas Meireles, que funciona dentro da comunidade.

“Precisamos falar sobre essa prática que ainda permanece em muitas propriedades rurais. O fogo mata não só a vegetação, mas também animais que muitas vezes já estão em extinção. Levar o conhecimento até essas pessoas é o objetivo dessa campanha e uma preocupação do nosso prefeito Dr. Pessoa”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Elisabeth Sá.

No Dia da Árvore, SEMAM anuncia criação de novo viveiro de mudas em Teresina

No Dia da Árvore, comemorado hoje, 21 de setembro, a secretária municipal do Meio Ambiente, Elisabeth Sá, anunciou a criação de mais um viveiro de mudas em Teresina.

Durante o plantio de árvores nativas de ipê e caneleiro no Colégio Técnico de Teresina (CTT), que marcou a abertura oficial do Seminário Internacional de Educação Ambiental e Escolas Sustentáveis, a secretária revelou que o novo espaço vai ser instalado no Parque ambiental da Cidade, onde funciona também a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM).

“O projeto executivo para criação no novo viveiro já está pronto e o orçamento aprovado pelo Conselho Municipal (CONDEMA). Nesse momento estamos trabalhando junto a SAAD para dar início a licitação e logo a implantação de mais um viveiro que distribuirá mudas em nossa cidade. São ações como essa que só fortalecem a política ambiental em Teresina”, destacou a secretária Elisabeth Sá.

Teresina possui hoje dois viveiros de mudas coordenados pela Prefeitura. Um na zona norte da capital, que funciona no Jardim Botânico do Mocambinho, e outro na zona Leste, que está de endereço novo, funcionando agora na avenida Ulisses Marques, 3700.

 

SEMAM lança campanha: “Adote uma muda e plante com a gente”

Como ação alusiva a data, a SEMAM lançou também a campanha: “Adote uma muda e plante com a gente”. Qualquer pessoa que queira uma muda de árvore nativas, frutíferas ou exótica, basta se se dirigir até os viveiros e fazer um breve cadastro para levar a sua pra casa.

“Teresina já ostentou o título de cidade verde e é compromisso do nosso prefeito Dr. Pessoa e nosso da SEMAM em arborizar cada vez mais nossa capital. Precisamos nos conscientizar que cuidar do Meio Ambiente e de nossas árvores, é cuidar da gente”, pontuou a secretária.

SEMDUH e SAADs iniciam força-tarefa para retirada dos aguapés do Rio Poti

O secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, se reuniu com representantes das Superintendências de Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs) das zonas Centro, Norte e Leste para definir a operação de retirada de aguapés do Rio Poti. A reunião ocorreu na sede da SEMDUH, na manhã desta quarta-feira (15).

No início da reunião, o secretário frisou a necessidade urgente de uma força-tarefa para retirar os aguapés o mais rápido possível, visto que este é considerado um grave problema ambiental. Ficou determinado que o serviço de limpeza do rio será realizado pelas SAADs Centro, Norte e Leste, que têm áreas com presença de aguapés.

“A limpeza será feita mediante a utilização das equipes de limpeza já existentes e será iniciada imediatamente”, destaca o gestor da SEMDUH, acrescentando que também estão sendo estudadas alternativas para solucionar a questão dos aguapés de forma definitiva.

Além de Edmilson Ferreira, participaram da reunião outros técnicos da Semduh, representantes das SAADs Centro, Norte e Leste, da SEMAM e da Procuradoria Geral do Município (PGM).

A Semduh também tem participado de encontros com outros órgãos para discutir o problema, a exemplo da audiência realizada ontem (14), com representantes do Ministério Público Federal, Arsete, Águas de Teresina, Agespisa, Secretaria Municipal de Governo (SEMGOV), Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM), Procuradoria Geral do Município (PGM) e Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMAR).

Foto: Divulgação (Semam)

“Parque da Criança” vai unir lazer e Natureza com acessibilidade em Teresina

Teresina está pertinho de ganhar um novo parque ambiental para a cidade. O “Parque da Criança”, que está sendo construído ao lado da Ponte da Primavera, já está em ritmo acelerado de conclusão e a previsão é entregar já no próximo mês de outubro à população.

O espaço, que terá mais de 13 mil m2 de área, será mais uma alternativa de lazer e contato direto com a natureza na capital. O Parque da Criança vai contar com pista de caminhada para prática de exercícios, trilha ecológica com acesso ao rio Poti, quiosques para alimentação e hidratação, além de um playground sustentável para a criançada se divertir.

“Todo esse espaço está sendo revitalizado e transformado em mais um lindo e importante parque ambiental em nossa cidade. Lutamos muito para isso se tornar realidade e aos poucos vamos conseguindo entregar novas áreas verdes para nossa população aproveitar”, destacou a secretária do Meio Ambiente, Elisabeth Sá.

O novo parque é fruto de compensação ambiental para instalação do empreendimento Assaí, que além de gerar cerca de 600 empregos diretos e indiretos, ainda vai doar à cidade mais essa área verde completamente acessível. Todos os espaços serão adaptados, desde o estacionamento, banheiros, áreas comuns e de lazer.

Foto: Divulgação (Semam)

SEMAM multa e paralisa atividades de 9 dragas em Teresina

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) realizou, durante os últimos 3 meses, uma grande operação para fiscalizar e monitorar a regularidade das atividades de extração mineral de areia por dragagem realizada às margens dos rios Poti e Parnaíba, em Teresina.

A Operação “Vida Rios” foi determinada pelo prefeito de Teresina, Dr. Pessoa e dividida em duas etapas. Com apoio da Guarda Civil Municipal, fiscais realizaram a vistoria individualmente nos dois rios da capital com a finalidade de observar a regularidade dos empreendimentos e o cumprimento de medidas que reduzam ou compensem os impactos ambientais causadas pela atividade.

Ao todo, analistas e técnicos da SEMAM, fiscalizaram 40 dragas, 23 no rio Poti e 17 no rio Parnaíba, após denúncias da existência de empreendimentos que exerciam suas atividades sem licenciamento e em desacordo com as normas e medidas de controle ambiental.

“Essa operação só tem um objetivo: proteger, preservar e fortalecer cada vez mais a política ambiental em nossa cidade”, garantiu a secretária do Meio Ambiente, Elisabeth Sá.

Operação Vida Rios – Dragas do Rio Poti ( 1ª etapa)

Durante a fiscalização das 23 dragas que atuavam nas margens do rio Poti, foram aplicados 07 Autos de Infração, todos com multas e paralisação das atividades, em geral pela falta das licenças ambientais e de extração mineral, devidas para o regular funcionamento do empreendimento.

Foram lavradas ainda 09 Notificações solicitando adequações ao local, apresentação de documentos e de posicionamentos de retorno das atividades a cerca dos empreendimentos que estavam estruturados, mas com atividades paralisadas.

Os demais empreendimentos foram solicitadas adequações através de processos de licenciamento em aberto ou já não funcionavam mais.

Operação Vida Rios – Dragas do Rio Parnaíba ( 2ª etapa)

Durante a fiscalização das 17 dragas às margens do rio Parnaíba, no município de Teresina, foram aplicados 02 Autos de Infração com paralisação das atividades para regularização das licenças ambientais e 04 Notificações solicitando adequações ao local e apresentação de documentos.

Os demais empreendimentos foram solicitadas adequações através de processos de licenciamento em aberto ou estavam completamente desmobilizados.

Foto: Divulgação (Semam)