Prefeitura firma parceria com Governo Federal para acelerar informatização de serviços públicos

SEMCOM

O prefeito Firmino Filho assinou na tarde desta quinta-feira (13), em Brasília, o convênio de adesão ao Gov.br, projeto do Governo Federal de digitalização e informatização dos serviços públicos, que vai oferecer cooperação técnica e apoio para o Teresinense Digital. A assinatura aconteceu na Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

Através do projeto Teresinense Digital, que está sendo executado pela Empresa Teresinense de Processamento de Dados (PRODATER), a Prefeitura conta com o processo eletrônico implantado em 90% dos seus órgãos. Tais processos são totalmente virtuais, sem a utilização de papel, e com tramitação online.

Segundo o prefeito, esse convênio é importante para o poder executivo pois dará celeridade à digitalização dos serviços para o cidadão. “Com a adesão do Gov.br, teremos o apoio do Governo Federal, o que vai acelerar a disponibilização desses serviços on-line através da alocação de recursos, cursos de capacitação, ferramentas e sistemas de tecnologia que a administração pública federal já adquiriu. Além disso, estaremos agora seguindo o padrão de serviços on-line do Governo”, destaca Firmino.

Vários serviços públicos já estão disponíveis on-line, através de aplicativo de celular e peticionamento eletrônico, como: acesso e recurso as infrações de trânsito; solicitação de limpeza de ruas, fossas, áreas verdes, galerias e praças; demandas dos servidores; alvarás, licenciamentos e solicitação de áreas para eventos; além de requerimentos em geral para órgãos que estão com o processo eletrônico já implantado.

“O objetivo do nosso projeto é beneficiar o cidadão com 100% dos serviços on-line, suprimindo a necessidade de deslocamento para os órgãos da Prefeitura para resolver qualquer tipo de pendência”, finaliza o presidente da PRODATER, Eduardo Aguiar.

 

Servidores da FMS agora podem fazer requerimentos eletronicamente

Os requerimentos de diversos serviços dos servidores da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina já podem ser feitos de forma eletrônica. Para fazer o cadastro, o servidor deve acessar o site da Prefeitura de Teresina. Essa é mais uma das funcionalidades incluídas no Programa Teresinense Digital, implementado pela Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater).

Segundo o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, a ideia é buscar a eficiência administrativa. “Por isso, incluímos mais essa funcionalidade ao Teresinense Digital, que hoje já disponibiliza aos teresinenses um conjunto de serviços públicos que antes eles precisariam se deslocar até o órgão para iniciar o processo. Estamos ampliando as funcionalidades para que elas possibilitem também que os nossos servidores possam ter essa facilidade na hora de solicitar algumas demandas”, explicou.

Por meio da plataforma, os servidores podem fazer o requerimento solicitando diversos serviços, tais como Abono de permanência, alteração cadastral, certidão do tempo de contribuição, correção de pagamento, declaração de tempo de serviço, ficha/histórico funcional e mapa de tempo de serviço, horário especial de estudo/liberação de servidor para estagiar/estudar. É possível ainda requerer Horário para amamentação, implantação de adicional de insalubridade/periculosidade, implantação de verbas (incentivo sus/gratificação), informação de falta, informações sobre concurso (nomeados/ desistentes/ vagas), entre outros.

Para cadastrar o requerimento eletronicamente, o servidor deve acessar o site da Prefeitura de Teresina (https://pmt.pi.gov.br/), clicar em Teresinense Digital – Saúde – Requerimento Diverso – Peticionamento Eletrônico. Na parte do peticionamento eletrônico é necessário realizar o cadastro como usuário externo. Além dos requerimentos de forma eletrônica, ele ainda pode ser feito fisicamente no setor de protocolo, na sede da FMS.

Outros processos continuarão sendo realizados apenas de forma presencial, sendo abertos diretamente no protocolo da Fundação Municipal de Saúde. São eles: aposentadoria, aumento de carga horária, averbação de contribuição previdenciária, declaração de vínculo, de carga horária, a respeito de valores recebidos, denúncia (conduta de servidor), desaverbação de tempo de contribuição, devolução de servidor, disposição/cessão, exoneração/rescisão de contrato/desligamento da fms, férias de servidor cedido para outro órgão, férias de servidor em exercício na fms, fim de lista, justificativa de impedimento de posse, pagamento de servidor – solicitado pelos locais de trabalho, pedido de contratação de servidor/criação de matrícula, pedido de convênio com faculdade/escola, pedido de profissional substituto, pensão-familia, processo administrativo disciplinar, prorrogação de prazo para posse, redução de carga horária por doença, restituição ou retirada de desconto indevido de previdência, revisão de aposentadoria, solicitação de estagiário.

Teresinense Digital ganha novas funcionalidades

A partir de agora, quem mora em Teresina já pode usar a internet para fazer a solicitação de poda de árvores, limpeza de espaços públicos e acompanhar o dia e hora que o caminhão da coleta de lixo vai passar na porta de suas casas. Essas são algumas das novas funcionalidades inseridas no aplicativo Teresinense Digital, lançado pela Prefeitura de Teresina. A nova versão vem com novos serviços digitais para facilitar a vida do cidadão, que pode solicitar serviços sem precisar sair de casa. Até agora, mais de 1800 teresinenses já baixaram o aplicativo em seus aparelhos celulares.

Também é possivel solicitar a limpeza de fossa, de galerias e de áreas verdes. Tudo isso com poucos cliques, sem precisar se deslocar às Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs), locais onde normalmente eram feitas estas solicitações. “O cidadão vai acompanhar despacho por despacho, o passo a passo do andamento da sua solicitação”, afirmou Eduardo Aguiar, presidente da Empresa de Processamento de Dados da Prefeitura de Teresina.

A rota do caminhão de coleta de lixo, por exemplo, será disponibilizada por meio de um sistema de rastreamento inserido na plataforma. “Isso é possível através de georeferenciamento, O cidadão vai clicar em um botão e ter todas as informações”, explicou Eduardo.

O Teresinense Digital também vai disponibilizar o mapa com todos os órgãos da Prefeitura de Teresina. Inicialmente estão as unidades de saúde. “O cidadão clica em um botão e ele saberá qual a unidade de saúde mais próxima de onde ele está. Inicialmente, nós estamos colocando as unidades de saúde, mas já estamos fazendo um levantamento de todas as unidades da Prefeitura de Teresina, para também colocar nesta funcionalidade”, disse.

O aplicativo havia sido lançado inicialmente oferecendo o serviço de recursos de infração de trânsito, que permanece disponível. “O cidadão pode recorrer da sua infração sem precisar se deslocar à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans). Ele também tem acesso a todas as informações, como imagens em alta resolução, o prazo para abrir o recurso. Esse processo também pode ser acompanhado do início ao fim, com toda transparência”, lembrou.

Além do aplicativo, o cidadão também pode solicitar estes serviços pelo site da Prefeitura de Teresina (pmt.pi.gov.br), clicando no link do Teresinense Digital. “No site, o internauta tem disponível mais serviços do que no aplicativo”, observou Eduardo Aguiar.

Através do site da Prefeitura, por exemplo, é possível fazer a solicitação dos serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec). “Os fornecedores já podem solicitar seus pagamentos pelo site da Prefeitura, para a Semdec, para a Prodater e para a Fundação Municipal de Saúde. Eles solicitam os pagamentos pelos seus serviços sem precisar se deslocar aos órgãos e também acompanham todo o processo”, explicou Eduardo Aguiar.

Também para a Semdec, os cidadãos podem solicitar apoio financeiro para evento, apoio estrutural e também solicitar o espaço da Ponte Estaiada para a realização de eventos. “É uma solicitação do prefeito Firmino Filho que a gente utilize a tecnologia para desburocratizar o acesso do cidadão aos serviços da Prefeitura. O mundo hoje, é digital e Teresina tem que ser igual”, finalizou.

90% das secretarias municipais já migraram para o uso de documentos eletrônicos

Todas as secretarias municipais, ligadas à Prefeitura de Teresina, passarão, em pouco tempo, a utilizar o processo eletrônico, que consiste na tramitação de documentos de forma digital, dentro dos órgãos. A implantação do processo eletrônico faz parte do projeto Teresinense Digital, que tem o objetivo de facilitar e desburocratizar o acesso do teresinense aos serviços da Prefeitura. Hoje, 90% das secretarias já funcionam desta forma.

“Nós já estamos finalizando esta implantação. Agora, nós estamos trabalhando na Fundação Municipal de Saúde, posteriormente, iremos para a Secretaria de Educação e também o IPMT, que é o Instituto de Previdência da Prefeitura”, disse o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, acrescentando que o próximo passo é fazer com que o cidadão consiga acessar os serviços ofertados pelas secretarias sem precisar se deslocar ao órgão.

O gestor lembra que, além de facilitar a vida do teresinense, o processo de migração para o digital também ajuda na preservação do meio ambiente, com a economia de papel. “Nas secretarias que já funcionam com o processo eletrônico, são mais de 200 mil documentos gerados eletronicamente, tramitando dentro da prefeitura. Fazendo uma média da quantidade de papel utilizado nestes documentos, nós temos mais de 500 mil folhas que deixaram de ser impressas. Isso tem um viés ecológico, pois foram árvores que deixaram de ser derrubadas”, afirmou.

Eduardo lembra que a economia de papel nos órgãos maiores é ainda mais significativa. Ele cita como exemplo a Fundação Municipal de Saúde, onde, só nos primeiros 20 dias de novembro, já foram mais de 10 mil documentos que tramitaram eletronicamente.

Teresinense Digital já registra mais de 400 usuários cadastrados

Lançado há aproximadamente 15 dias, o aplicativo “Teresinense Digital” já possui mais de 400 usuários cadastrados. Os dados foram disponibilizados pela Empresa Teresinense de Processamento de Dados (Prodater). Atualmente, a ferramenta possibilita que os teresinenses possam acompanhar a situação de seus processos de notificações de trânsito junto a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). (mais…)

Mais de 10 mil usuários acessam internet nos terminais de integração

Semcom/Renato Bezerra

Nas últimas 24 horas, 10.920 usuários de ônibus se conectaram à internet gratuitamente, via Wi-fi, em um dos oito terminais de integração de Teresina. Dados de relatório da empresa de Processamento de Dados da Prefeitura de Teresina (Prodater) revelam ainda que o início da manhã registra o maior número de pessoas usando o serviço, com quase mil usuários conectados ao mesmo tempo.

“Disponibilizamos essa tecnologia em todos os terminais de integração da cidade. Usamos o que há de mais moderno em relação à tecnologia sem fio para que os usuários possam ter acesso livre à internet”, destacou o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar.

A oferta de Wi-fi livre para o cidadão em locais públicos da cidade faz parte do projeto Teresinense Digital, que prevê o uso da tecnologia para facilitar o acesso do cidadão aos serviços da Prefeitura. “Estamos disponibilizando esse acesso livre à internet até mesmo para o cidadão ter mais facilidade de acesso aos aplicativos da Prefeitura de Teresina”, acrescentou.

O projeto Teresinense Digital envolve, além do aplicativo, a implantação do processo eletrônico e a instalação de serviços de internet gratuita em locais públicos estratégicos como praças e terminais de ônibus. Nos próximos dez dias, a praça Princesa Isabel, no bairro Mafrense, na zona Norte de Teresina, será beneficiada com o serviço de Wi-fi grátis. Além dela, outros pontos estão sendo avaliados para receber as ações do projeto ainda este ano.

Aplicativo Teresinense Digital permite acompanhar infrações de trânsito

A Prefeitura de Teresina já disponibilizou, nas plataformas Android e iOS, o aplicativo Teresinense Digital, ferramenta que oferece a opção de consultar e contestar multas de trânsito expedidas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). Ainda este ano, outros serviços serão colocados à disposição para os moradores, evitando que se desloquem até a sede dos órgãos.

“Queremos garantir o máximo de transparência na fiscalização de trânsito, por isso escolhemos esse processo para começar”, ressalta o presidente da Prodater (Empresa Teresinense de Processamento de Dados), Eduardo Aguiar. “O motorista pode verificar sua situação legal junto à Strans e entrar com recurso para recorrer às infrações”.

Para utilizar o serviço é necessário baixar o aplicativo e cadastrar seus dados e do seu veículo, tendo acesso às informações detalhadas sobre as multas, inclusive imagens em alta resolução da ocorrência. Além disso, é informado o prazo que o usuário tem para entrar com o recurso.

“A contestação da multa é muito simples: basta que o cidadão envie uma foto da carteira de motorista e do documento do carro, que podem ser tiradas com o próprio celular, e digitar sua justificativa. Aí é só clicar no botão de cadastrar o recurso. Caso queira adicionar mais informações ou algo que comprove sua justificativa, o usuário pode anexar fotos e documentos”, explica Eduardo.

Outra facilidade é que o cidadão pode entrar com o recurso a qualquer momento, independente do horário de funcionamento da Strans, pois no aplicativo a opção está disponível 24 horas por dia, até nos finais de semana, enquanto durar o prazo do recurso.

Eduardo informa que mais serviços municipais estarão disponíveis no Aplicativo Teresinense Digital ainda este ano, como solicitação de limpeza e poda de árvores. “Tivemos uma reunião com os superintendentes das SDUs e iniciamos um levantamento de quais serviços vamos colocar no aplicativo. É uma orientação do prefeito Firmino Filho que a Prodater utilize a tecnologia para facilitar o acesso do cidadão aos serviços da Prefeitura, conseguindo assim a desburocratização dos processos”, comenta.

O presidente da Prodater diz ainda que o Teresinense Digital não é apenas um aplicativo, e sim um projeto de tecnologia da Prefeitura de Teresina. “Esse projeto envolve o aplicativo, a implantação do processo eletrônico, a instalação de serviços de internet gratuita em locais públicos como praças e terminais de ônibus, enfim, uma série de facilidades para o teresinense”, finaliza.

 

Terminal do Parque Piauí ganha wifi gratuito

Ascom/Prodater

A Prefeitura de Teresina está expandindo os pontos para uso de internet wifi gratuita para a população. Dessa vez, a tecnologia está sendo disponibilizada para os usuários do Terminal do Parque Piauí, zona Sul. A Empresa de Processamento de Dados de Teresina (Prodater) instalou os equipamentos que permitem internet com qualidade e que possibilitarão até 500 conexões simultâneas.

Segundo o presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, a instalação dos equipamentos no Parque Piauí atende a uma sugestão de uma cidadã por meio das redes sociais. “É importante ouvirmos as sugestões da comunidade. Estamos expandindo o nosso programa de conectividade em áreas públicas e, nesse trabalho, saber das demandas da população é importante”, pontuou.

 

Na semana passada, a tecnologia foi instalada no Terminal do Zoobotânico e a resposta da população tem sido positiva. “A rede instalada é sem burocracia para o acesso. Basta que o usuário acione a conexão wifi, sem necessidade de cadastro anterior de senha. É uma tecnologia com o que há de mais moderno no mercado”, reforçou Eduardo Aguiar.

Assim como na ocasião do terminal do Zoobotânico, a Prodater também encaminhou ofício à Secretaria de Segurança Pública do Estado, órgão responsável pela segurança, para reforçar o policiamento na região. “O que queremos é que as pessoas possam utilizar seus smartphones com tranquilidade, tanto em termos de acesso, quanto em segurança. Por isso, à medida que vamos ampliando os pontos com conexão instalada, vamos informando à Secretaria de Segurança para que adote as providências necessárias para garantir tranquilidade aos usuários”, finalizou o presidente.

Terminal do Zoobotânico é o primeiro a ter internet gratuita

O Sistema Inthegra finalizou as obras de mais um terminal de integração, o do Zoobotânico, inaugurado na manhã do último sábado (02). A Prefeitura de Teresina já tratou de equipá-lo com rede Wi-Fi gratuita para a população. Segundo a Empresa de Processamento de Dados de Teresina (Prodater), responsável pelo setor de tecnologia da capital piauiense, 500 pessoas podem se conectar ao mesmo tempo.

O presidente da Prodater, Eduardo Aguiar, esteve no Terminal para avaliar o desempenho da rede nos primeiros dias de funcionamento. “A internet está disponível para a população pela rede ‘Prefeitura de Teresina’ de forma gratuita e aberta. Usamos o que há de mais moderno no mundo no que diz respeito à tecnologia sem fio. Esse projeto visa disponibilizar essa tecnologia para todos os terminais de integração da cidade. Algumas praças públicas também terão seus dispositivos atualizados e outras áreas estratégicas da cidade também receberão internet grátis”, explicou o secretário.

Regina Maura, moradora da Vila Meio Norte e usuária do Terminal, aprovou a ferramenta. “Até agora está muito boa, inclusive para mandar e receber áudios. Estou muito satisfeita”, disse.