HUT amplia leitos de UTI para atendimento à Covid-19

Em um cenário de aumento e avanço da Covid-19, o Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (HUT), vinculado a Fundação Municipal de Teresina (FMS), receberá 15 novos leitos de UTI, entre clínicos e intensivos, destinados ao tratamento da Covid-19.

Fábio Marcos, diretor-geral do HUT, explica que “para recebermos novos pacientes infectados pelo novo coronavírus, adequações físicas e de pessoal estão sendo feitas para disponibilizarmos esses novos leitos. Seguimos com as ações de saúde frente à emergência sanitária que enfrentamos. Nossos esforços são para cuidar das pessoas, não só dos pacientes de trauma, que continuamos atendendo na urgência e emergência, mas de toda a sociedade neste momento de pandemia”, ressaltou.

“A expectativa é que os novos leitos de UTI e de enfermaria comecem a funcionar até segunda, 8 de Março”, disse o diretor de Enfermagem do Hospital, Romak Bezerra.

Atualmente, o HUT conta com 18 leitos de UTI destinados à Covid-19. Com a abertura dos novos, o HUT passará a contar com 28 leitos de tratamento intensivo e cinco leitos clínicos, somando um total de 33 leitos para atendimento exclusivo da Covid-19.

HUT passa a contar com 15 novos leitos de UTI para atendimento de pacientes Covid-19 (Foto: Ascom/HUT)

Fábio Marcos de Sousa, diretor geral do HUT Foto(Ascom/HUT)

Teresina registra 380 casos de Covid-19 nesta quinta-feira (04)

Mais 380 casos da Covid-19 foram diagnosticados em Teresina nesta quinta-feira (04). Os dados são da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que monitora diariamente os números da doença na capital. O relatório indica que, desde o início da pandemia em março do ano passado, um total de 63.338 teresinenses já contraíram a doença.

Foram registradas ainda seis mortes, o que totaliza 1.370 desde a chegada do novo coronavírus na cidade. Destes, três pacientes foram a óbito ontem (04) e três em dias anteriores. Foram quatro homens e duas mulheres, com idades entre 53 e 92 anos, moradores das zonas Sul, Norte e Leste. Todos eles apresentavam fatores de risco para a doença, como hipertensão, diabetes, doenças renais, hepáticas, entre outras.

O relatório da FMS contabiliza ainda 50.021 pessoas recuperadas da Covid-19, entre pessoas que tiveram alta hospitalar e também aqueles que fizeram o tratamento em casa e cumpriram os dias de isolamento. “Após o cumprimento de 14 dias de isolamento, essas pessoas tiveram melhora do quadro clínico de saúde”, afirma Wesllany Santana, do Centro de Operações em Emergência (COE).

FMS convoca 60 profissionais classificados em teste seletivo para enfrentamento à Covid-19

Hoje (04), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está convocando 60 profissionais de saúde para reforçar o quadro no enfrentamento à Covid-19. Eles foram classificados no edital 1/2020 do Processo Seletivo Emergencial da instituição e irão atuar na linha de frente de hospitais do município.

O Edital 01/2021 contempla 10 técnicos em enfermagem 30h e 50 enfermeiros 24h. “Hoje a FMS cumpre a lei em termos de convocação de servidores. Nós temos um processo seletivo vigente, estamos convocando esses profissionais para fazerem parte do quadro”, afirma Gilberto Albuquerque, presidente do órgão.

Os convocados devem se apresentar na próxima segunda-feira (08) no Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoas da FMS, que fica na Rua Governador Artur de Vasconcelos, 3015 – Aeroporto, no horário das 8h às 15h. “O quanto antes estes profissionais se apresentarem já serão efetivados”, diz Gilberto Albuquerque.

Ao se apresentarem os candidatos deverão entregar os seguintes documentos (originais acompanhados de cópias legíveis) para comprovação e autenticação: Certidão de nascimento ou Casamento (quando for o caso); Título de Eleitor, com certidão de quitação eleitoral; Certidão de Reservista ou dispensa de incorporação (somente para homem); RG; CPF; Autodeclaração do candidato conforme anexo II do edital; Documentação que comprove os títulos indicados no currículo, conforme item 2.11 do edital; Comprovante de escolaridade exigida no Quadro I do Edital; Registro do Conselho competente; Conta Corrente Banco do Brasil; uma foto 3×4 recente; Comprovante de endereço atualizado; comprovante de inscrição no PIS/PASEP/NIT.

“Lembramos que os candidatos que não se apresentarem na forma estabelecida no edital serão considerados desistentes”, ressalta o chefe do Núcleo de Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoas, João Luciano de Castro e Sousa.

Confira aqui: Edital de convocação 1.2021 (1).

Fundação Municipal de Saúde (FMS) está convocando 60 profissionais de saúde para reforçar o quadro no enfrentamento à Covid-19. Foto (Ascom FMS)

Teresina já registrou 61.527 casos de Covid-19 desde o início da pandemia

O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) notificou ontem (25) mais 320 novos casos de Covid-19, dos quais quatro vieram a óbito. A cidade registra no total 61.527 pessoas que já tiveram a doença desde o início da pandemia, e 1.337 mortes.

Dentre as quatro mortes, duas ocorreram ontem (25), uma de quarta-feira (24) e outra na segunda-feira (22). Foram dois homens e duas mulheres, com idades entre 69 e 85 anos. Eles eram portadores de doenças cardiovasculares, neurológicas, hipertensão e diabetes. Os pacientes que vieram a óbito eram residentes nos bairros Planalto Ininga, Morada do Sol (zona Leste), um morava no Centro e outro no Povoado Mucuim (zona Rural).

Foram registradas ainda 50.021 pacientes considerados recuperados da Covid-19. É considerado recuperado o paciente que teve alta hospitalar como também aquele com alguma forma mais leve da doença que fez o tratamento em casa. “Após o cumprimento de 14 dias de isolamento, essas pessoas tiveram melhora do quadro clínico de saúde”, afirma Wesllany Santana, do Centro de Operações em Emergência (COE).

HUT investe para se tornar referência de modelo de gestão pública no Norte-Nordeste

Fachada do HUT (Foto: Ascom HUT)

Por meio da melhoria contínua dos processos e de gestão, o Hospital de Urgência de Teresina, prof. Zenon Rocha (HUT), vem investindo em ferramentas organizacionais para se tornar um hospital de referência e modelo de gestão pública no norte-nordeste, reconhecido pela assistência humanizada, segura e de excelência em saúde.

A nova diretoria com apenas dois meses de trabalho reestruturou a engenharia tanto assistencial quanto operacional. “Após um diagnóstico dos macroprocessos junto às lideranças, elaboramos um plano de ação contemplando as áreas de administração; assistência e infraestrutura hospitalar e efetivamente começamos a atuar visando uma melhoria contínua”. Afirmou o novo diretor geral do HUT, Dr. Fábio Marcos de Sousa.

Mudanças nas escalas e rotinas, redimensionamento de equipes médicas e de enfermagem já refletem positivamente na qualidade da assistência ao paciente. Um dos problemas crônicos resolvido com o redimensionamento foi à superlotação na ortopedia. “Hoje estamos com taxa de ocupação média de 88% nesse setor, o que antes era 125%” avalia o diretor técnico da instituição, médico Hormone Rodrigues.

Assim como a reorganização no fluxo dos atendimentos, a implantação e reativação de núcleos e a elaboração de protocolos assistenciais, demonstram mais resolutividade e segurança nos casos que são atendidos pelo Hospital.

Dentre esses protocolos, foi criado um novo plano de alta hospitalar, através de visita multidisciplinar diária em postos de internação e a aplicação do sistema Kanban que resultaram em ganhos de produtividade, reduzindo o tempo de permanência de pacientes internados, favorecendo o giro dos leitos.

Para adequar melhor aos interesses da comunidade também foi criado o plantão presencial do serviço de Otorrinolaringologia. O serviço de urgência para ouvido, nariz e garganta 24h da forma presencial aumentou em 24% os atendimentos dessa especialidade, garante a nova diretoria.

“Com o objetivo de melhorar a segurança e a comunicação efetiva entre as áreas, diariamente usamos a ferramenta estratégica de segurança chamada Huddle, que visa identificar possíveis falhas operacionais de forma precoce, debatê-los com a equipe e investir em ações de melhoria, além da implementação de mapa cirúrgico eletrônico dando mais agilidade aos procedimentos realizados, reduzindo os atrasos cirúrgicos”, ressalta Romak Bezerra, diretor de enfermagem.

A nova diretoria com apenas dois meses de trabalho reestruturou a engenharia tanto assistencial quanto operacional (Foto: Ascom HUT)

Mais uma aquisição importante, foi um painel eletrônico integrado ao sistema de dados do Hospital que possibilita a gestão ver em tempo real informações estratégicas como: as entradas, taxas de ocupação das clínicas médicas e cirurgias. “Isso oferece mais vantagens, favorecendo a monitoração dos setores e fazendo com que os recursos sejam otimizados” considera o diretor administrativo Fernando Correia.

Outra ação efetiva da nova gestão liderada por Fábio Marcos diz respeito à integração do HUT com demais instituições de saúde de Teresina. Em consonância com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), coloca a disposição da rede equipamentos doados por empresa responsável pelo Hospital de Campanha João Claudino, além de negociar leitos clínicos para cardiologia no hospital do Dirceu, a reativação de leitos cirúrgicos e a otimização do ambulatório para estomaterapias no hospital do bairro Promorar.

“Queremos que o HUT seja referência não só assistencial como também em gestão, estamos construindo um diálogo direto entre as lideranças, servidores, FMS e os usuários do hospital. Isso tem ampliado nossa visão e melhorado muito nossa performance nos resultados. Tudo isso faz parte de um modelo de trabalho de uma gestão mais participativa” finalizou o médico Fábio Marcos de Sousa.

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) é uma das maiores unidades públicas de saúde do Estado em atendimentos de urgência e emergência 24 horas, referência em média e alta complexidade em Cirurgia Geral, Traumatologia e Ortopedia.

FMS prepara estratégias para a próxima etapa de vacinação contra a Covid-19

No momento, a vacina está sendo aplicada em idosos acamados com mais de 90 anos (Foto: Ascom/FMS)

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) está se preparando para dar prosseguimento à campanha de vacinação contra a Covid-19 em Teresina. No momento, o imunizante está sendo aplicado em idosos acamados com mais de 90 anos, além da segunda dose de profissionais de saúde.

Ayla Calixto, gerente de ações estratégicas da FMS, explica que, para a próxima etapa de imunização, a FMS planeja agir em duas frentes: a vacinação por meio de drive thru – onde as pessoas recebem sua dose dentro de carros em pontos estratégicos da cidade – e nas salas de vacina de Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade, por meio de agendamento prévio. “Estas medidas visam evitar a formação de aglomerações, por estarmos trabalhando com um grupo maior de pessoas desta vez”, diz a gerente.

A próxima etapa irá abranger uma nova faixa de idosos, que será adequada à quantidade de doses recebidas pela capital. “Dependendo do número de doses, vacinaremos os idosos na faixa de 80 a 89 anos. Caso a gente receba um número inviável para toda essa faixa etária, priorizaremos os de 85 a 89 anos”, ressalta Ayla Calixto. De acordo com as estimativas da FMS, baseadas na campanha de vacinação contra a gripe de 2020, Teresina tem aproximadamente 5 mil pessoas com idades entre 85 e 89 anos. Quando a faixa é ampliada para 80 a 89 anos, o número sobe para 11 mil.

No momento, a vacina está sendo aplicada em idosos acamados com mais de 90 anos (Foto: Ascom/FMS)

O agendamento para a vacinação nas UBS será feito por meio da plataforma Vacine Já. Ela está disponível no site da fms: fms.pmt.pi.gov.br, no banner “Vacine Já”. Ao entrar, o usuário deve clicar na opção de “Pré-cadastro”, onde vai inserir dados como CPF e endereço, escolher uma Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, dia e horário da vacinação. No caso dos acamados, ele inicialmente vai se identificar como tal e então preencher os dados; em seguida deve aguardar o contato da FMS, que irá agendar a visita da equipe de saúde.

Até a data de hoje (22), a FMS já aplicou 30.423 doses da vacina contra a Covid-19 em Teresina, das quais 25.795 correspondiam à primeira dose e 4.628 à segunda dose. Um total de 27.849 pessoas já foram beneficiadas, entre trabalhadores da saúde, idosos acima de 60 anos institucionalizados, pessoas com deficiência institucionalizadas e idosos com 90 anos ou mais em geral. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SESAPI), a previsão de chegada de novas doses está para a próxima quinta-feira (25).

Teresina registra 145 novos casos e uma morte por Covid-19 nesta quarta-feira (17)

Nesta quarta-feira (17) a Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 145 novos casos de Covid-19 em Teresina, dos quais um veio a óbito. Agora, a capital contabiliza 59.613 casos da doença desde o início da pandemia, além de 1.318 mortes e 50.021 pessoas recuperadas da doença.

A única morte contabilizada aconteceu na segunda-feira (15). A paciente era do sexo feminino, tinha 55 anos de idade, e sofria de câncer de mama. Ela era moradora do bairro São João, zona Leste de Teresina.

A Covid-19 caracteriza-se pelos sintomas muito semelhantes ao da influenza e outras síndromes gripais, como febre, tosse seca e cansaço. Pode haver ainda dores no corpo e perda de paladar ou olfato. A recomendação da FMS é que se procure os serviços de saúde ao primeiro sinal da doença. “A qualquer sintoma gripal a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde para ser atendida pela equipe médica. Não se pode esperar o quadro gripal se agravar para procurar o médico. A melhor alternativa é acompanhar de perto e monitorar o quadro de cada paciente”, diz a infectologista Amparo Salmito.

Reduz o número de internações no HUT durante a semana do carnaval

Foto: Ascom HUT

A necessidade de cancelar o carnaval e os dias de ponto facultativo durante a pandemia impactou nas internações e traumas por acidentes de trânsito no Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (HUT).

Dados estatísticos do hospital revelam que entre 12 e 17 de fevereiro de 2021 houve uma redução de 14% no número de internações. Além da diminuição nas internações, traumas causados por acidentes de trânsito também foram reduzidos em 24% comparados ao período de carnaval do ano anterior.

Já as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinadas ao tratamento grave da Covid-19 se mantiveram numa situação estável “até ontem (15) estávamos numa média de 76% de ocupação, taxa semelhante aos dias anteriores”, resume o médico Fábio Marcos, diretor geral do HUT.

“Essa melhora do quadro, no entanto, não significa fim dos cuidados para evitar o contágio da Covid-19 e nem acidentes de transito”, uma das principais causas de internação do hospital, completou Fábio Marcos.

FMS lança site para consulta aos dados da vacinação contra a Covid-19

Com a finalidade de dar maior transparência aos dados de vacinação contra a Covid-19 em Teresina, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está lançando um site para consulta pública relativa à Campanha. O Painel de Vacinação Covid-19 está disponível no site da FMS e contém as principais informações atualizadas em tempo real.

Para ter acesso, o usuário deve visitar o site fms.pmt.pi.gov.br e clicar no banner “Painel Vacinação Covid-19” ou no menu Serviços, opção Painel Vacinação Covid-19. “A população vai poder acompanhar o total de doses aplicadas por dia, por laboratório, por público alvo e também o andamento da aplicação da primeira e segunda dose no município”, informa Karoline Alencar, gerente de Informações em Saúde da Atenção Básica da FMS.

Em Teresina, um total de 25.631 doses de vacina contra a Covid-19 foram aplicadas até hoje (17). Dessas, 25.068 foram administradas como primeira dose e 563 como segunda dose. Foram vacinados até o momento 22.825 trabalhadores da saúde e 2.138 pessoas com 80 anos ou mais, entre idosos institucionalizados e pessoas com 90 anos ou mais em geral.

FMS notifica três mortes por Covid-19, além de 264 novos casos

Teresina notificou 264 novos casos de Covid-19 na terça-feira (16) e três mortes. Os dados são do boletim epidemiológico, atualizado diariamente pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Agora, a capital totaliza 59.468 casos, 1.317 óbitos e 50.021 recuperados do  novo coronavírus.

As mortes registradas foram de duas mulheres e um homem com idades entre 49 e 99 anos. Eles tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial, diabetes e doença cardiovascular. “A qualquer sinal de sintoma gripal, procure uma Unidade Básica de Saúde. Temos 18 exclusivas para atender suspeitas Covid”, explica Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

Os moradores de Teresina que tiverem sintomas da Covid-19 ou dúvidas sobre a doença podem ainda contar com um programa de inteligência artificial que substitui o antigo Alô Saúde Teresina, que passou por reformulação. Os usuários podem buscar informações no site da FMS (fms.pmt.pi.gov.br), onde localiza-se, no canto direito da tela, o chat box que permite ao usuário reportar os sintomas e a atendente virtual (robô Laura) realiza a classificação de risco e as orientações para onde os usuários devem se direcionar para a busca de atendimento presencial.