FMS leva educação em saúde à Vila Apolônia do Bairro São Joaquim

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), através do Núcleo de Educação em Saúde (NESC), participará neste sábado (04) de uma Ação Global na Vila Apolônia, bairro São Joaquim, zona Norte. A atividade é uma parceria entre Associação de Moradores, igrejas, Unidade Básica de Saúde do Matadouro e líderes comunitários, e acontecerá partir das 8h, no Centro de Convivência Rita de Cássia, localizado na Rua Presidente Lincoln, nº 4791. (mais…)

FMS disponibiliza 39 salas de vacina para o Dia D da gripe neste sábado (04)

Rômulo Piauilino

Acontece neste sábado (04), em todo o Brasil, o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Influenza, também conhecida como Gripe. Em Teresina, 39 salas de vacinas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e hospitais municipais estarão abertas neste dia. A abertura será às 8h na UBS Carlos Alberto Cordeiro, localizada na Quadra 270, Casa 20, bairro Dirceu II, zona Sudeste da capital.

“Convocamos as gestantes, mulheres com até 45 dias de pós-parto, crianças de seis meses a menores de seis anos, idosos, trabalhadores da saúde, professores e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e asma, para procurar uma das salas de vacina que estarão abertas neste sábado para garantir sua dose”, alerta Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS. Também fazem parte dos grupos prioritários funcionários do sistema prisional, presos e policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

A meta da capital durante toda a campanha é vacinar 191.021 pessoas. A diretora explica que é importante que todos aqueles que pertencem aos grupos prioritários sejam vacinados, pois são as camadas da população mais suscetíveis às complicações da doença, que podem levar inclusive à morte. Além disso, a proposta da vacinação é evitar ou diminuir o número de internações e mortes substancialmente, não só pela infecção primária, mas também as infecções secundárias.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos ou nariz. São três os tipos de vírus que a vacina previne: os tipos H1N1, H3N2 e Influenza do tipo B Victoria.

Além da vacina, a prevenção deve ser feita com cuidados básicos de higiene. “Devemos sempre lavar as mãos da ponta do dedo até o cotovelo com água e sabão, lavar os filtros de ar condicionado mais de uma vez por semana e arejar os ambiente, pois a circulação de ar diminui as chances de contaminação”, aconselha Amariles Borba. “O tratamento deve ser repouso, boa alimentação e hidratação intensa”, completa a diretora.

O uso do antiviral está indicado para todos os casos de síndrome gripal com condições e fatores de risco para complicações e de síndrome respiratória aguda grave, independentemente da situação vacinal. No entanto, o Ministério da Saúde, por meio das campanhas nacionais de imunização, prioriza os grupos mais vulneráveis para infecção pelo vírus.

Confira abaixo os locais das salas de vacina para o Dia D da campanha:

ZONA SUDESTE:

UBS CARLOS ALBERTO CORDEIRO (ABERTURA)

Endereço: Q 270 CASA 20 S/N DIRCEU II

UBS ALTO DA RESSURREIÇÃO

Endereço: RUA FRANCISCO LUCAS PEREIRA, 7013 – GURUPI

UBS NOSSA SENHORA DA GUIA

Endereço: RUA 01 S/N – BEIRA RIO

UBS NOVO HORIZONTE

Endereço: RUA SANTO ESTEVAO S/N V CEL CARLOS FALCÃO – NOVO HORIZONTE

UBS RENASCENÇA

Endereço: RUA DR. PEDRO TEIXEIRA S/N – PARQUE ITARARÉ

UBS TODOS OS SANTOS

Endereço: AV. PROFESSOR CAMILO FILHO, 6133 – TODOS OS SANTOS

UBS USINA SANTANA

Endereço: AV. PROFESSOR CAMILO FILHO S/N – FINAL DA AV. DA USINA SANTANA

HOSPITAL DO DIRCEU

Endereço: Quadra 250, Casa 50, Dirceu Arcoverde II – Bairro Itararé

 

ZONA SUL

UBS CRISTO REI

Endereço: RUA PADRE ÁUREO DE OLIVEIRA, 1966 – CRISTO REI

UBS IRMÃ DULCE

Endereço: RUA SANTA FRANCISCA CABRINI S/N – VILA IRMÃ DULCE

UBS KM 07

Endereço: RUA RITA DE CASSIA S/N – SANTO ANTÔNIO

UBS NOSSA SENHORA DA PAZ (VILA DA PAZ)

Endereço: RUA SANTA MARIA GORETE S/N – VILA DA PAZ

UBS PORTAL DA ALEGRIA

Endereço: RUA 13/18 S/N – PORTAL DA ALEGRIA III

UBS PORTO ALEGRE

Endereço: RUA MANOEL VICTOR CORDEIRO/ RUA PORTO ALEGRE S/N CONJUNTO PORTO ALEGRE – ESPLANADA

UBS SACI

Endereço: PRAÇA PREFEITO JOÃO MENDES S/N – SACI

UBS VAMOS VER O SOL

Endereço: EM FRENTE À QUADRA 05 ENTRE A13 E 17 S/N – LOT. PARQUE SUL VAMOS VER O SOL

UBS DO PARQUE PIAUÍ

Endereço: QD 26 S/N END. UBS NOVA PARQUE PIAUÍ

HOSPITAL DO PARQUE PIAUÍ

Endereço: Rua Marechal Rondon, nº 6262

HOSPITAL DO PROMORAR

Endereço: Av. Ulisses Guimarães, S/N – Promorar

 

ZONA NORTE

UBS ADELINO MATOS

Endereço: RUA NOVA ESPERANÇA S/N – VILA SÃO FRANCISCO

UBS CECY FORTES

Endereço: AV. JACOB ALMENDRA, 630 – PORENQUANTO

UBS CIDADE VERDE

Endereço: RUA LUCÍDIO FREITAS S/N – CENTRO

UBS JACINTA ANDRADE I

Endereço: QUADRA 75, CASA 05 – RESIDENCIAL JACINTA ANDRADE

UBS KARLA IVANA/MATADOURO

Endereço: RUA RIACHUELO, 3024 – MATADOURO

UBS N. BRASÍLIA

Endereço: RUA ANÍSIO PIRES S/N – NOVA BRASÍLIA

UBS PARQUE BRASIL

Endereço: RUA FRANCISCA TRINDADE S/N – FRANCISCA TRINDADE PARQUE BRASIL – CIDADE INDUSTRIAL

UBS POTY VELHO

Endereço: RUA MÁRIO AUGUSTO FREITAS, 1469 – POTY VELHO

UBS SANTA MARIA DA CODIPI

Endereço: RUA RAIMUNDO DOROTEIA S/N – SANTA MARIA DA CODIPI

HOSPITAL DA PRIMAVERA

Endereço: Av. Duque de Caxias, 2660 – Primavera

 

ZONA LESTE

UBS ININGA

Endereço: RUA ESPERANTINA S/N – PLANALTO ININGA

UBS PIÇARREIRA

Endereço: AV. JOÃO ANTÔNIO LEITÃO, 4577 – PIÇARREIRA I

UBS PLANALTO URUGUAI

Endereço: RUA 1 6955 – PLANALTO URUGUAI

UBS SANTA BÁRBARA

Endereço: RUA PROMOTOR JOSÉ METON FILHO S/N – SANTA BÁRBARA

UBS SÃO JOÃO

Endereço: RUA AGRIPINO MARANHÃO-PRAÇA DO QUINTO DP S/N – SÃO JOÃO

UBS SANTA ISABEL

Endereço: RUA JESUS DA CUNHA ARAÚJO, 4859 – MORADA DO SOL

UBS TAQUARI

Endereço: RUA ENGENHEIRO RIBAMAR MACHADO S/N – RESIDENCIAL TAQUARI VALE QUEM TEM

UBS VALE DO GAVIÃO

Endereço: RUA PROJETADA S/N – RESIDENCIAL ZEQUINHA FREIRE

UBS VILA BANDEIRANTE

Endereço: RUA DOM BOSCO – EM FRENTE À PRAÇA S/N VILA BANDEIRANTE II

Ascom FMS

HOSPITAL DO SATÉLITE

Endereço: Rua Rotary Club, 4265 – Satélite

 

Armadilha recolhe 458.000 ovos de mosquito da dengue em Teresina

Ascom FMS

Em uma iniciativa para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) instala armadilhas que evitam a proliferação de novos mosquitos em pontos estratégicos de Teresina. As chamadas ovitrampas utilizam água parada e palheta de eucatex (madeira), simulando o ambiente perfeito para que as fêmeas depositem seus ovos. Com a estratégia, somente entre janeiro e abril deste ano foram recolhidos 458.435 mil ovos do mosquito em Teresina.

“A ovitrampa, que evita que os ovos se transformem em mosquitos adultos, é colocada em locais de possibilidade de maior multiplicação dos mosquitos, como em pequenas borracharias, hortas, canteiro de obras e sucatas. Após a retirada, o nosso laboratório faz a análise, identificação e contagem dos ovos. Ao final, estes são destruídos”, explica Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da FMS.

De acordo com o presidente da FMS, Charles Silveira, a FMS realiza inúmeras ações de combate ao mosquito no decorrer do ano. “Nessa luta, que é a favor da saúde e da vida, contamos com o apoio da população, que com atitudes bastante simples, como a inspeção semanal de sua própria casa para evitar o acúmulo de água parada, pode impedir a proliferação do Aedes aegypti”.

Amariles Borba alerta ainda que os meses mais críticos, considerados como período de risco na cidade, são de fevereiro a junho. “O período chuvoso, associado à falta de cuidados domésticos, contribui para o aumento de criadouros. Em Teresina, por conta das condições climáticas, o mosquito evolui de ovo para mosquito adulto em cinco dias, situação que difere de vários locais do Brasil em que o ciclo de criação do mosquito é de dez dias”.

Confira abaixo dicas para evitar a proliferação do Aedes Aegypti:

-Vire todas as garrafas com a boca para baixo e evite que acumule água dentro delas

-Não deixe água acumulada sobre a laje

-Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada

-Mantenha bem tampados tonéis e barris d’água

-Mantenha a caixa d’água bem fechada. Coloque também uma tela no ladrão da caixa d’água

-Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas

-Lave por dentro, com escova e sabão, os utensílios usados para guardar água em casa

-Troque a água de vasos e de plantas aquáticas e lave-os com água e sabão uma vez por semana

-Coloque no lixo todo objeto utilizado que possa acumular água

-Encha de areia os pratos das plantas ou lave-os semanalmente

-Lave semanalmente por dentro os tanques utilizados para guardar água

-Feche bem os sacos de lixo e deixe-os fora do alcance de animais

-Lave semanalmente o recipiente de água dos climatizadores

FMS fornece Terapias Integrativas à população em Teresina

Ascom FMS

Cerca de 12 estabelecimentos de saúde da Prefeitura de Teresina ofertam Práticas de Terapias Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) à população, como Reiki, Acupuntura e Yoga. O objetivo dessas práticas é complementar a medicina convencional e não substituí-la, contribuindo com a promoção e recuperação da saúde das pessoas.

“As PICS são terapias complementares às condutas terapêuticas já realizadas e têm respaldo científico. É um prazer participar desse processo, poder proporcionar bem- estar aos usuários que se permitem conhecer este novo espaço de cuidado do SUS. O mundo tem acordado para isso e é importante que as pessoas acompanhem essa energia”, destaca Roberta Pompeu, educadora física do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) Leste.

Roberta acrescenta ainda que “no início, os usuários e até alguns profissionais que não conhecem as terapias se mostraram descrentes dos benefícios que poderiam obter. À medida que se permitiram participar das terapias, puderam não somente melhorar sua condição de saúde, seja ela física ou emocional, mas passaram também a divulgar os benefícios destas práticas na comunidade e assim a procura foi aumentando”, pontuou.

De acordo com o presidente da FMS, Charles Silveira, “a Fundação prossegue com a sua missão de promover saúde e bem-estar aos usuários do SUS, seja por métodos consolidados na medicina ocidental, seja por métodos tradicionais que também são reconhecidos como benefícios no meio científico, como a Yoga. Ficamos satisfeitos com a nossa atuação na área da saúde e ainda mais contentes com os resultados desses programas, que possibilitam uma boa recuperação dos pacientes, além de possuírem viés preventivo”, afirma.

Gabriel Oliveira é assessor de comunicação e um dos beneficiados com a auriculoterapia, terapia que utiliza sementes de mostarda para ativar pontos específicos da orelha. “É bom para aliviar as tensões e dores. É uma alternativa que funciona e espero que essas práticas atinjam o maior número possível de pessoas, principalmente nos bairros, para alcançar aquelas que não conhecem ou que não têm poder aquisitivo”, conta.

Confira abaixo a lista de estabelecimentos de saúde da Prefeitura de Teresina que fornecem terapias integrativas à população:

1.Unidade Básica de Saúde Poty Velho: Auriculoterapia, Eutonia, Shantalla, Aromaterapia, Escalda Pés, Plantas Medicinais, Barra de Access e Terapia Comunitária

2. UBS Vila da Paz: Auriculoterapia e Shantalla

3. UBS Planalto Uruguai: Auriculoterapia, Reiki, Práticas Meditativas, Terapia Comunitária, Thetahealing, Fitoterapia e Shantalla

4.UBS Henrique M. C. Branco – Vale do Gavião: Distribuição de plantas medicinais, Fitoterapia (princípio ativo da planta extraído em solução álcool e água – tintura mãe) e Auriculoterapia

5.UBS Dr. Chagas Martins – Estaca Zero: Fitoterapia

6.UBS Francílio Ribeiro de Almeida – Angelim: Auriculoterapia e Ventosaterapia

7. Hospital da Primavera: Reiki e Yoga

8.UBS Raimundo N. D. R. Medeiros – Real Copagre: Auriculoterapia, Reflexologia, Cromoterapia e Fitoauriculoterapia e acupressão palmar e podal, Terapia Comunitária, Acupuntura Sistêmica, Massagem Relaxante, Florais de Bach, Aromaterapia e Essências Florais dos Cocais

9.UBS Antônio Pessoa dos Santos – Vamos Ver o Sol: Terapia Comunitária Integrativa

10.UBS Tânia Melo Rodrigues – Monte Castelo: Lian Gong – da Medicina Tradicional Chinesa, Meditação, Tenda do Conto e Danças Circulares (práticas desenvolvidas pelos residentes da UESPI)

11. UBS Fernando G. C. Lima – Portal da Alegria: Auriculoterapia e Shantalla

Redes de Atenção à Saúde Mental são discutidas em Seminário

Acontece nesta terça-feira (30) o Seminário ‘Redes de Atenção em Saúde no Contexto Atual: Avanços e Desafios’. O evento será no auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FACIME), da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), de 8h às 17h. A atividade reunirá diversos profissionais de órgãos estaduais e municipais. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina participará através de Sayonara Lima, coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) e uma das idealizadoras do projeto RIA (Rede, Instituições e Articulação).

“A RIA tem como objetivo articular órgãos da saúde, da assistência social e outras áreas a se unirem em prol de um acompanhamento mais completo dos usuários da Rede de Saúde Mental. As RIAs atuam em toda a cidade de Teresina e se dividem por zona: Norte, Sul, Leste e Sudeste, reunindo órgãos como Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), CREAS, Centros de Referência, ONGs, e mais áreas como segurança pública e educação. Estes órgãos se reúnem mensalmente, quando discutem casos e planejam ações intersetoriais e atividades intergeracionais para acolher os usuários e permitir que eles se sintam parte de seus territórios também”, explica Sayonara Lima.

As RIAs foram pensadas com o propósito de reinserir no território a pessoa com transtorno mental, para que ela possa usar todos os dispositivos que esse território dispõe, não apenas os CAPS. “A gente faz articulações para sensibilizar estes atores, para que eles acolham as demandas das pessoas com transtorno mental, uma vez que elas têm necessidades e demandas outras, que não podem ser supridas pelos CAPS”, diz Sayonara.

O Seminário ‘Redes de Atenção em Saúde no Contexto Atual: Avanços e Desafios’ é uma das atividades do Projeto de Extensão Integra Rede Uespi, que atua principalmente na Maternidade Evangelina Rosa, CRAS, CAPS, ONGs, nos bairros Monte Castelo e Cristo Rei. O evento tem a finalidade de integrar essas instituições de saúde e ajuda social para agirem juntas em prol de melhores condições para os usuários desses serviços. As inscrições para participar do seminário são gratuitas e serão feitas no local do evento. A certificação é de 8 horas.

Confira a programação do Seminário de Redes de Atenção em Saúde no Contexto Atual:

Manhã

-7:00 às 8:00 – Credenciamento

-8:00 às 8:30 – Acolhimento/Apresentação cultural (Corpo de Dança Uninovafapi)

-8:30 às 9:00 – Mesa de Abertura (Reitor, Diretor, PROP, MS, Andrea, Vinícius, Michelle)

-9:00 – Palestra Magna, Tema: “RAS: Percursos Epistemológicos”

-9:40 – Mesa Redonda I

. RUE – Samara Félix

. RAPS – Sofia Laurentino

. Rede Cegonha

. RIA – Sayonara Genilda

-12:00 – Intervalo para Almoço

Tarde

-14:00 – Apresentação Cultural/Acolhimento

-14:20 – Mesa Redonda II

. Rede de doenças crônicas (Glauto Turraque)

. Rede de pessoas com deficiências (Leonardo)

. Redes Invisíveis (Martha Evellyn)

-16:20 – Experiências exitosas (projeto Integra Rede)

-17:00 – Encerramento

UBS Cacimba Velha promove atividade em alusão ao Dia de Combate à Hipertensão

Em alusão ao Dia de Combate e Prevenção à Hipertensão, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Cacimba Velha promove nesta segunda-feira (29) um evento educativo junto à comunidade. Será às 8h30, no Espaço Pontoja.

Os profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) vão reunir os usuários para conversar sobre o controle da hipertensão arterial e diabetes. “Na oportunidade vamos falar a respeito do uso correto da medicação e faremos uma atividade física, além da aferição da pressão arterial e glicemia que disponibilizaremos para a comunidade”, informa o enfermeiro Thiago Silveira, da UBS Cacimba Velha.

Além da conversa, acontecem ainda momentos lúdicos sobre a temática, como peça teatral e lanche com conscientização sobre alimentação saudável, além de palestra sobre saúde bucal, avaliação do pé diabético, consulta e entrega de medicamentos.

“Para manter o controle da pressão arterial e principalmente da diabetes e prevenir as complicações decorrentes dessas doenças, além do acompanhamento multiprofissional e o uso correto das medicações disponíveis na UBS, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável”, justifica o enfermeiro.

Dia da Hipertensão

O Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial é celebrado em 26 de abril. Esta data tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre os cuidados básicos para prevenir a hipertensão arterial, um mal que atinge aproximadamente 25% da população brasileira, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

Crianças do CMEI Madre Teresa de Calcutá aprendem sobre saúde bucal com acadêmicos de odontologia

Como cuidar da saúde bucal foi o aprendizado do dia no Centro Municipal de Educação Infantil Madre Teresa de Calcutá, localizado na Vila Santa Bárbara. A escola recebeu uma ação dos alunos do curso de Odontologia da Uninovafapi, que levaram atividades divertidas para ensinar às crianças a importância de cuidar dos dentes todos os dias.

A atividade é parte da formação acadêmica dos universitários no 8º período e os conecta com a prática por meio da disciplina Odontologia na Comunidade. As crianças participaram de brincadeiras e atividades de pintura, assistiram a uma apresentação de fantoches, dramatização de peça teatral e ainda receberam um kit para escovação. Os acadêmicos aproveitaram para ensinar aos alunos como realizar a correta higienização bucal.

“As crianças amaram. Foi uma ação bastante produtiva para os dois lados, pois os pequenos aprenderam como cuidar dos dentinhos desde cedo e o grupo visitante também se divertiu com a prática diferente”, disse a pedagoga Sandra Chaves.

De acordo com a diretora do CMEI, Leonília de Sousa, a parceria com a instituição de ensino já existe há quatro anos. “Eles são parte da escola, fazem visitas constantes e realmente estão bem integrados com as crianças, inclusive cuidando gratuitamente de casos mais graves. É uma parceria valiosa”, concluiu a gestora.

 

UBS cria grupo de gestantes para acompanhamento da gravidez

Ascom FMS

A Unidade Básica de Saúde Vamos Ver o Sol está trabalhando o autocuidado e o empoderamento de suas gestantes por meio do grupo Genascer, que promove reuniões de acompanhamento com a equipe de saúde. A primeira reunião aconteceu quinta-feira (25), com a participação de quinze usuárias da unidade.

O grupo foi criado pelas enfermeiras Ana Dulce Amorim e Francisca Salazar, juntamente com acadêmicos de Enfermagem de uma faculdade particular da capital. “A iniciativa consiste em promover o autocuidado e o empoderamento feminino no ciclo gravídico-puerperal, além de aumentar o vínculo entre a comunidade e a equipe de saúde da família, por meio do compartilhamento de conhecimentos entre as gestantes, seus respectivos familiares e a equipe de saúde”, explica Ana Dulce Amorim.

Durante os encontros, acontecem rodas de conversa sobre temas relevantes para as gestantes e as pessoas que estarão ao seu lado durante a gravidez e o puerpério, como a importância do pré-natal; desenvolvimento da gestação, as mudanças corporais, medos e fantasias, vida sexual segura, reconhecimento dos sinais de alarme e o que fazer nessas situações, a importância do planejamento familiar, entre outros. As gestantes são orientadas para lidar com as queixas mais frequentes de sintomas das gravidez e a prática de atividade física neste período, além de receberem orientação nutricional, inclusive sobre a suplementação de ferro e ácido fólico.

A etapa do parto também será abordada, com orientação e incentivo ao parto normal, enfatizando a gestação, o parto, o puerpério e o aleitamento materno como processos fisiológicos; o preparo logístico, sinais e sintomas, e os cuidados pós-parto com a mulher e com o recém-nascido, estimulando o retorno aos serviços de saúde para consulta de puerpério e puericultura. Haverá também momentos de conscientização sobre a importância dos testes de triagem (testes do pezinho, olhinho e orelhinha) e das vacinas.

Outros temas abordados serão a importância do planejamento familiar, saúde mental e violência doméstica, benefícios legais a que a mulher tem direito, incluindo a Lei do Acompanhante e a Importância da participação do parceiro e família em todo o processo de parturição. “Faremos ainda atividades lúdicas, como realização da ultrassonografia obstétrica natural, massagens, meditação e musicoterapia”, informa Ana Dulce Amorim. Durante a primeira reunião, foi realizado ainda um ensaio fotográfico com as gestantes, com o objetivo de promover sua autoestima.

Pré-natal

A UBS Vamos Ver o Sol segue o protocolo de acompanhamento das gestantes de acordo com sua classificação de risco: o pré-natal nos casos de baixo e médio risco é feito exclusivamente na unidade, com médico e enfermeiro, enquanto os casos de alto risco são acompanhados pela UBS em parceria com a Maternidade Evangelina Rosa.

Quando a mulher suspeita da gravidez basta procurar a equipe Estratégia Saúde da Família, que vai solicitar os exames e fazer os encaminhamentos necessários, em um trabalho integrado entre médico, enfermeiro e odontólogo.

FMS participa de lançamento do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde

Ascom/FMS

Representantes da Fundação Municipal de Saúde (FMS) estiveram presentes esta semana no lançamento do Edital nº 10 do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde/Interprofissionalidade. O evento aconteceu na Universidade Federal do Piauí (UFPI), que é parceira da FMS junto ao PET-Saúde/Interprofissionalidade.

O PET-Saúde/Interprofissionalidade foi lançado pelo Ministério da Saúde, por intermédio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), como fomento e organização das ações de integração do ensino de graduação-serviço-comunidade nos território de saúde, para fortalecer o movimento de mudança da formação de graduação em saúde, aproximando-a do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Na UFPI, esta semana, tivemos o marco de lançamento do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde, na perspectiva de que a gente possa trabalhar nos cenários da Fundação Municipal de Saúde a interprofissionalidade e o trabalho colaborativo em saúde. A partir do dia 29 de abril os estudantes e preceptores petianos irão estar nos cenários já começando seus trabalhos de interprofissionalidades na saúde”, diz Sâmmia Barros, assessora técnica da Fundação de Saúde.

A Educação Interprofissional é uma abordagem na qual os membros de mais de uma profissão aprendem juntos, interativamente, com o propósito explícito de melhorar as práticas colaborativas em saúde. “As ações desenvolvidas pelos projetos envolvem atores do SUS e da comunidade acadêmica, como professores, estudantes, profissionais de saúde e gestores, com foco na interdisciplinaridade, na integração ensino-serviço, na humanização do cuidado, na integralidade da assistência, no desenvolvimento das atividades que considerem a diversificação de cenários, de práticas e redes colaborativas na formação para o SUS. Além de reorientar a formação profissional nos cursos de graduação da UFPI, o PET tem o objetivo da qualificação em serviço dos professores, alunos e profissionais da saúde, daí sua importância”, explica Sâmmia Barros.

FMS leva ações de saúde ao Teresina em Ação no bairro Colorado

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) vai participar do Teresina em Ação neste sábado (27), das 8h às 12h, na praça do Monte Horebe, próximo a UPA do bairro Colorado, zona Sudeste da capital. O evento ofertará mais de 30 serviços gratuitos e é um projeto da Prefeitura de Teresina em parceria com a TV Clube.

“A FMS levará à população educação nutricional; orientação em saúde bucal; distribuição de preservativos; encaminhamentos para consultas em Unidades Básicas de Saúde; orientações em saúde mental e direcionamento à Rede de Atenção Psicossocial”, explica Theonas Gomes, da FMS.

O Teresina em Ação tem como objetivo garantir cidadania para as pessoas que moram afastadas do centro da cidade e longe de serviços na área dos direitos humanos, saúde e social.