Unidades de ensino da Rede Municipal podem encaminhar novos alunos para o CMAM

Para apoiar o desenvolvimento dos alunos matriculados nas unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina que possuem transtornos de aprendizagem, o Centro Municipal de Atendimento Multidisciplinar (CMAM) abriu inscrição para novas crianças. Até o dia 30 de junho, cada unidade de ensino da Prefeitura pode encaminhar um aluno a partir do preenchimento da ficha de inscrição enviada para a escola.

O CMAM funciona desde 2017 por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e a Fundação Municipal de Saúde (FMS), realizando atendimento médico e multidisciplinar. O benefício é voltado para alunos da Rede Municipal com transtornos e/ou dificuldades de aprendizagem, na faixa etária de 5 a 16 anos, disponibilizando serviços médicos, terapêuticos e assistência social.

A diretora do Centro, Daniela Escórcio, ressalta que é necessário orientar os responsáveis pelos alunos sobre as normas institucionais e sensibiliza-los quanto à importância do atendimento. “É importante que a escola e os pais acompanhem a frequência dos alunos atendidos e mantenham todo o tratamento, inclusive com os encaminhamentos que os nossos profissionais realizam. Esse é um trabalho coletivo em prol das nossas crianças e adolescentes”, conclui Daniela.

Dr. Pessoa aciona o COE para rever o uso de máscara em Teresina

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, acionou o Comitê Municipal de Operações Emergenciais (COE) para deliberar sobre o uso de máscaras como medida de proteção contra a Covid-19 na capital.

O prefeito está preocupado com o cenário nacional, que indica aumento no número de casos da doença e o retorno de uso obrigatório da máscara em São Paulo. Além disso, vizinhos como o Ceará também já demonstram aumento nos casos.

De acordo com Dr. Pessoa, a medida é uma forma de prevenção para que os índices de testes positivos na capital não atinjam números elevados. “Como médico, tenho orientado que a prevenção é o melhor caminho para combater esta doença. Temos visto casos, como em São Paulo, onde a obrigatoriedade do uso de máscara está sendo discutida. Por isso, quero que o COE se reúna em Teresina para avaliar os números na capital e os reflexos das condições nos Estados vizinhos por aqui”.

O COE volta a se reunir, na próxima sexta-feira (10), para uma nova análise da situação do quadro epidemiológico na capital. Somente após a análise desses dados, é que o COE pode se posicionar cientificamente a respeito da volta da obrigatoriedade do uso da máscara.

“Estamos analisando os dados e somente com eles em mãos é que podemos saber como deve ser o comportamento da população de Teresina para prevenção à Covid-19. O uso da máscara e das medidas sanitárias é sempre recomendado e agradecemos à população da capital que ainda segue esta orientação”, disse o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque.

De acordo com o decreto municipal, a obrigatoriedade do uso de máscara é automática em Teresina quando o número de casos é de 200 para cada 100 mil habitantes; quando há dez internações para cada 100 mil habitantes ou quando há mais de 10% dos leitos ocupados por pacientes Covid-19.

Teresina mantém flexibilização do uso de máscaras

Em reunião realizada na manhã de hoje (03), o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, e os membros do Centro De Operações de Emergências em Saúde Pública (COE) de Teresina decidiram pela manutenção do Decreto nº 22.200, que flexibilizou o uso de máscaras na capital. A justificativa são os dados de covid-19 registrados atualmente na capital, que não apresentam aumento que justifique a mudança nas regras vigentes.

Fotos: Ascom FMS

De acordo com os dados do COE municipal, Teresina mantém atualmente uma taxa de positividade global de testes contra a covid-19 de 8%. Nos últimos sete dias, foram registrados 5,5 casos novos e uma média de 4,4 internações a cada 100 mil habitantes da capital. A ocupação de leitos atual está em 2.8% e a o nível de transmissão da doença no momento se encontra em patamar verde, considerado baixo pelos parâmetros do Ministério da Saúde.

O coordenador médico do COE Teresina, Walfrido Salmito, explica que os números atuais não dão suporte para a adoção de mudanças. “Tivemos um aumento nos casos diagnosticados, mas eles ainda não são alarmantes. Não tivemos aumentos de óbitos ou hospitalizações, que é o que preocupa mais. Além disso, não registramos mortes há mais de duas semanas”, justifica.

Gilberto Albuquerque, presidente da FMS, garante que a vigilância municipal seguirá fazendo avaliações diárias, como tem ocorrido desde o início da pandemia, e uma nova reunião acontece na próxima sexta-feira (10) para reavaliar as medidas de acordo com as informações constatadas durante a semana. “Faremos análises diárias dos números. Se na próxima reunião tivermos mudança, a gente certamente vai fazer uma reavaliação das medidas não-farmacológicas”, diz. “Durante todo este tempo mantivemos todas as estruturas de vigilância e avaliação, a rede hospitalar pronta e os profissionais preparados para atender a população”, ressalta o gestor.

Walfrido Salmito alerta ainda que, apesar da flexibilização, o decreto recomenda o uso da máscara por pessoas com maior risco, como idosos ou com comorbidades, sintomáticos respiratórios e positivos para covid, bem como seus contatos. Além disso, ele chama atenção para a vacinação, em especial a terceira e quarta dose, cujos números ainda estão aquém do ideal. Até o dia 26 de maio, 62,15% dos teresinenses com direito à vacina tomaram a terceira dose (primeiro reforço) e apenas 12,81% foram imunizados com a quarta dose (segundo reforço). “A vacina não impede que você contraia a covid, mas protege de formas graves, internações e mortes. Por isso, é preciso que a população faça sua parte e se vacine em tempo adequado”, alerta.

Campanhas de gripe e sarampo são prorrogadas e FMS mantém pontos de vacinação na próxima semana

A vacinação infantil contra a covid-19 segue sendo realizada, de segunda a sexta Foto(Ascom/FMS)

O Ministério da Saúde lançou nota técnica prorrogando as campanhas nacionais de vacinação contra Influenza e Sarampo até o dia 24 de junho. Diante da decisão, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) segue disponibilizando os imunizantes para os públicos prioritários em locais como postos drive thru e Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De segunda (6) a sexta-feira (10), seis pontos estarão disponíveis para vacinação drive thru. São eles: Terminais do Parque Piauí, Zoobotânico, Livramento, Buenos Aires, CEU Norte e Teresina Shopping (edifício Garagem – estacionamento do G3). Nestes locais, será ofertada a vacina da gripe para todos os grupos com direito ao imunizante, além dos públicos da vacina contra a covid: 1ª, 2ª e 3ª dose (pessoas de 12 anos e mais), além do 2º reforço (adultos 18 anos e mais com intervalo mínimo de quatro meses da última dose. O horário de funcionamento é das 9h às 17h, exceto para o CEU Norte que funciona das 9h às 12h.

A vacinação infantil contra a covid-19 segue sendo realizada, de segunda a sexta, nas UBS Buenos Aires, Parque Brasil, Saci, Monte Castelo, Irmã Dulce, Cidade Jardim, Satélite, Alto da Ressurreição e Parque Poti. As demais UBS receberão os grupos prioritários da vacina do sarampo: crianças de seis meses a menores de cinco anos (independentemente da situação vacinal) e trabalhadores da saúde (neste caso, em caráter de atualização da caderneta).

A população com direito à vacina da gripe também pode procurar as UBS. Tem direito ao imunizante as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, professores do ensino básico e superior, idosos com 60 anos e mais, pessoas com deficiência permanente, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, profissionais das forças armadas, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e longo curso e caminhoneiros.

Para receber as vacinas é necessário apresentar um documento de identificação com foto, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacina. Os professores devem ainda apresentar um contracheque atual ou documento que comprove a atividade laboral (últimos três meses), expedido pela instituição onde o trabalhador atua, no município de Teresina. Pessoas com comorbidades e deficiência permanente devem apresentar um laudo ou declaração que comprove a comorbidade, com assinatura e carimbo do profissional de saúde.

Programação vacinação – 06 a 10 de junho
 
Drive Thru

Locais: Terminal Parque Piauí, Terminal Zoobotânico, Terminal Livramento, Terminal Buenos Aires, CEU Norte (somente de 9h às 12h), Teresina Shopping (edifício Garagem – estacionamento do G3)

– Gripe (Grupos Prioritários)
– Covid 1ª Dose (12 anos e mais)
– Covid 2ª Dose (12 anos e mais)
– Covid 1º Reforço (12 anos e mais)
– Covid 2º Reforço (18 anos e mais)

UBS

Locais: UBS Buenos Aires, UBS Parque Brasil, UBS Saci, UBS Monte Castelo, UBS Irmã Dulce, UBS Cidade Jardim, UBS Satélite, UBS Alto da Ressurreição, UBS Parque Poti

– Covid 1ª e 2ª dose – crianças de 5 a 11 anos

Demais UBS

– Gripe (grupos prioritários)
– Sarampo (crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, trabalhadores da saúde – atualização da caderneta)

Grupos com direito à vacina contra a gripe:

– Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias)
– Trabalhadores da saúde
– Gestantes
– Puérperas
– Professores do ensino básico e superior
– Idosos com 60 anos e mais
– Pessoas com deficiência permanente
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
– Profissionais das forças de segurança e salvamento
– Profissionais das forças armadas
– Trabalhadores do transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e longo curso
– Caminhoneiros

FMS está finalizando  aplicativo que avisará sobre consultas no SUS Teresina

Reunião discute sobre aplicativo que avisará sobre as consultas no SUS Foto(Ascom/FMS)

Gestores da Fundação Municipal de Saúde (FMS) estiveram reunidos hoje, 3, para discutirem os últimos detalhes do aplicativo Teresina Saúde, que otimizará a comunicação das unidades de saúde com o usuário do Sistema Único de Saúde em Teresina.

“Hoje, o paciente que tem exame e consulta marcados não tem como ser avisado de forma instantânea sobre o procedimento. Tem que entrar no site da FMS ou ir até a UBS. Às vezes, o paciente não fica sabendo da marcação e não comparece ao procedimento. Foi criado então o aplicativo para mandar mensagens instantâneas aos usuários. Ainda não está em funcionamento, porque precisamos apresentá-lo para as organizações sociais e Ministério Público, mas em breve lançaremos”, explica Gilberto Albuquerque, presidente da FMS.

“Depois que for avisado da consulta, o paciente vai ter que confirmar se poderá ir ao procedimento. Para evitar que pessoas sejam agendadas e não compareçam a consulta”, falou Sérgio Rodrigues, responsável pelo sistema Gestor Saúde em Teresina.

O aplicativo Teresina Saúde também mandará mensagens avisando sobre reagendamentos ou imprevistos. As pessoas da sala de marcação das unidades já informarão que a pessoa tem a opção de baixar o aplicativo para saber sobre o andamento da sua marcação. Mas o paciente pode também continuar indo pessoalmente na UBS para saber informações.

Todas as UBS farão testes rápidos Covid a partir de segunda-feira (06)

Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital farão teste rápido de Covid a partir de segunda-feira, 6. A Diretoria de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina enviou memorando circular para todas as unidades e já está distribuindo os testes nas 91 UBS.

“Os testes estavam sendo realizados nas urgências de hospitais e UPAs, mas agora serão feitos nas Unidades Básicas, que encaminharão apenas os casos mais graves para as unidades hospitalares”, explica Gilberto Albuquerque. A FMS orienta que os testes devem ser realizados considerando a data de início dos sintomas: a partir do 1º dia até o 7° dia (entre o 3º e 7º dia de doença, preferencialmente).

Os atendimentos dos pacientes com síndromes gripais devem ser priorizados nas UBS’s para que essas pessoas permaneçam o menor tempo possível na unidade. É importante que sejam reforçadas medidas de segurança, devendo todas as pessoas, sejam profissionais de saúde, trabalhadores de saúde (pessoal que labora na limpeza, cozinha, na área administrativa, dentre outros), pacientes de maneira geral e especialmente aqueles que apresentam síndrome gripal devem fazer uso de máscara e demais medidas de biossegurança.

Divulgado resultado da eleição para a CATS/FMS

No intuito de valorizar todos os servidores da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e continuar o andamento das atividades desenvolvidas pela Comissão de Avaliação Técnica Setorial-CATS, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, e o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, formaram a Comissão Eleitoral, servidores voluntários, responsável por todo o processo eleitoral, objetivando eleger quatro dos oito representantes da CATS/FMS, conforme determina a legislação.

O processo eleitoral ocorreu dentro do cronograma previsto e sem contratempos e de maneira respeitosa entre os candidatos. A votação aconteceu por meio eletrônico (pelo endereço http://votacaocats.herokuapp.com). Foram 844 votos válidos.

Confira o resultado da votação em anexo.

 

Gestor da saúde faz alerta para importância das doses de reforço

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) faz um apelo para que a população não deixe de tomar as doses de reforço contra a covid-19. Até o dia 26 de maio, 62,15% dos teresinenses com direito à vacina tomaram a terceira dose (primeiro reforço) e apenas 12,81% foram imunizados com a quarta dose (segundo reforço).

Esta semana, a FMS está disponibilizando seis locais de vacinação para a primeira dose de reforço (que atualmente está disponível para pessoas de 12 anos e mais) e segunda dose de reforço (para adultos de 18 anos e mais). São eles: Teresina Shopping (edifício Garagem – estacionamento do G3) e os terminais do Parque Piauí, Zoobotânico, Livramento, Buenos Aires e CEU Norte. O horário de funcionamento é das 9h às 17h, exceto para o CEU Norte que funciona das 9h às 12h.

Gilberto Albuquerque, presidente da FMS, faz um chamamento à população para comparecer a um destes locais. “Se o cidadão está com o esquema atrasado, ou na época de receber algum dos reforços, pedimos que ele não perca a oportunidade”, convida. “Se conseguirmos atingir o objetivo de vacinar 100% da população, vamos reduzir o risco de uma nova onda da doença surgir, o que afetaria não só as ocupações dos hospitais como também o nosso dia a dia”, alerta o presidente.

Segundo dados do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública – COE Teresina, ao se comparar os percentuais de mortes entre os grupos de (1) não vacinados, (2) vacinados com apenas uma dose de esquema duplo, (3) vacinados com duas doses ou dose única eficaz e (4) vacinados com dose de reforço dentre os óbitos notificados e dentre a população de Teresina, verificou-se que aqueles vacinados com dose de reforço tiveram risco de morte 99,8% menor que pacientes não vacinados e 65% menor que pacientes que receberam duas doses de esquema duplo (AstraZeneca, Coronavac e Pfizer) ou uma dose do esquema de aplicação única (Janssen).

“Já está comprovado pela ciência que a vacina impede os casos graves de Covid, as internações e salva vidas”, comenta Gilberto Albuquerque. “Estes dados reforçam a necessidade da população procurar suas doses de reforço, por isso fazemos o apelo”, diz o presidente da FMS.

FMS apresenta experiência exitosa em evento do Ministério da Saúde

Profissionais da Fundação Municipal de Saúde apresentam, hoje (31), trabalho realizado pela equipe da Atenção Básica com o título “Rastreamento do câncer de colo de útero da UBS Codipi” durante o Seminário de Qualificação de Desempenho de APS 2022. O evento do Ministério da Saúde está sendo realizado, hoje (31) e amanhã (1), em Teresina.

“É um evento de grande importância considerando que tem a participação das três esferas de governo com o objetivo de contribuir com os esclarecimentos acerca das mudanças que estão acontecendo no funcionamento da saúde, no que se refere à Atenção Primária”, explica Nádia Spindola, diretora de Atenção Básica da FMS.

A realidade do cuidado nos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) é complexa e cheia de incertezas, e nela os rastreamentos oportunísticos se mesclam com o cuidado clínico cotidiano, quer por iniciativa do paciente ou profissional.
Um cuidado efetivo deve primar pela prevenção das doenças e respeitar a experiência pessoal do processo de saúde, sofrimento e doença dos pacientes através de uma abordagem compartilhada, explica a enfermeira Lívia Maria Mello Viana, que juntamente  com Bárbara Pinheiro Gama são as autoras do projeto. Participaram também os funcionários da UBS da Santa Maria da Codipi Antônio Elizeu Mendes Maria das Graças Oliveira da Silva Regina Lucia Silva de Mesquita Walflânia Keila Viana.

Nádia Spindola, diretora de Atenção Básica da FMS

Ações do Maio Amarelo terminam com palestra no HUT

A palestra desta segunda teve a participação do inspetor e policial rodoviário federal (PRF) Francilio Viana Fotos(Ascom/HUT)

O número de vítimas de acidentes de trânsito que chegam à emergência do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), nos cinco primeiros meses deste ano, é o maior dos últimos cinco meses do mesmo período em 2021. Em 2022, foram registrados 3.589 atendimentos a acidentados, o que representa um aumento de 5%.

Esse crescimento reforça a importância do “Maio Amarelo”, que encerra, na manhã de hoje (31), com uma palestra aos servidores, visitantes e acompanhantes dos usuários internados na unidade, alertando para os altos índices de vítimas de acidentes de trânsito, e sobre a necessidade da conscientização.

A palestra desta segunda teve a participação do inspetor e policial rodoviário federal (PRF) Francilio Viana “segurança no trânsito é um tema que não pode sair de evidência. O trânsito mata mais que muitas doenças, e são mortes evitáveis, diferente das doenças”, enfatizou.

Levantamento da estatística do HUT mostra que acidentes com moto lideram o ranking de casos que chegam à emergência, representando cerca de 87% dos atendimentos. 69% dessas vítimas necessitam de cirurgias ortopédicas, neurológicas ou bucomaxilo facial.

No HUT, recebe-se, por mês, em média, 750 vítimas de trauma por acidentes de trânsito. “As ações da campanha terminam hoje, mas o cuidado com a vida no trânsito devem continuar, precisamos conscientizar sobre a importância da prevenção para baixarmos esse índice”, ressaltou Fábio Marcos de Sousa, diretor-geral da unidade.